A place so full of mystery is just a puzzle to be solved
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Hall

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jun 19, 2018 6:35 pm

- Okay, agora sim você exagerou - O rapaz voltou seus olhos azuis para ela, em uma expressão de clara indignação. De fato, seu quarto estivera bagunçado, porém ainda assim estava melhor do que muitos outros, incluindo o fato de que Max sempre fora extremamente organizado, portanto até mesmo a sua bagunça era um tanto quanto organizada, se é que isso fazia sentido - Ah por favor né, tá achando que tenho cara de hipster que fica indo no Starbucks pra reclamar sobre as pessoas que vão no Starbucks?

Maxwell pegou seu pacote de pipoca e logo em seguida foi puxado novamente, parecia que Melissa havia aprendido com Dante como se puxava as pessoas de um lugar para o outro. Seus olhos estavam focados na mão dela, a que ela usava para puxá-lo, havia um estranho senso de proximidade naquilo e não se devia ao fato do toque dela. Para Melissa fazer algo do tipo, ele deveria ser importante para ela. Esse pensamento alegrou-o um pouco.

- Sim sim, vamos indo - Ele falou, preferindo ignorar o comentário sobre o quarto dele. Sentiu seu rosto esquentar por um momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jun 19, 2018 8:48 pm

- Uh... aparentemente eu atingi um nervo. - ela zombou com aquela voz tipicamente arrastada. Melissa, apoiou a mão que não estava usando para segurá-lo na cintura, mechendo a cabeça de um lado para o outro, o que fazia os fios longos de seu cabelo dispersarem-se. - Vindo de você eu não dúvido de quase nada, Senhor-Demônio-Número-1.

☬ Melissa sabia que ele aquela máscara não pertencia mais a ele, mas chamá-lo daquele jeito havia tornado-se um pequeno hábito. Ela podia sentir agora o pequeno contato entre a pele dele e a dela, causando ondas de calor por seu corpo... não era luxúria, era algo muito mais... brando. Ela realmente estava fazendo aquilo porque se importava, afinal não deixaria-o sozinho com os pensamentos estranhos que pareciam percorrer sua cabeça. Além disso, havia aquela guerra entre máfias e organizações pela cidade. Mel preferia manter todas as pessoas pelas quais se importava debaixo de seus olhos, mas já que tal coisa não era possível, pelo menos Max... ☬

☬ Ela deu uma pequena pausa no seu caminhar, piscando os olhos. Desde quando passava tanto tempo pensando nele? Melissa sacudiu novamente a cabeça e arrastou-o escadarias acima até chegarem no quarto do rapaz, o qual esperou que ele abrisse para entrar após o rapaz. ☬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Sex Jun 22, 2018 3:14 pm

- Você sabe que eu sou organizado - Maxwell falou, sua mão passando por seu cabelo em uma tentativa falha de arrumá-lo. Este era um costume do rapaz, ele constantemente tentava ajeitar seu cabelo, apenas para falhar, uma vez que não demorava nem dois minutos para o cabelo voltar a ficar desgovernado - Até parece...

Sem tentar fingir ser algo que não era, Maxwell se tornava uma pessoa muito mais normal, uma que você vê na rua no dia-a-dia. Era uma pessoa gentil e que gostava de brincar com quem encontrava, não importando quem fosse a pessoa. Ele não chegava a ser bondoso como Dante ou Hanna, ainda havia uma faísca de violência dentro dele, gerada pelo o que ele passara naqueles anos de sua vida. Mas ainda assim, era uma pessoa boa. Melissa, e apenas Melissa, poderia notar mais uma coisa nele. Um certo calor, que parecia se espalhar por todo o corpo dele, mostrando-se principalmente nos olhos, era uma espécie de calor que acolhia e protegia, não era algo feito para incomodar ou machucar. Ela não tinha como notar isso naquele momento, mas o dito calor só aparecia quando ele olhava para ela.

- Entre - Ele girou a maçaneta e abriu a porta, revelando um quarto praticamente renovado. Ele estava limpo e completamente organizado, extremamente parecido com o que ele era quando Melissa o visitara pela primeira vez, porém faltavam alguns desenhos que ambos haviam rasgado sem querer naquela noite, algumas estatuetas de barro que ele fizera, ambos haviam derrubado algumas, enquanto outras Maxwell jogara na parede em um acesso de raiva. Não havia nenhum sinal da bagunça que aquele quarto já fora antes, exceto talvez por uma garrafa de cerveja vazia em cima da mesa - O notebook deve estar por aqui - Ele falou, puxando uma das gavetas, porém só haviam materiais de desenho. Fechou a gaveta e abriu a segunda, puxando o notebook de dentro. Não era grande, nem pequeno, era comum e de uma marca barata. Ele o montou em cima da cama e o ligou, voltando-se para Melissa - Já tem ideia de que tipo de filme você quer ver?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Sex Jun 22, 2018 10:30 pm

- Quando você não está surtando, certamente. - ela mirou o dedo no nariz dele para dar-lhe um peteleco. - Agora pare de reclamar.

☬ Aquele calor nos olhos dele era-lhe diferente e atrativo. É claro que o Maxwell Watson que dizia-se ser um demônio tinha suas vantagens. Mas aquele Max, o Max natural, tinha algum tipo de coisa dentro de si que tornava-o mais... apaixonante. Melissa não tinha essa mentalidade, ainda, mas aquele calor protetor dele acabava preenchendo-a de uma forma estranha e boa. Ela percebia-se querendo passar mais tempo ao lado de Max... mais tempo do que deveria, pelo menos, considerando que ela era uma adolescente anti-social e bruta. ☬

☬ Ela adentrou o quarto ainda equilibrando o pacote de pipoca em seu braço, os olhos passando por todo o aposento, captando-o como um todo. Sim, ele estava realmente bem melhor do que antes, perfeitamente organizado. Mas Melissa deu pela falta de algumas pinturas e estatuetas... algumas, em específico, ela conseguia lembrar vagamente do porquê não estarem ali. Seu rosto enrubesceu levemente, enquanto ele procurava o notebook, e a garota sentou-se na cama, arrepiando-se sutilmente quando lembrou-se de mais tantas coisas que foram feitas lá. Deus... talvez não tivesse sido a melhor ideia chamá-lo para o próprio quarto. Mel podia ter sugerido o dela. Quando Max retornou e organizou o notebook sobre a cama, ela acomodou-se num ponto da mesma e tirou uma das mechas do rosto. ☬


- Sei lá... talvez um dos filmes mais novos da Marvel. - ela deu de ombros, não costumava ir ao cinema, aliás perdera as contas do quanto tempo fazia desde que o fizera pela última vez. Mel possuía uma listinha de filmes que ainda não havia visto, e só não o fizera por falta de tempo, tão comprometida andava com as investigações. Então, para ela, realmente quase qualquer coisa era válida. - Alguma sugestão?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Sex Jun 29, 2018 2:59 pm

Ele suspirou e decidiu que era melhor não continuar a discutir, certamente acabaria perdendo. Maxwell certamente não era o tipo de pessoa que se apaixonava facilmente, seu próprio relacionamento com Robin Wolf fora algo que não durara muito, apesar de na época ele de fato ter se apaixonado por ela. Haviam relacionamentos que duravam e outros que não, e os de Maxwell tendiam a não durar, justamente por ele ter sua cabeça tão cheia com seus próprios problemas que ele não parecia notar os problemas de suas parceiras. Ainda assim, mesmo sabendo que raramente tinha um namoro ou amizade que durasse por muito tempo, ele acabava vendo-se junto de Melissa, desejando estar ainda mais ao lado dela.

Maxwell puxou da mesma gaveta de antes uma daquelas pequenas mesas para notebooks, para que eles não esquentassem muito, e montou-a em cima da cama também, com o notebook sendo colocado em cima dela
- O novo Thor é bom, já viu esse? - Maxwell começou a mexer em seu notebook, abrindo a Netflix - Ei, vai ficar sentada aí? Deita - No momento que ele falou isso, seu rosto ficou em chamas, pois por um único momento, ele esquecera aquela noite - Juro que não tenho segundas intenções! Só é mais confortável assim!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Sex Jun 29, 2018 10:51 pm

- Hum, não... mas é realmente bom? Eu fiquei sabendo que está no mesmo nível de Guardiões da Galáxia, mas nem sempre fórmula repetida funciona.

☬ Ela permaneceu no mesmo lugar, vendo-o abrir a mesinha e usar o notebook, logar no Netflix e mandá-la se deitar. A ruga de estresse que surgiu na têmpora de Mel era o bastante para fazê-lo estremecer. ☬

- Eu fico do jeito que eu achar melhor, e venha para o meu lado logo de uma vez antes que eu resolva descontar meu estresse na sua cara! - ela cruzou vigorosamente os braços, ainda que, de fato, tenha descido um pouco mais o corpo para ficar numa posição levemente deitada. Melissa necessitava desesperadamente fumar um cigarro. Os olhos dela registraram o cinzeiro de Max e ela rapidamente trouxe-o para perto de si. - Você não se importa, não é?

☬ A esse ponto Maxwell sabia que Melissa fumava de vez em quando, ela não era uma chaminé, mas quando estava nervosa fumava mais que o normal. Se ela estava dizendo aquilo, era porque realmente precisava. Ainda assim, era visível que ela estava esperando uma resposta do rapaz para tatear o bolso em busca dos cigarros ou do isqueiro. Depois que ela fumasse, ai sim conseguiria relaxar o suficiente para deitar. ☬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Sex Jun 29, 2018 11:14 pm

- É bom sim, você vai gostar.

O próprio Max gostara do filme e ele raramente gostava de algo que tinha muita comédia no meio. Porém os filmes da Marvel sabiam jogar muito bem com a sua tonalidade, sendo divertido em alguns momentos e sério em outros. Depois do grito de Mel, Maxwell pareceu se encolher por um breve momento, não por medo, mas por não gostar muito de que gritassem com ele. Era algo que trazia muitas memórias de sua cidade natal. Ele rapidamente levou o notebook até o lado dela, para logo em seguida murmurar algo e passar o cinzeiro para ela. Mel notaria que haviam muitas bitucas de cigarro ali, o rapaz realmente não se importava de que ela fumasse no quarto, uma vez que ele próprio fazia isso de vez em quando. Sentando-se ao lado dela, praticamente na mesma posição e com um travesseiro atrás da cabeça de ambos, ele voltou os olhos azuis para Mel.

- Posso começar o filme?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jul 03, 2018 3:00 pm

- Okay, acredito em você.

☬ Ao menos ela sabia que Maxwell tinha bom gosto. Melissa puxou o isqueiro e um de seus cigarros, acendeu-o e tragou longamente, fazendo um sinal de beleza com a mão agora vazia para que sim, Max pudesse dar play no filme. Ela acomodou-se de uma forma que ficasse erguida o suficiente para fumar sem correr o risco de se incendiar ou pior e focou seus olhos na pequena tela. Seu cigarro durou praticamente nada, nos cinco primeiros minutos de filme ele ja tinha acabado, e sabendo que acender outro era abusar demais de sua boa saúde, Melissa deixou os seus restos no cinzeiro e moveu-se de novo para ficar deitada na cama, apoiando ambas as mãos sobre a barriga. ☬

- Não é que o Surtur ficou legal? Os efeitos gráficos dele, digo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jul 03, 2018 3:41 pm

Maxwell não respondeu a pergunta de Melissa, sobre os efeitos gráficos de Surtur. Subitamente, um dos braços dele passou por cima da barriga dela, a mão segurando-se suavemente do outro lado, algo que certamente invocaria a fúria da garota. Quando ela se virasse para olhar Maxwell, veria o que mesmo acabava de encostar sua cabeça no ombro dela, olhos fechados, dormindo tranquilamente. Ele estava cansado, o que acontecera no dia anterior fora algo pesado demais para ele. Ele quase perdera o controle, quase matara alguém, apesar de não se lembrar de já ter feito isso anos atrás. Maxwell vira pessoas morrer ao seu lado, para balas, para o fogo. Era quase como o Salmo 91. Mil cairão ao teu lado, dez mil a tua direita; Mas tu não serás atingido. E de fato ele não fora, por sorte talvez o rapaz não fora atingido pelos projéteis, apenas a fumaça que ele inalara acabara causando algum tipo de dano.

E ele estava cansado. Muito, muito cansado. Tanto que ele adormecera nos primeiros minutos que deitara naquela cama, um lugar um pouco mais confortável do que antes. Na verdade, não era pelo fato de estar em seu quarto que ele adormecera, mas sim por sentir-se seguro. Ao lado de Melissa, ele sentia-se muito mais seguro, muito mais em paz. Portanto era muito mais fácil dormir. Agora, se ele seria acordado com bordoadas ou continuaria a dormir, isso dependeria da garota.


- Me...Lissa - Murmurou o rapaz enquanto dormia, um pequeno sorriso surgindo em seus lábios após pronunciar o nome dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Qua Jul 04, 2018 10:45 am

☬ Ela estava nervosa, é claro. Nervosa o suficiente para não reparar em Max, que acabara de adormecer bem ao seu lado. Justamente, ela havia fechado um punho para acertar a cabeça dele pela ousadia, mas quando virou-se, percebeu que o rapaz estava dormindo. Era de se esperar... pelo que ele dissera que passara, estava exausto, fisicamente e mentalmente. Melissa estava também, apenas imaginando o que poderia estar acontecendo do lado de fora da escola, se não haveria nenhum tipo de inimigo infiltrado ali dentro, se ambos estavam seguros. Por mais que a garota fosse prática, ela vira o suficiente nos últimos anos para saber que quanto mais segura parecia estar, mais terrível seria o golpe. ☬

☬ Melissa encarou a mão que segurava-a pelo lado do corpo, depois o rosto calmo e confortável de Maxwell Watson, o Demônio Número 1, como gostava de chamá-lo. E seu coração apertou com um sentimento desconhecido. Ele não parecia mais com um demônio, na sua opinião. Sua mão abriu-se novamente, e Melissa usou-a para tirar algumas mechas do cabelo dele que caiam em seu rosto. Então, ouviu seu próprio nome. ☬

☬ Seu coração falhou uma batida. Ela não sabia o que diabos estava sentindo no momento, mas pareceu-lhe um pecado imenso acordá-lo naquele instante. Com cuidado, ela esticou a perna e tentou apertar o botão de espaço para que o filme pausasse. Depois, desceu a mesma para fechar o notebook de Max, e tateou sofregamente para recuperar as cobertas que haviam sido afastadas para que ambos deitassem. Melissa puxou-as sobre os dois, ainda observando aquele rosto em paz. Um pequeno e involuntário sorriso cruzou seus próprios lábios. ☬

☬ Ela podia ficar ali por um tempo. Por um tempinho, apenas, e depois se afastaria para pegar um ar, e Max nunca suporia que ela estava observando-o dormir. Bem, foi o que pensou... mas Mel estava igualmente cansada. Seus olhos lentamente foram se fechando, e ela mergulhou num sono misericordiamente calmo, sem traço de qualquer pesadelo. E, enquanto dormia, mais uma vez seu corpo procurou o de Max para se aconchegar a ele. ☬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Qua Jul 04, 2018 1:44 pm

Maxwell acordou com seu coração acelerado. Já era noite e a cidade estava silenciosa, serena. Seus olhos se abriram e ele pôde ver algo que já não o surpreendia mais. Novamente, ele dormira ao lado de Melissa. Dessa vez não haviam bebido horrores e transado como uns malucos, o que era um verdadeiro ponto a favor de ambos. Ele, no decorrer do sono, havia abraçado ela e puxado-a mais para perto de si, seu rosto estando próximo do dela. Também pôde notar que ela também o abraçara. Suas mãos estavam envolvendo as costas dela, sem estar em nenhum lugar perigoso demais. Ele inspirou profundamente, pensando se deveria acordá-la. Bom, ela certamente acordaria envergonhada e com vontade de bater nele, portanto decidiu que esperaria mais um tempo, a fim de se preparar par as bordoadas que estavam por vir.

E então ele ouviu. Uma sirene. Duas. Três. Quatro. Várias, muitas, mas muitas sirenes soavam. Seriam da polícia? Talvez ambulâncias. Ou seriam os bombeiros? Uma mistura de todos? Ao mesmo tempo que a primeira sirene começou a soar, o celular de Melissa começou a tocar. Max levou sua mão ao rosto dela e tocou suavemente no local, sem fazer muita pressão. Não queria assustá-la.


- Melissa - Ele chamou uma vez - Melissa - Novamente. Ele passou sua mão suavemente pelo rosto dela - Acorde - Assim que Melissa de fato acordasse ele faria uma pergunta que poderia colocá-lo em risco de surra, apesar de não ter notado isso ao falar - Dormiu bem?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Qua Jul 04, 2018 7:09 pm

☬ Se Max percebesse bem o rosto de Melissa, ela estava calma, sua respiração estava lenta e regular. Ele notaria até mesmo um pequeno sorriso. Melissa Carter era vista como ele, um demônio de fogo destruindo tudo por onde passava, mas ali, dormindo daquele jeito, ela parecia apenas uma garota normal tendo algum sonho muito bom. De fato, seu sono era bastante pesado, então as sirenes passaram despercebidas... mas Melissa condicionara-se a despertar com o som do despertador de seu telefone... e também da chamada de Ame. ☬

They say we are what we are
But we don’t have to be
I’m bad behaviour, but I do it in the best way

I’ll be the watcher of the eternal flame
I’ll be the guard dog of all your fever dreams. ♪


☬ Ela não acordou com o toque dele, tão imersa estava em seu sono, mas com a música, seus olhos abriram-se e ela levantou a cabeça no susto, sem querer acertando a testa de Maxwell, que obviamente não tinha senso de espaço pessoal e estava perto demais. Melissa imediatamente levou a mão a cabeça, sobre o galo que provavelmente cresceria ali, e encarou-o, perplexa. ☬


- Ai... o que foi, eu dor... - provavelmente ela constataria que sim, tinha dormido com Max de novo, e provavelmente ele apanharia para que ela pudesse mascarar sua vergonha, mas o celular continuava tocando e agora Melissa podia ouvir as sirenes, cada vez mais altas. - Mas que porra...

I am the sand in the bottom half of the hourglass
(Glass, glass)
I try to picture me without you but I can’t
'Cause we could be immortals, immortals
Just not for long, for long
And live with me forever now
Pull the blackout curtains down
Just not for long, for long
We could be im... ♪


☬ Melissa agarrou o telefone que tocava mais próximo do que o esperado e pressionou o botão para atender. A voz de Ame singrou o ar até seus tímpanos, tão alta que a primeira reação de Mel foi afastar o aparelho de seus ouvidos. ☬


- Não saia de onde você está, a operação acabar com a existência de Shadow começou!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Qua Jul 04, 2018 10:25 pm

- Ouch! - Exclamou o rapaz, ao ter sua testa atingida. Ele massageou levemente o local, olhando para ela em confusão e perguntando-se como aquilo viera a acontecer. Ela realmente tinha um sono pesado para não acordar com alguém tocando no rosto dela.

Ele levantou-se da cama de uma maneira que passasse longe de Melissa, caminhando até a janela de seu quarto e espiando do lado de fora, mas o que quer que estivesse acontecendo, estava ocorrendo longe da academia e muito mais longe de onde ele podia enxergar. Também tentou escutar mais do que acontecia, porém não podia ver nada. Por um tempo, enquanto Ame falava com Melissa no telefone, tudo o que ele podia ver era o próprio reflexo no vidro. Perante seus olhos, ele pôde ver a cena da boate novamente. Tudo estava em chamas, gritos de terror furavam seus tímpanos conforme o som de disparos pareciam tentar sobressair-se acima dos berros estridentes. Ele pôde ver o rosto de uma mulher em cima de uma poça de seu próprio sangue, sua garganta havia sido furada por um dos projéteis. E ele subitamente voltou ao presente, cambaleando para trás e levando a mão ao próprio rosto. Ele voltou-se para Mel.

- O que está acontecendo lá? Quem está matando quem? - Ele sabia, algo dentro dele o informava que haviam pessoas morrendo conforme eles falavam. Passara tanto tempo rodeado pela morte que era como se tivesse desenvolvido uma espécie de sexto sentido para a morte. Algo que, pelo o que Max acreditava, todos os humanos tinham. Todos sabiam dizer quando alguém estava morrendo. Mas para ele isso era algo ainda mais gritante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Sab Jul 07, 2018 11:29 pm

☬ Melissa tinha realmente um sono de pedra. Muito provavelmente ela só estava semi-acordada na manhã seguinte à noitada de ambos por conta do pesadelo que deixara sua mente ansiosa. Ela esfregou insistentemente o local atingido, seus olhos encarando Max com certa fúria esperada, e então notara o som do telefone. ☬

- Hein... espera, o quê? - ela questionou, esquecendo-se momentaneamente que sua boca estava longe do bocal de seu celular, já que este estava longe de seu ouvido. Entretanto, nesse exato momento, Max fez aquela pergunta. Mel ficou em silêncio por alguns segundos, então colocou a chamada no viva voz e suspirou. - Estou colocando no Viva voz, Ame... Max quer saber o que está havendo.
- Eu não atrapalhei nada não né? ♪
- Nâo é hora pra isso, caralho! Vai logo à porra do ponto!

☬ Ela praticamente berrou em direção ao telefone também, mantendo sabiamente o rosto avermelhado fora da visão de Max. Ouviu-se uma tosse vinda de Ame e depois esta começou a falar novamente. ☬

- Nymeria Lindberg foi sequestrada por Shadow. A máfia russa em peso, assim como alguns Agentes da Casa, estão tentando recuperá-la. Nesse meio tempo, alguns membros do Inverno Soviético queimou até virar cinzas um dos armazéns de Shadow... um lugar onde fabricavam bonecas.
- Isso outra vez. - Melissa trincou os dentes. Ela enojava-se com aquela prática. De todas as maneiras possíveis.
- Aparentemente, o Cão dos Darkness que deveria estar morto, está absolutamente vivo! - Amenartas praguejou alguma coisa em uma lingua estranha. - Isso não importa, só estamos recolhendo as informações desencontradas. Eu hackei o sistema de comunicações do irmão de Nymeria, que também está envolvido no resgate... dos documentos referentes à fórmula, e da irmã, é claro. Nós estamos trabalhando nesse exato isntante em conjunto. Nós vamos estirpar Windfall da máfia de Shadow.

☬ Houve uma pausa, em que ninguém disse nada, por alguns instantes. ☬

- E Lucian?
- Ele está bem. Está comigo... não saiam de onde estão, Melissa, Maxwell... aqui fora está rolando uma verdadeira guerra. Não quero nenhum de vocês dois envolvidos nisso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Dom Jul 08, 2018 12:25 am

- Aquele porra que mandou sequestrar a gente?

Internamente, Maxwell comemorava. Não gostava do fato de alguém ter ido atrás de Hanna, sabia bem que havia sido pego como dano colateral e que Melissa sofrera do mesmo azar que ele. Saber que tinha alguém, além de Ame e companhia limitada, agindo contra ele era algo que o deixava mais tranquilo. Não sabia se ia funcionar. Na verdade, internamente, duvidava de que aquilo fosse funcionar. Pelo menos completamente. Lhe parecia algo grande demais para que apenas algumas pessoas conseguissem derrubar.

- Ah, mas eu queria tanto me envolver nisso. Deixa eu participar, eu tenho um enorme arsenal, composto de nada - O sarcasmo de Max era algo que certamente entraria para os livros de história - Não se preocupe, vamos ficar no meu quarto assistindo filmes.

Ele até iria sugerir beber para esquecer a guerra, mas da última vez que os dois haviam bebido juntos, haviam transado tanto que a academia inteira sabia do envolvimento dos dois. Na verdade, voltar a pensar nisso o deixou inteiramente vermelho. Ele virou-se de costas para Melissa, olhando para os seus desenhos na parede. Assim como ela, o rapaz não queria ser visto estando tão envergonhado desse jeito. Também estava estranhamente excitado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jul 10, 2018 12:42 pm

- Ele estava de certa forma por trás, sim... embora não tenha sido exatamente quem enviou o pedido. Há muitas pessoas envolvidas nisso, mais do que imaginávamos a princípio. - Amenartas fez uma pausa. - Você não disse nada a ele, Mel?
- Olha aqui, eu sei guardar informações, tá legal? Você disse para eu não envolver pessoas, é o que estou fazendo.
- Bem, tanto faz, ele é... uma exceção. Por vários motivos.

☬ Melissa franziu o cenho com aquela afirmação, encarando Max em seguida, como se ele soubesse de algo que ela não. Eventualmente, acabou decidindo que aquilo não era da sua conta e voltando ao telefonema e revirando os olhos para o sarcasmo de Max, assim como a preocupação infundada de Ame. ☬

- Lógico que não vou me envolver nisso, toda vez que me envolvo onde não devo acabo tomando um tiro.
- Você quer que eu te arranje um colete a prova de balas? ♪ - houve uma pausa, em que obviamente era possível ouvir a risada de Ame do outro lado da linha. - Verem filmes, eu sei, eu sei... ♪

☬ Ela estava apenas provocando os dois, só mais para frente notaria a tensão sexual que existia entre ambos. E ai teria motivos de sobra para provocar. Às vezes, aquela pessoa parecia uma criança encapetada. ☬


- Vai se foder.
- Também te adoro, Mel. ♪ - era óbvio que ela queria dizer outra coisa, mas se controlou dessa vez. - Oh. bem... eu tenho trabalho a fazer. Cuidem-se!
- Tomem cuidado.

☬ Melissa resmungou alguma coisa impossível de compreender enquanto Max despedia-se de Ame, e então encerrou a ligação, levantando-se da cama e indo até a janela, ao lado dele, observar o que parecia estar ocorrendo à distância. ☬

- Eu sabia que isso ia dar merda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jul 10, 2018 7:58 pm

Ele não conseguia imaginar o porquê de ser uma exceção. Talvez por ter sido sequestrado junto de Hanna e Melissa? Ele não tinha nada de destaque em sua vida que fazia dele uma exceção naquele caso. Ele era só um estudante de fotografia, com um passado fodido e uma mente ainda mais fodida. Seu irmão gêmeo trabalhava como um segurança privado para alguém importante, um alguém que Maxwell não conhecia, seu pai estava preso e sua mãe estava morta. Ele não conseguia ver como era uma exceção.

- Vai te catar - Por algumas palavras Maxwell quase fez um coro ao que Melissa falou, porém como não conhecia muito bem Ame, preferiu não falar nada insultante demais - Até, até - Despediu-se, passando a mão por sua nuca e voltando-se para a janela.

Voltou seu olhar para lá fora. Inspirou profundamente. Estava a meros segundos de ter um ataque de pânico. Merda. Merda. Merda. Merdamerdamerdamerda. Ele não conseguia pensar em algo para manter-se calmo. Até onde ele sabia, Shadow poderia estar tentando acabar com evidências da existência dele naquele exato momento. O que significava que ele poderia vir para a academia e matar a Melissa e a ele próprio e ambos não teriam como se defender. Todas aquelas aulas de defesa pessoal, tudo o que aprendera com Nathaniel, tudo isso parecia inútil naquele momento. Não existe nenhuma habilidade perante o cano de uma arma. Então Melissa falou e pareceu que a respiração dele aliviou-se.

- Era só questão de tempo - Ele falou, sentando-se na cama, passando a mão pelo seu rosto - Essa cidade estava fodida desde o começo, era só uma questão de tempo até um puto chegar e foder com tudo de vez. Puta que pariu, eu tenho uma sorte do caralho mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Sab Jul 14, 2018 7:52 pm

- O mundo todo está assim... até as partes mais pacíficas tem algum maníaco escondido. - ela apoiou a mão no vidro por alguns segundos, depois retirando-a para ajeitar suas roupas. Melissa chegara a conclusão que desta vez acordara vestida, o que já era ótimo, considerando que da primeira e única outra vez que dormira no mesmo quarto de Max a noite fora longa. - Isso faz parte da humanidade, acho. Mas do jeito em que as coisas estavam indo, era normal que acabasse desse jeito.

☬ Ela massageou a própria face com ambas as mãos, parecendo um pouco perdida. ☬

- Sempre a mesma coisa... Sou uma idiota por achar que algo ia mudar só porque estou trabalhando com as pessoas "do bem".

☬ Ela deixou-se cair sentada na cama, os ouvidos captando as sirenes das ambulâncias que cortavam as ruas de um lado para o outro. Melissa estava começando a achar que tinha um dedo podre... ou que ela com toda certeza tinha uma sorte dos diabos. So isso pra explicar a míriade de situações ridiculas que passara nos ultimos anos. ☬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Ter Jul 17, 2018 5:16 pm

- Seria melhor que nunca tivesse começado, mas é bom que termine, mesmo que seja com mais mortes.

Uma morte não trazia uma vida de volta. Haviam coisas que eram impossíveis de serem enfrentadas, mesmo com toda a determinação do mundo. Uma delas era a morte. Max aceitara isso quando era mais jovem, após o falecimento de sua mãe. Ele não podia fazer nada para ajudar ela, nada para trazê-la de volta e vê-la sorrir mais uma vez, ou ouvi-la tocar violino novamente. Era engraçado. Max era um bom violinista, ele nascera com um dom para a arte num geral, mas ele nunca conseguia reproduzir um som tão doce como o que a mãe dele produzia quando tocava aquele instrumento.

- Ei, ei ei ei - Max voltou seu rosto para Melissa, ajeitando-se na cama - Não há nada que você pudesse fazer para mudar isso. Tem certas coisas que estão predestinadas a acontecer. Essa é uma delas. Shadow fez muita, mas muita merda, então era óbvio que a resposta para isso seria algo assim - Ele passou o braço pelos ombros dela, puxando-a para um abraço amigável - Você não tem que se sentir assim. Se tem alguém que falhou com todos hoje, além do Shadow, foi a sociedade num geral que permite que monstros que nem ele sejam feitos e que pessoas boas como você sejam colocadas em situações como essa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Qua Jul 18, 2018 1:38 pm

- Algumas pessoas merecem morrer.

☬ Ela murmurou aquilo lentamente, Melissa não era como Hanna que acreditava que todos tinham uma chance, ou mesmo Dante que achava que a morte não era uma solução. Pessoas que matavam inocentes, pessoas infernizavam a vida das outros por capricho, que estupravam e abusavam de crianças, tinham de ser deletadas do mundo. Ela podia perdoar pessoas que matavam e roubavam por um "bem maior", mas gente que era essencialmente ruim? Não mesmo. Não era a toa que não se preocupava com quantas pessoas o tal de Jacket matara naquele video que Noah a mostrara, quando se conheceram. ☬

- Você tem razão... mas continua sendo frustrante. - ela não afastou-o, apenas pendeu a cabeça para a frente e apoiou o rosto em ambas as mãos. - Ainda assim, é frustrante. Porque tem sempre aquelas pessoas que estão apenas vivendo a vidinha delas e acabam sendo jogadas no meio disso. - ela ergueu novamente a cabeça, fazendo um sinal em direção a janela. - Eu sabia desde o nosso sequestro que isso ia acontecer. Desde que Amenartas mencionou os mafiosos... eu reuni informações de todos os lados o mais rápido que podia e, ainda assim, sinto que metade das pessoas com as quais eu deveria me importar não estão seguras nesse exato momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxwell Watson
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 27/07/2017
Idade : 18
Localização : Windfall/Helhole

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Hall   Qua Jul 18, 2018 10:26 pm

- Sim, merecem.

Maxwell não era um idiota, ele sabia bem que havia algo de maligno naquele mundo. Os humanos eram como uma lousa em branco, nasciam sem nada de especial para si. Não possuíam ideias próprias, não tinham conhecimentos gerais, não tinham uma noção de certo e do errado. Isso lhes era absorvido conforme a convivência em sociedade, portanto era natural acreditar que se uma pessoa é má, isso seria culpa de sua vivência, seja com uma pessoa ou com várias. Maxwell realmente acreditava nisso. Porém, ele não passava a mão na cabeça dessas pessoas, afirmando que a culpa era da sociedade e que os maus não possuíam culpa. Eles possuíam uma enorme culpa. Toda ação tem sua punição. Seja ela uma ação boa ou uma ruim. E a punição chegava para os maus.

- Elas estão bem, Mel. Elas estão a salvo. Se você duvida disso, é só mandar uma mensagem para elas. Pergunte como elas estão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Hall   Ontem à(s) 12:04 am

☬ Melissa escutou o que Max falava e piscou os olhos. Seus lábios se entreabriram e eela trocou um olhar com o rapaz, parecendo ter chegado a uma conclusão brilhante. ☬

- Você tem razão. - ela puxou o celular que havia guardado minutos antes e discou alguns números. Em seguida, Maxwell teria a oportunidade de vê-la falar com meia duzia de pessoas, incluindo uma tal de Chloe, e confirmar que estavam bem, também dizendo-lhes para ficarem nos dormitórios da universidade. Por fim, ela discou um último número e o celular chamou por um tempo, antes de uma vozinha infantil atender.
- Casa dos Mitchell, quem fala?
- É a Melissa, onde estão nossos pais? - era de se imaginar que Mel não os chamasse assim normalmente, mas mal ou bem eram seus pais adotivos. Eles poderiam ter inúmeros defeitos e por pouco não a devolveram para o orfanato, mas ainda assim...
- Você sabe muito bem que eles estão na Igreja a essa hora, Ogra.

☬ A ruga de estresse surgiu imediatamente na testa de Melissa, era de se imaginar que se a criança estivesse por perto ela receberia alguma pancada bem forte na cabeça. ☬

- Olha aqui, sua pestinha... Wendy, eu não tenho tempo para as suas gracinhas. - ela levantou-se novamente da cama, andando até a janela e olhando para fora, tentando se lembrar onde exatamente ficava a Igreja com relação aos incendios e sua própria casa. Depois de considerar que sim, eles estavam fora de perigo, tecnicamente, voltou a falar. - Não saia de casa de forma alguma, ouviu? Não abra a porta para estranhos e avise a eles quando chegarem para fazer o mesmo.

☬ Ela esperava que seus pais não fossem pegos no fogo cruzado, talvez Deus escutasse suas preces, para variar. Eles não deveriam ficar em perigo ao menos que fossem muito azarados. Ela tinha consciência que não conseguiria falar com nenhum deles naquele momento, primeiro por estarem em uma missa e segundo porque, mesmo que esta tenha sido interrompida, haveria confusão o bastante para saber o que estava ocorrendo do outro lado da cidade. ☬

- Hum... Mel, você está bem?
- Eu estou bem, não se preocupe. Apenas faça o que eu disse. - ela despediu-se de Wendy, sua irmã caçula postiça, e digitou uma mensagem para seus pais, dizendo que a cidade estava meio perigosa aquela noite, mas que ela estava bem e era melhor eles tomarem cuidado quando fossem para casa, ou permanecerem na igreja caso a situação estivesse estranha. Feito isso tudo, guardou novamente o celular, tirando os cabelos de seu rosto. - Diabos... pior do que uma irmã mais nova, só uma irmã adotiva mais nova...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Hall   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hall
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Hall de Entrada e Sala de Estar
» Hall da Entrada
» Hall e Sala de Estar
» Castelo negro - Hall de entrada
» One Piece Awards - Maio

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Windfall City :: O interior da Academia Blackwell :: Corredores-
Ir para: