A place so full of mystery is just a puzzle to be solved
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Encontrando a Escuridão

Ir em baixo 
AutorMensagem
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 146
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Encontrando a Escuridão   Qua Jan 24, 2018 2:03 pm

Nymeria Lindberg chegou a Windfall com dois propósitos: Cursar sua faculdade de química o mais longe possível da presença do pai e, o mais importante, descobrir a identidade do chamado Rei do Crime daquela cidade, apenas conhecido como Shadow.

Após uma longa investigação junto ao seu Segurança - o antigo líder dos Treze Fúrias, Lennart Eurus - que culminou com a "morte" de um de seus supostos aliados, Beyond Darkness, e mais perguntas que respostas, a garota viu-se sendo levada ao Vortex Clube para capturar Nathan Prescott, um dos peixes pequenos responsável por sequestrar as moças ligadas ao tráfico humano de Shadow.

Mas, Nymeria foi enganada.
Ela foi drogada e levada por Nicolas Gatille até uma das Dark Roons da cidade, até as garras do próprio Beyond - tão vivo quanto pode se esperar de um cyborgue.
Em meio às palavras enigmáticas do chamado Cão dos Darkness, foi dada a Nymeria uma chance de escapar.
Agora ela está sendo carregada até Shadow. E, enquanto isso, Lennart tenta resgatá-la a todo custo.

A identidade do grande criminoso está para ser exposta.
Quais pares de olhos estarão presentes para enxergar tal grande revelação?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 146
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   Qua Fev 21, 2018 5:11 pm

Nymeria Lindberg foi levada para um furgão e transportada sabe-se lá para onde. Ela continuava sem ter ideia de onde ficava a sede principal de Shadow, e ainda por cima tiveram a ousadia de colocarem uma venda em seus olhos antes de sair do veículo. Seus dentes trituraram a mão do primeiro engraçadinho que tentara, mas fatalmente o outro homem, aquele de cabelos grisalhos que havia atrapalhado a fuga deles da primeira base que invadiram, acabou agarrando-a por trás e enfiando a venda na base da ignorância.
Pelo menos o efeito das drogas estava começando a passar. Ela já conseguia sentir melhor suas pernas, muito embora estivesse deitada e isso não significasse que seu equilíbrio havia retornado. Em um dado momento, ela sentiu ser retirada do furgão e empurrada. Após virar algumas vezes para um lado e para o outro, finalmente o um dos homens que a cercavam retirou a venda de seus olhos. Era uma sala branca, não havia mais ninguém a vista, além daqueles que a carregaram até lá. Aliás, o próprio homem de cabelos grisalhos havia sumido.

Os olhos de Nymeria percorreram o espaço, buscando qualquer coisa que justificasse terem levado-a para aquele lugar. Não havia nada. Ela imaginou como Alessa sentira-se frustrada ao tentar pegá-la desprevenida e encontrar um quarto vazio. A diferença era que, ao menos, o quarto de Nym oferecera-lhe algum tipo de "diversão". Ali simplesmente não havia coisa alguma.

- É aqui que supostamente vão remover meus membros para tornar-me inofensiva, antes de encontrar o chefe de vocês?

Nenhuma resposta. A garota estreitou os olhos, com certa irritação. Ela precisava livrar-se das amarras e das algemas, mas não tinha como, não na sua situação atual. Haviam quatro homens escoltando sua maca. Normalmente, se estivesse totalmente sóbria e com suas espadas, talvez até mesmo sem elas, poderia dar cabo deles todos. Mas não era o caso. Mesmo com a "ajuda" de Beyond ao dar-lhe a chave e o anel, ela permanecia numa posição que não poderia usar nenhum dos dois. A menos que fosse deixada sozinha... o que não seria, certamente.

- Por quanto tempo vão me fazer ficar esperando nesse lugar enfadonho? - agora ela parecia realmente entediada. Mais do que o normal. Nymeria normalmente possuía uma personalidade neutra, indiferente e desagradável, ainda assim aquela situação mexia com seus nervos. Estar numa posição tão frágil lhe irritava, ainda mais quando ela tinha meios tão escassos de se libertar. Ela só precisava de uma distração que tirassem aqueles guardas de perto dela tempo o suficiente para usar-se da chave que B lhe deixara. Mas isso era praticamente...

BOOM!!

O prédio inteiro pareceu chacoalhar.


Mas que porra...?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   Qua Fev 21, 2018 5:48 pm

- Falam que ter uma chefe com quem você briga o tempo inteiro te torna uma pessoa violenta - Falou Lennart, sentado na parte de trás do carro. Haviam duas forças destacadas naquele momento, uma parte menor e consideravelmente mais fraca fora enviada para a Dark Room, que se encontrava na Fazenda Prescott, para derrubar aquele lugar. A outra ia atrás de Nymeria. Lennart havia puxado todos os tipos de favores existentes para garantir que tinha as melhores pessoas da Casa junto de si - But I say that not having my boss is making me pretty fucking violent¹

- Calma - Ressoou a voz de Otacon - Eles pararam, estão nessa construção a sua frente.

- Já sabe o plano, não vou ficar me repetindo - Disse Lennart, ativando o SolidEye e preparando-se para o combate.

A Casa agia rápido, principalmente quando um de seus melhores assassinos estava tão agitado daquela maneira. O dinamarquês vestia suas roupas de combate, junto com um colete de última geração, que lhe dava proteção e mobilidade. Utilizava armas silenciadas, uma submetralhadora KRISS Vector silenciada, junto de um revólver Raging Judge, completamente carregado e pronto para destruir qualquer um que ficasse no caminho do Cão e sua Mestra. John, por sua vez, utilizava o OctoCamo, algo que fazia com que sua detecção fosse ainda mais difícil. Ele carregava apenas uma pistola silenciada consigo, e aquilo era mais do que o suficiente para fazer um estrago considerável ali. O filho de John, David, não estava com eles, o homem havia sido enviado para a Fazenda Prescott junto de Raiden.

O plano era algo extremamente simples. O Inverno Soviético, a força particular de ataque dos Lindbergs, atacaria pela frente em um golpe extremamente extravagante e chamativo, com a intenção de chamar a atenção de todos os inimigos para o combate. As forças do Sovetskaya Zima não eram poucas, consistindo de aproximadamente cinquenta homens e mulheres treinados para matar todos aqueles que ficassem no seu caminho. Isso sem contar com os membros de destaque deles, Ivan, Sergei, Bóris, Natasha e a recente adição, Jacket.


- Já encontrou ela? - Questionou Lennart, checando uma última vez a munição de suas armas.

- Estou detectando um sinal de calor, mas há um pouco de interferência - Explicou Otacon - Vou passar a localização dela e dos inimigos para os seus SolidEyes.

O pequeno radar que o tapa-olho de Lennart possuía fora atualizado. Era hora da diversão.

¹Tradução: Mas eu digo que não ter minha chefe está me deixando muito violento.

~X~

Ivan saltou para fora do enorme caminhão que o Inverno Soviético possuía. Aquele local que estava a sua frente era onde a Pequena Princesa estava. E ninguém tocava na Pequena Princesa. Talvez fosse pela raiva da incompetência de Lennart ao impedir o sequestro de Nymeria, talvez fosse raiva pelo sequestro de Nymeria. Mas Ivan havia decidido que era uma boa ideia trazer um lança-granadas junto de si. É claro, ele apenas usaria um único tiro. O suficiente para abrir a porta da frente e estremecer o prédio.

- Vamos logo, a sestra¹ precisa de nós - Falou Natasha, estralando seu pescoço com um sorriso raivoso em seus lábios.

Ele disparou e a corneta da guerra foi anunciado. O Inverno Soviético havia chegado.

Soundtrack:
 

Assim que a explosão foi dada, de diversas vans desceram os soldados do grupo de assalto, todos avançando com armas em mãos, fuzis de assalto AK-47, disparando contra os inimigos que apareciam. Uma estralada de dedos e Bóris correu entre os soldados, ele não possuía armas, apenas suas mãos e uma faca presa em seus dentes, enquanto ele rosnava como um cão raivoso. Sergei sacou duas pistolas, preparou-as e avançou, enquanto Natasha armava a sua AK, indo logo em seguida. Ivan estralou suas mãos e pousou uma delas no ombro de Jacket.

- Não sendo nossos aliados, mate. Faça com eles o que fez com os de Miami. Eu quero ver cabeças esmagadas - Ele falou, com Jacket puxando aquele gravador de seu bolso.

- A mensagem foi transmitida com sucesso - Falou a voz de uma mulher, saindo daquele aparelho. Ele o guardou em seu bolso e começou a caminhar para dentro do local, como um ceifador que chegava para arrancar as vidas que lhe eram devidas. E Ivan foi logo atrás, usando apenas seus punhos, assim como o homem com a máscara de galo.

¹Tradução: Irmã
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 146
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   Qua Abr 11, 2018 2:26 pm

Se havia algo a ser dito de Shadow, era que escolhera os melhores membros de seu grupo para protegerem sua sede principal. Sem sombra de dúvida, aqueles que estavam abordando a entrada principal teriam alguns problemas. Mesmo que muitas baixas tivessem ocorrido por conta principalmente do lança granadas de um Ivan bastante irritado, ou por qualquer um dos outros membros da Inverno Soviético, os agentes do "mafioso" estavam resistindo bem, e tinham armas tão absurdas quanto, entre elas metralhadoras da última geração e uma infinidade de granadas.

O edifício em que se encontravam consistia de muitos andares, pelo menos dez. Os mais baixos eram usados como depósito de mercadoria em geral, devidamente escondidas em meio a passagens secretas e maquinário que causava interferência em aparelhos externos. Do quinto ao sétimo andar ficava a área de descanso/moradia para os membros que não podiam sair do local, intensamente envolvidos no tráfico ou nas operações. Do oitavo ao nono, uma rede de laboratórios e pesquisa fora montada, e era lá que eram fabricadas tanto as Bonecas Humanas quanto as drogas. O último andar era o mais seguro, consequentemente onde Shadow vivia e tinha seu "escritório" particular. Ali só podiam entrar os membros mais altos daquela organização, que eram os únicos a conhecerem de fato a identidade de Shadow... ou pelo menos parte dela.

Nymeria fora alocada no oitavo andar, mesmo sem perceber. Com seu corpo um tanto quanto atormentado pelo coquetel de substâncias tóxicas, ela não tivera a impressão de subir mesmo quando fora colocada em um elevador...bom, não havia muito o que fazer com relação a isso. A explosão nos andares inferiores fez com que o grupo de guardas que a escoltava ficasse alarmado. Um deles recebera obviamente uma chamada pelo comunicador, pois Nym fora capaz de escutá-lo discutindo com alguém antes de voltar-se aos outros.

- Estamos sendo atacados. Já que o Inverno Soviético está aqui, pedem reforço imediato.
- Mas não podemos simplesmente deixar a garota sem escolta e resolver isso. - retrucou o segundo deles.
- É só uma garota. E ela está tão dopada que só por um milagre não teve uma overdose. Um de nós deve ser o suficiente para lidar com ela. - o terceiro afirmou, categoricamente, apontando para o quarto, que não dissera nada até então. - Você... fique de olho na garota e em qualquer idiota que chegue até aqui. Mate quem se aproximar e quando receber as ordens para levá-la até o Chefe, faça isso.
- Hum... mas levá-la até o Chefe é...
- Cale-se, é óbvio que aquele homem deve estar na porta esperando. Nós estamos indo, contamos com você.


Nymeria viu três de seus sequestradores correndo em direção a  porta em que acabara de entrar e fecharem-na atrás de si. Ela teve o ímpeto de gargalhar com aquela decisão estúpida, mas se conteve, mantendo sua máscara de desinteresse. Aquelas pessoas jamais se tornariam um problema sério para ela, apenas as amarras e as drogas a impediam de arrancar aquelas cabeças uma a uma. Diminuindo as pessoas que a vigiavam para uma, sua fuga tornara-se uma questão de tempo. A satisfação de saber que era o seu grupo lá em baixo, deixando-os que nem baratas tontas, era o suficiente para fazê-la imaginar meios de sair daquela situação e juntar-se a eles.
Colocar aquele lugar abaixo seria um prazer indescritível.


- Sabe... é inútil. Vocês serão esmagados, triturados e dilacerados. Não exatamente nessa ordem, suponho.
- Você está bem falante, considerando o seu estado atual.
- E vocês são pavorosamente burros para uma suposta elite.

O guarda olhou-a com expressão estranha. Parecia óbvio que estava tentando não demonstrar o quanto aquela pequena garota estava irritando-o, mas era muito, muito difícil para o mesmo, de maneira que era definitivamente uma careta bizarra o que estava fazendo naquele minuto.

- Parece que gosta mesmo de ouvir sua própria voz, princesinha... você está perdendo seu tempo. Seus aliados serão obliterados lá em baixo, e nada te impedirá de ser levada até Shadow. E o que você supõe que vai ser feito contigo, hum? Provavelmente vai se tornar uma Boneca como todas as outras, para ser usada por ele e descartada mais tarde. Com sorte toda a Sede poderá aproveitar-se de você enquanto estiver apta.


Uma risada seca surgiu dos lábios de Nymeria, o homem havia aproximado-se dela enquanto falava, ficando pouco acima, seu rosto perto demais. Aquela proximidade ela só admitia com poucas pessoas sem que sua intenção fosse matá-las logo após. Lennart estava entre elas. Seus olhos bicolores observaram tudo que era visível daquele homem, aparentemente jovem, com visível desdém.

- Você não está sonhando auto demais? É uma pena... um subordinado tão baixo quanto você jamais tocaria em mim, independente de eu me tornar uma Boneca ou não. - ela sabia que eles deveriam ter recebido ordens para trazê-la inteira, caso contrário aquela ceninha toda de Beyond seria ainda mais desconfiável. Aquele homem não poderia tocá-la... e se o fizesse, ele se arrependeria amargamente no processo.
- Ha... você é realmente uma pequena vadia... talvez eu devesse te ensinar modos antes de levá-la ao meu mestre.

Ao passo que ele aproximou seu rosto do dela para roubar-lhe um beijo, uma de suas mãos subindo para soltar as correias de suas mãos para que pudesse alcançar seu busto, apertando um de seus seios por sobre a blusa, Nymeria agiu. Ela chocou sua cabeça contra a dele com o máximo de força que poderia juntar, o que causou-lhe uma tontura ainda pior do que a que sentira anteriormente, e então passou as mãos algemadas pelo pescoço dele, enforcando-o de maneira lenta.O homem tentou escapar, mas por algum motivos seus movimentos estavam paralisando-se. Isso porque Nym havia cravado o anel com a agulha que recebera de B em seu pescoço. Aquilo deveria portar um veneno forte o suficiente para paralisar, um que coincidentemente (ou não, considerando as informações que chegavam ao cão dos Darkness) era ineficaz contra ela.

Afinal de contas, Nym era uma mestra em venenos, acima de tudo. Era natural que seu corpo aguenta-se uma boa parte dos mesmos. Além do mais, a garota fizera questão de não apertar demais sua mão que portava o anel, justamente por não fazer ideia do que tinha ali. Sua intenção inicial era apenas sufocá-lo e proteger-se, mas aquele trunfo veio bem a calhar. Essa tarefa seria bem mais difícil com aquele homem se debatendo...

O rosto do guarda começou a tornar-se arroxeado, e seus olhos reviraram-se, o ar incapaz de entrar em seu corpo. Alguns segundos depois, a vida finalmente deixou-o e Nym sentiu-o desabar sobre ela. Com uma expressão de desprezo ainda mais visível que antes, ela fez força para tirá-lo de cima dela e   moveu a língua para trazer a chave das algemas para a superfície de sua boca, prendendo-a entre os lábios e trazendo as mãos algemadas para perto, tentando libertar-se, com certa dificuldade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   Qua Abr 11, 2018 3:14 pm

Os soldados comuns do Inverno Soviético trocavam tiros com os de Shadow. É claro, diferente dos veteranos do grupo, eles possuíam uma habilidade comum, apesar de elevada, nada que não pudesse ser visto em outros grupos de máfias. Porém, havia um enorme diferencial no Inverno Soviético: uma droga chamada Nekro. Um dos maiores segredos da máfia russa pertencia ao Inverno Soviético. Supostamente, ela era uma droga milagrosa, capaz de fechar ferimentos em questão de segundos, deixar os seus usuários ainda mais ágeis e fortes, e algumas lendas afirmavam que dita droga trazia algumas pessoas de volta da morte.

Haviam membros feridos de ambos os lados, tanto do lado de Shadow como do lado do Inverno Soviético. Um dos membros fora baleado no estômago por uma das metralhadoras e nem mesmo seu colete foi capaz de segurar aquilo, a bala entrara e saíra com um impacto tão grande que tirou os pés do homem do chão, espalhando sangue para todos os lados. Uma mulher do grupo correu até ele, fazendo o seu melhor para se manter em cobertura e puxou algo de uma pochete médica que havia em sua cintura. Uma seringa com um líquido verde dentro dela. Ela mirou em uma das veias que havia perto do abdômen exposto do homem e injetou parte do líquido.


-Vy budete v poryadke. Vstan' i borot'sya¹ - Disse a mulher, dando dois tapas no ombro do homem e levantando-se para disparar contra os inimigos. Passado três minutos, o homem caído pegou a sua metralhadora e levantou-se, voltando a disparar contra os inimigos. Seu ferimento estava completamente fechado, restando apenas uma cicatriz para comprovar que ele de fato fora atingido.

Sergei e Bóris, apesar de serem pessoas extremamente diferentes em todos os quesitos, lutavam bem lado a lado. Os disparos das pistolas de Sergei eram certeiras, jamais errando seus alvos, sempre atingindo-os na cabeça. Já Bóris, com seu estilo louco de ser e lutar, avançava entre os números dos inimigos com uma única faca em mão e fazia novas aberturas nas gargantas dos inimigos. Natasha dava cobertura para Ivan, que avançava por entre os inimigos, seus socos tão potentes que pareciam afundar o rosto de seus inimigos.

Jacket lutava sozinho. Sempre fora assim. Aquele homem era como um anjo da morte no campo de batalha. Assim que ele adentrou o primeiro andar, a primeira coisa que fez foi derrubar um inimigo no chão e bater a cabeça dele contra o concreto até o seu crânio abrir e o cérebro vazar. Em questão de brutalidade, ninguém naquele lugar ficava na sua frente. E ele avançava, as vezes matando com seus punhos e em outras com as armas de seus inimigos. Alguns dos homens de Shadow, ao ver aquela máscara de galo, reconheceram quem ele era e gritaram em terror quando ele se aproximara.

- Elevador descendo - Disse uma voz masculina, ao lado de Ivan. Era Jacket, com seu aparelho. De fato, um dos elevadores do local estava descendo, provavelmente trazendo reforços.

- Puta que o pariu - Murmurou Ivan, enquanto esmagava a cabeça de um inimigo contra uma caixa - Natasha! - Assim que a garota olhou, ele apontou para o elevador e ela sorriu, pegando uma posição de vantagem e apenas esperando, granada em mãos.

~X~

Enquanto o inferno na terra ocorria naquele andar, Lennart e John esgueiravam-se pela base de Shadow. Haviam câmeras, é claro, porém Otacon conseguia desligar elas enquanto tentava descobrir a localização exata de Nymeria. Haviam inimigos descendo pelas escadas, mas eliminá-los iria comprometer a posição deles, logo eles deixavam-os passar e apenas esperavam que o Inverno Soviético conseguisse lidar com eles.

- Boss, Lennart, as leituras continuam estranhas - Alertou Otacon - Mas acho que ela deve estar entre o sexto e o oitavo andar. Eu detectei uma movimentação da parte dela, mas não sei dizer ainda em qual andar ela está.

- Len, eu vou ir atrás do que quer que esteja atrapalhando as leituras do Otacon, você vai direto até sua chefe, ela é a prioridade aqui - Falou John, puxando sua pistola silenciada.

- Certo. Tome cuidado - Falou Lennart, começando a subir mais escadas, enquanto Big Boss sumia com sua Octo Camo - Nymeria...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 146
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   Qua Abr 11, 2018 10:27 pm

- Merda. - foi possível ouvir um dos inimigos praguejar quando viu o membro da Inverno Soviético quase morto "voltar a vida" em questão de segundos. Ele não teve muito tempo pra pensar na situação, porque Bóris encontrou-o antes. Entretanto, aquela percepção tinha se espalhado pelos seus aliados. Não importava o quão da elite fossem, ninguém poderia lidar com pessoas que não morriam.
- Atirem na cabeça! Quero ver se esses filhos da puta fazerem crescer um cérebro novo! - seguindo as próprias palavras, o mafioso ergueu a metralhadora e mirou na cabeça do membro mais importante do Inverno Soviético, Ivan.

Ao mesmo tempo, uma nova leva de membros vinha pelo elevador. Eles certamente entrariam em confronto direto com Natasha. As ordens de atirar na cabeça ou em pontos vitais foram repassadas de boca em boca entre os inimigos, e ficaria cada vez mais dificíl de se movimentar. Nesse meio tempo, mais reforços vinham pelas escadarias. Entre eles, porém, era óbvia certa comoção. Seus gritos em determinado momento chegaram aos parceiros lá em baixo, alguns deles voltando a cabeça naquela direção, como que para constatar o que estava ocorrendo. Um tempo depois os passos de uma única pessoa poderiam ser ouvidos no momentâneo cessar de barulho. A pessoa que apareceu deveria ser um membro da organização também, vestia-se de preto como os outros, com um quepe que praticamente escondia a maior parte de sua face. A parte peculiar era que ele portava uma espada presa a uma cinta, muito embora estivesse apontando uma metralhadora para a frente. Era de se esperar que ele atirasse nos invasores, mas no fim das contas a mira da arma voltou-se para os seus supostos companheiros e esta foi descarregada neles.

- Eu havia optado por uma infiltração para ter certeza absoluta de onde Nym está, mas essa forma de de ação está bem para mim também. - um sorriso sutil surgiu em seus lábios.
- Traídor! Matem ele!

Alguns dos membros restantes moveram suas armas em direção ao dito "traídor", mas ele conseguiu desviar facilmente dos tiros que vieram a seguir. Sua arma parecia ter sido descarregada, então ele prendeu-a passando a alça pelo seu peito e puxou a espada, sua lâmina decepando três cabeças que estavam mais próximas dele.

- Quanta grosseria. - o desconhecido endireitou o quepe. Abaixo dele era possível ver dos olhos muito azuis, mas se alguém tivesse uma tecnologia nova o suficiente ali dentro, perceberia que um deles era falso... certamente uma lente de contato. - Ivan, você poderia me dar cobertura?


-X-


Nymeria se desfez com muito custo das algemas. Ela não era nenhum Lennart que estava contente em torcer o próprio pulso para se desvincilhar de algo assim. Para começar um dos seus ainda estava sendo tratado desde o último incidente com a Dark Room, e depois ela não podia correr o risco de deslocar qualquer um deles e dar de cara com um inimigo. Entretanto, por fim ela acabou conseguindo e libertar, deixando as algemas irem ao chão e usando as mãos recém-libertas para soltar o resto das correias que ainda a prendiam. Ela ficou de pé e sentiu que a fraqueza nas pernas ainda estava ali.

- Maldição. - agachando-se, ela roubou a pistola que o guarda tinha em seu poder e com muita força de vontade levantou-se novamente, escorando-se na parede para continuar a andar. Os agentes deveriam ter se reunido nos andares inferiores, o que era de certa forma bom. - Certo... agora preciso sair daqui.

Difícil. Ela não sabia nem de que lado havia vindo. Havia duas portas grandes no recinto, uma que ela deduzira ser a saída para os andares inferiores, visto que os guardas correram para ela. A outra podia levar a qualquer lugar.

- Não facilitam nem um pouco, não é... - resmungou, seu peso totalmente apoiado na parede enquanto optava por ir na direção da porta para os andares inferiores. No estado em que estava não podia arriscar de bater de frente com Shadow sozinha. Apesar de petulante e muito teimosa, Nymeria não era burra... ela não iria se matar por mero orgulho. Precisava unir-se a algum aliado antes... ou arranjar uma arma melhor e fazer com que aquela tonteira passasse...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   Ter Abr 24, 2018 9:08 pm

No momento que o homem apontou a arma para Ivan, Jacket do canto mais distante possível, disparou contra o homem utilizando uma metralhadora roubada do grupo de Shadow. A bala atravessou o crânio do homem, espalhando pedaços da cabeça dele em cima dos aliados mais próximos. Um inimigo mais próximo tentou atacar Jacket, que usou o cano da arma para atingir o pescoço do inimigo, fazendo com que ele cambaleasse para trás, engasgado apenas para receber um tiro em seu olho direito. Era estranho. Comparado com os membros do Inverno Soviético e com os mafiosos de Shadow, Jacket fazia aquilo de uma maneira muito casual, como se aquilo fosse apenas mais um dia para ele. Sem sombra de dúvidas todos ali haviam matado tantas pessoas quanto o homem de Miami, mas havia um diferencial nele: Jacket se aceitara pelo animal que era.

No momento que o elevador foi aberto com mais uma leva de inimigos, algo atingiu um deles em cheio na testa. Quando alguns foram olhar o que havia sido o objeto, só puderam ver de relance a granada, antes da mesma estourar e levar consigo vários dos capangas de Shadow. Sergei e Bóris continuavam a causar aquele caos na Terra, da melhor maneira que sabiam como, disparando e cortando contra tudo que aparecia na frente deles. Ivan, ao ver aquele suposto traidor, soltou uma enorme gargalhada, reconhecendo a voz dele instantaneamente. Ele virou-se para uma de suas aliadas, que estava ali para servir de suporte ao invés de ataque, e estendeu sua mão.


- Me dê um White Russian - A mulher sorriu e puxou uma seringa de dentro de sua mochila, o líquido dentro era completamente branco. Ivan injetou-a diretamente na veia de seu braço.

Durante a Primeira Guerra Mundial, onde os tanques foram usados pela primeira vez, um soldado descreveu como um tanque passou por cima do corpo de seu melhor amigo, triturando os ossos e esmagando a carne e os órgãos internos, espalhando sangue e aumentando o fedor infernal daquele lugar. Essa era uma perfeita descrição para o que Ivan estava fazendo naquele momento. O White Russian era uma das várias drogas experimentais dos Lindbergs, que visava aumentar a resistência do corpo, assim como incrementar a força física de uma pessoa. Ivan avançou para cima dos inimigos que estavam próximos daquele ''traidor'', como um urso enraivecido, e com um soco direto no lado do rosto de um deles, fez com que o corpo desse homem se levantasse e caísse contra um de seus aliados, fazendo com que os dois fossem ao chão. Com um único pisão, foi possível ouvir e ver que a parte interna da cabeça deles havia sido quebrada. Ele segurou o rosto de outro e o forçou contra a parede e sangue começou a vazar de todos os orifícios que haviam na face daquela pessoa.



~X~

Lennart não poderia erguer nenhum tipo de alarme, logo isso lhe dava apenas duas opções. A primeira, não ser detectado, a segunda, eliminar todos que aparecessem na sua frente. E as escadas certamente não eram um local propício para isso. Ele tinha uma ideia geral de onde Nymeria estava, e como John estava trabalhando para desativar o sinal que estava causando interferência, não deveria demorar muito para ele poder chegar nela. Ainda assim, ele ouviu passos. Eram um total de três inimigos. Não havia muito para fazer ali, porém ele utilizou o Solid Eye e notou que, atrás de uma das portas que levavam para um andar onde ele não era necessário, não haviam inimigos próximos. De uma maneira silenciosa, ele abriu a porta e escondeu-se atrás dela, enquanto escutava os inimigos descerem.

Passados alguns segundos, ele abriu a porta e continuou a subir, logo chegando no sexto andar. Ele abriu a porta que levava e começou a caminhar pelo local, porém nenhum dos sinais que possuía indicavam a presença de Nymeria, e as pessoas que de fato estavam ali não eram de seu interesse. Por mais que fosse adorar eliminar ditas pessoas, não havia tempo para isso. Teria que deixar essa diversão para o Inverno Soviético.

Deixando o local e subindo para o sétimo, foi nesse exata hora que seu comunicador foi ativado.


- Lennart, Otacon. Achei o aparelho que está causando interferência e destruí ele - Subitamente, o Solid Eye de Lennart tornou-se um pouco mais claro, e logo ele pôde ver que, no oitavo andar, havia um único sinal de calor solitário. E Lennart começou a subir as escadas, dessa vez de uma maneira um pouco mais rápida.

Havia uma porta ali, que estava fechada. Lennart puxou seu revólver, com a ideia em mente de fazer o maior estrago possível, e, apesar de saber que só havia uma pessoa ali, suspeitou que talvez não fosse Nymeria. Estava fácil demais. Ele abriu a porta de uma só vez e adentrou o lugar, com arma em mãos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Encontrando a Escuridão   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Encontrando a Escuridão
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Viridian Florest]O Medo da Escuridão.
» Pandorum Online - Luz e Escuridão
» [Ame] Torre da Escuridão
» [PODERES] - Archdemônios
» A escuridão dos bastidores (Crônica Oficial)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Windfall City :: Área Livre :: Aventuras-
Ir para: