A place so full of mystery is just a puzzle to be solved
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Quarto do Dante

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Quarto do Dante   Qui Out 05, 2017 4:56 am

Um quarto relativamente simples e bem humilde, não há nada ali que chame a atenção e que não possa ser visto em outros dormitórios. Obviamente há uma cama ali, assim como uma prateleira porém esta não tem muitos livros, apenas alguns em psicologia e outros livros bem fantasiosos no geral. É possível notar que substituindo os livros há uma quantidade decente de filmes em blu-ray, sejam estes cópias separadas ou em boxes. A variedade ali é enorme, indo até mesmo dos mais clássicos como '' O Poderoso Chefão '' até filmes mais recentes, como '' Deadpool ''. Há um bom número de animações da Disney e da Pixar ali, o residente deste quarto é claramente um aficionado por obras destas duas empresas.

O quarto possuí uma televisão presa na parede, assim como uma pequena mesa logo abaixo dela onde havia um Playstation 4 conectado a TV. Porém não haviam muitos jogos ali, era mais provável que o dono estivesse usando aquele aparelho para assistir os seus filmes. Ao lado da cama há uma escrivaninha com uma cadeira em sua frente. Encontra-se em cima do móvel um pequeno livro preto com uma caneta ao seu lado, e ele parece estar em constante uso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 06, 2017 12:47 am

A pessoa que estava dentro do quarto poderia ouvir batidas suaves na porta. Se a abrisse, se depararia com uma garota de características marcantes: olhos desiguais, um vermelho e outro azul, cabelos prateados, e pele pálida, provavelmente advindos de alguma disparidade genética, como o albinismo. Ela tinha uma expressão sisuda e vestia-se com roupas pretas que destacavam a pele clara: shorts, uma camiseta, uma jaqueta e botas. Uma boina também estava sobre seus cabelos, e a garota de aparentes dezessete anos chupava um pirulito, o canudo passando de um lado para outro em sua boca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 06, 2017 1:06 am

O rapaz girava em sua mão sua caneta, o pequeno caderno estava aberto e a folha estava em branco, ele sabia que precisava escrever algo ali, afinal tinha em mente o risco que corria caso não anotasse cada detalhe de seus dias. Porém o que fazer quando seu dia era vazio? Dante estava completamente perdido ali, ele desejava seguir as instruções de seu salvador, mas em situações como aquela ele ficava completamente perdido. Foi por isso que demorou para notar que alguém batia na porta de seu quarto. '' Bom, aí está uma coisa para anotar, pelo menos '', foi o que pensou o rapaz enquanto pousava a caneta em cima da escrivaninha e levantava-se. Seus cabelos loiros espetados moveram-se conforme ele levantou e seus olhos azuis brilharam, com a ideia de quem seria o visitante.

Ele usava uma jaqueta preta e de colar alto com um zíper que mais parecia um X. Sobre isso, ele usava outra jaqueta, esta desabotoada e branca, com vários projetos de blocos pretos e uma bainha cinzenta no final de cada manga. A gola da jaqueta era vermelha e plissada e dobrada para trás. Em seu pulso direito havia pulseira preta e branca, assim como dois anéis em seus dedos, um preto e um branco. Sua calça era uma de duas cores, um verde musgo com bege e ele usava um tênis preto com cadarços vermelhos.

Com passos rápidos ele foi até a porta e abriu a mesma, sorridente. Ele olhou para Nymeria e uma expressão de confusão passou por seu rosto, ele nunca havia visto ela em toda a sua vida, na verdade jurara que o possível visitante era seu benfeitor. Mas logo aquele sorriso de antes voltou e ele deu alguns passos para o lado, para deixar que ela entrasse.

- Olá, eu sou o Dante! -
Ele falou, com clara animação em sua voz.

Dante:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 06, 2017 1:45 am

Ela esperava muitas coisas de alguém que tinha o nome de Dante Reed e não possuía nenhum documento relevante. O que a levara até ali - sozinha, aproveitando-se da ausência de Lennart, cujo qual sempre estava no seu pé - fora justamente essa falta de documentação. Nymeria acreditava que poderia ser uma pista para Shadow mas... olhando para aquele menino, não via muito a ser encontrado.

- Dante Reed...?

Nymeria repetiu, ainda avaliando-o com os olhos tidos como raríssimos. Em verdade, o vermelho causava certa sensação de desconforto... não por ter algum tipo de poder mágico, aquilo não existia na realidade. Contudo a cor era perturbadora.

- Hum... eu gostaria de fazer algumas perguntas. Espero que não seja um incomodo para você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 06, 2017 1:54 am

Aquilo era algo que Dante sabia que iria acontecer uma hora ou outra, seu benfeitor lhe avisara que aquilo iria acontecer, portanto apenas deu de ombros e afastou-se para dentro do quarto, puxando a cadeira de antes e sentando-se nela. Ele moveu seu braço, indicando para que Nymeria se sentasse na cama, aquele sorriso alegre nunca deixava seu rosto. Bastava um olhar para notar que Dante era um rapaz feliz e de bem com a vida. Ele era muito tranquilo e bondoso, bondoso demais para o seu próprio bem.

Ele achou os olhos de Nymeria belíssimos, por mais exóticos que fossem, havia algo neles que faziam-os brilhar como uma espécie de pedra preciosa. Ele afastou seu olhar, no entanto, afinal não achou que seria muito educado da sua parte ficar encarando-a o tempo inteiro. Sem falar que aquele olho vermelho... havia algo com a cor vermelha que lhe dava uma enorme nostalgia, porém ele não sabia dizer exatamente o porquê.

- Pode perguntar o que quiser -
Ele então pausou - Qual o seu nome mesmo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Seg Out 09, 2017 12:52 am

- Eu sou Nymeria. Nymeria Lindberg. Ou Nym, tanto faz.

Ela fez um sinal de indiferença com a mão e entrou no quarto, sentando-se na cama. Seus olhos pararam em várias partes do aposento, como se o vislumbrassem como um todo, procurando por algo que obviamente não foi capaz de encontrar. Então, Nym voltou-se para fitar o garoto e suspirou.

- Estou atrás de uma pessoa. Na verdade, não uma pessoa só, mas se houverem outras para levar-me a ele, melhor. Diga-me, você mora a muito tempo nessa cidade?

Aquela era a pergunta mais simples das que tinha, ela preferia ir com calma. Não podia simplesmente questionar "Você trabalha para Shadow?" ou "Você sabe algo sobre os desaparecimentos?". Por mais sem paciência que aquela garota fosse, isso ela sabia que não podia fazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Seg Out 09, 2017 7:04 am

- Prazer em conhecê-la, Nym!

Dante sorria com tanta frequência que a simples ideia daquele garoto algum dia ficar triste parecia impossível, era como se ele irradiasse uma energia positiva. Ele considerava-se uma pessoa de extrema sorte, mesmo tendo em vista o que acontecera com ele antes de chegar naquela cidade, afinal seu benfeitor havia ajudado-lhe tanto... Não, na visão de Dante era injusto chamar aquele homem apenas de seu salvador ou qualquer coisa do tipo, ele fora uma pessoa que estivera lá por ele mesmo quando o rapaz não tinha nada para oferecer em troca. Ele o via como um pai e ele tinha certeza que aquele homem o via como um filho, afinal lhe dera seu sobrenome para usar, pagara por seus estudos naquele local e ainda bancava seu tratamento.

- Hmmm, acho que fazem uns cinco meses que estou aqui? Mas só comecei a estudar aqui recentemente na verdade, demorou um pouquinho para que meu benfeitor conseguisse me colocar na Academia -
Dante falou aquilo rindo um pouco, enquanto coçava sua nuca.

Muito poderia ser dito sobre Dante a primeiro olhar, é claro que ele aparentava ser uma pessoa boa e carinhosa, mas o que era mais notado nele era aquela alegria que ele esbanjava por onde passava. Era como se Dante Reed fosse um raio de sol, iluminando a maioria dos locais por onde passava. Havia tantas emoções demonstradas em um simples sorriso daquele rapaz, alegria, cuidado, calma entre tantos outros sentimentos positivos. Quem ficava ao seu lado raramente veria um dia escuro ou negativo. Fazia amigos com tanta facilidade que não seria surpresa alguma que, quando começasse a interagir com os outros alunos, se tornasse uma pessoa querida tanto pelos estudantes quanto pelos professores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Ter Out 10, 2017 11:27 pm

- Digo o mesmo.

Muito embora ela não estivesse tão empolgada assim. Ao passo que Dante era alguém alegre até demais, Nym era bastante indiferente. Na verdade, com todo o peso que ela precisava carregar nas costas, aquilo era até compreensível. Ela costumava ter bastante controle sobre suas emoções, ainda assim as vezes algo surgia em sua face. Nem sempre era algo bom, mas se a primeira impressão que tivera daquele pirralho estivesse certa, talvez ele não precisasse ver o quão terrível aquela garota era.

- Cinco meses... - ela suspirou. Fazia mais tempo que Shadow começara a expandir seu domínio, mas isso não queria dizer absolutamente nada. - Benfeitor? O que quer dizer com isso?

Aquilo chamara bastante a atenção dela. Tendia a não levar em consideração a palavra benfeitor, afinal na maior parte das vezes um desses sempre queria algo em troca. Mas o que um garoto novo e alegre como aquele poderia oferecer? Não fazia ideia. Estava chegando a conclusão que seguira uma posta errada desta vez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Ter Out 10, 2017 11:38 pm

Dante estava um pouco acostumado com pessoas como Nymeria, porém não sabia dizer exatamente o porquê disso já era a primeira vez que encontrava alguém indiferente em toda a sua vida. Mas havia algo dentro de si que lhe dizia que já havia lidado com uma pessoa assim e que após um certo tempo essa pessoa mudara e se tornara alguém melhor, mais alegre. Ele esperava que o mesmo fosse acontecer com ela, pois pessoas que eram assim normalmente tinham muito em sua mente e isso nunca era algo bom.

- Ah, bom... Um ano atrás, esse homem me encontrou no meio do Central Park, em Nova York. Eu não tinha documentos, dinheiro, nada. Eu não tinha nem mesmo as minhas memórias. A maioria das pessoas teria me deixado ali, porém ele tentou me ajudar a descobrir quem eu era, mas não conseguimos encontrar nada. Ninguém que me conhecesse, nenhum familiar, nada. Então ele me adotou -
Após falar aquela última frase, seu sorriso abriu-se ainda mais. Não parecia que ele estava contando uma história triste ou até mesmo desesperadora, ele parecia estar legitimamente feliz com o que lhe acontecera - Nós nos mudamos para Windfall e depois de um tempo ele conseguiu me arranjar novas documentações e até mesmo um local para estudar.

Dante agora girava lentamente a sua cadeira enquanto falava, seu tom de voz estava longe de ser melancólico ou algo do tipo, na verdade era esperançoso. Tudo o que o rapaz mais queria naquele momento era poder pagar a dívida que tinha com aquele homem, de uma maneira ou outra, afinal ele lhe salvara.

- Ele não precisava ter feito isso, mas ainda assim o fez. É por isso que eu adoro o Sigmund, do fundo do meu coração -
Dante falou, completamente alegre. Aquele nome, Sigmund, não significava nada para Nymeria, e nem tinha porquê significar. Ela simplesmente não tinha como saber que aquele era o nome do Imortal, o mesmo que criara a casa e fizera de Lennart um assassino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qui Out 12, 2017 11:06 pm

Nym não pensava muito sobre o que acontecia a si mesma. Ela tinha seus objetivos, tinha seus desejos e lutava por isso até as ultimas consequências. Não era alguém desprovida de amor a vida, mas era corajosa - ou tola - o suficiente para ignorar ele em momentos fundamentais. Isso tornava-a alguém mais séria do que se poderia esperar julgando pela sua idade, e mais fria também. Ela era uma criança... uma criança que fora forçada - ou forçara a si mesma - a crescer rápido demais.

- Eu entendo. - não pode deixar de sentir certa simpatia por aquele menino, seu rosto desanuviou-se minimamente. Memórias, uma identidade, era tudo que uma pessoa tinha, tudo que uma pessoa era. Se perdesse algo desse tipo ela não saberia que rumo teria tomado. Talvez, por ser uma garota, um bem pior que o daquele menino. Afinal, estaria desmemoriada... muito embora acreditasse que nunca deixaria de ser Nymeria. - Nesse caso eu espero que recupere sua memória... mas poderia fazer-me um favor?

Ela batucou tranquilamente as unhas pintadas de negro sobre a cama e fitou o garoto atentamente. Parecia dar uma última vasculhada para saber se ele estava mentindo ou não, antes de continuar.

- Se algo estranho acontecer... mais estranho que perder a memória ou as coisas que são acarretadas por isso, é claro... poderia me informar? É muito importante. - ela estava agindo quase como um agente do FBI ou uma detetive particular, mas assim era melhor. Afinal, quem aceitaria em seus aposentos a Herdeira da Máfia Russa de boa vontade? - Sigmund? como o herói da mitologia nórdica?

Nymeria saboreou aquele nome lentamente, como se fosse seu pirulito de cereja. Já o ouvira antes. E definitivamente não tinha algo a ver com mitologia. Como não conseguia ligar o nome a um rosto ou sequer a um assunto específico, deduziu que não era nada importante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qui Out 12, 2017 11:32 pm

Dante tinha certeza de que Nymeria poderia um dia deixar toda aquela seriedade de lado, mesmo que fosse por um curto momento, e pudesse simplesmente descansar um pouco. Haviam inúmeros tipos de cansaços e muitos deles passavam despercebidos pela maioria das pessoas, e ele não duvidava nada que toda aquela luta que a garota tinha por seus próprios objetivos estivesse pesando um pouco no corpo e na mente dela, por mais que ela fosse capaz de aguentar, se havia algo que Dante aprendera logo após acordar, é que todos tinham seus limites, por mais difíceis que estes fossem de serem alcançados, uma hora aquele teto iria ser alcançado e quanto mais alto ele era, pior era a queda.

- Ah, não precisa se preocupar comigo -
Falou o garoto, a mudança no rosto de Nymeria podia ter sido mínima, até teria passado despercebida pela maioria das pessoas, porém Dante a notou na hora e bateu com seu punho em seu peito - Eu já me acostumei a viver assim!

Então o rosto do rapaz assumiu uma expressão de curiosidade e a cabeça dele inclinou-se um pouco para o lado, ele colocou suas mãos nos bolsos de sua calça e manteve seus olhos grudados nos de Nymeria. Era um pequeno costume que ele tinha, toda vez que alguém lhe pedia algo o rapaz olhava nos olhos da pessoa.

- Estranhas? Estranhas como? -
Falou Dante, sem entender muito bem o que ela estava pedindo, afinal ele não tinha conhecimento sobre os desaparecimentos e outras coisas estranhas que ocorriam naquela cidade. Mas por fim acabou assentindo para a garota, com um sorriso radiante em seu rosto - Sim, pai de Siegfried. Bom, é um nome bem antiquado, mas eu acho ele legal para caramba.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Dom Out 15, 2017 2:13 am

O que Dante não sabia era que seriedade era apenas um dos problemas de Nymeria. Aquela menina arriscava a própria vida, ainda mais estando naquela cidade, com toda a confusão que estava ocorrendo. Por mais que Nym fosse forte por si mesma - e tivesse um, ou melhor, dois cães para tomar conta extra dela e serem comandados - Seres humanos sempre tem seu ponto fraco. E se algo chega nesse ponto fraco, é preciso muita força de vontade pra não desmoronar.

- Você não deveria. Memórias são como tesouros, em parte brilhantes em parte gananciosos. Elas ditam quem nós somos... - Nym apoiou o dedo indicador sobre a testa e suspirou, ultimamente estava convivendo com pessoas que não entendiam o que ela dizia... ou simplesmente não concordavam.

Ela encarou aqueles olhos inocentes e deixou aquele assunto momentaneamente do lado. Desde que aquela criança não cruzasse o caminho dela de uma forma ofensiva, não deveria haver razões para se preocupar com as memórias dele ou a falta delas. Era algo que só dizia direito a ele.


- Desaparecimentos. Pessoas de aparência estranha andando na cidade... bem, eu acho que você vai sentir algo se encontrar alguém assim. Mantenha distância e me avise. - ela não ia entrar em detalhes, aquilo seria problemático demais. Para ambos. Seu olhar estava sério ao dizer aquelas coisas, mas em seguida deu uma suavizada. - Entendo... de qualquer forma soa bem. É exótico.

Ela parecia ignorar - propositalmente ou não - que seu próprio nome era antiquado e exótico pra caramba.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Dom Out 15, 2017 8:29 am

Se Dante soubesse quem Nymeria realmente era, provavelmente teria saído correndo daquele lugar, mais precisamente falando, daquela cidade em si. Por mais que ela não aparentasse ser uma pessoa completamente ruim, ele conseguia sentir que havia nela mais do que a garota demonstrava, não sabia exatamente dizer o porquê de ter aquela sensação, porém ela estava presente ali e era como uma coceira que ele sentia dentro de sua cabeça.

- Ainda assim, não é como se eu pudesse recuperar minha memória em um passe de mágica, não é? Na verdade, não sei nem se posso recuperar as minhas memórias - Disse o rapaz, ainda sorrindo para ela. Porém ele tinha que admitir, não ter suas memórias era algo que o incomodava profundamente. Ele sentia que estava esquecendo de algo... não, de alguém importante. Só de pensar naquilo fez o sorriso do rapaz desaparecer.

Dante não tinha como saber o que acontecia naquela cidade, pois desde que chegara ali passara a maior parte do seu tempo preocupando-se em encontrar maneiras de recuperar sua maneira, assim como buscava se adaptar com a ideia de que talvez nunca pudesse tê-las de volta em primeiro lugar. Portanto ele nunca saiu da casa que Sigmund comprara para os dois, assim como nunca havia conversado com ninguém daquele local, aquela era a sua primeira socialização desde que viera para Windfall.


- Bom, eu posso não saber muita coisa, mas acho que não existe ninguém normal, não é mesmo? Todo mundo é único de sua própria maneira, não existe um padrão exato do que é estranho e do que é comum. Mas claro, se eu achar alguém suspeito eu lhe aviso! - Dito isso, ele levou sua mão estendida até sua testa, como se estivesse batendo continência para ela, mesmo ainda estando sentado e mantendo suas pernas separadas - Seu nome também é bem exótico. Eu acho ele bem legal! Não que meu nome seja algo exatamente comum, ele meio que é usado por um poeta antigo pra caramba.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qua Out 18, 2017 12:57 am

Era estranho pensar naquilo mas, por mais que Dante ficaria chocado ao descobrir a verdadeira identidade de Nym, havia pessoas muito piores que ela rondando aquelas bandas. Afinal, o Cão dos Darkness também estava ali, e o assassino mais promissor da Casa e dos Lindbergs. Ao lado disso tudo, ainda havia Shadow e os capangas dele. Sem contar a identidade do próprio homem que o adotara... Dante havia se metido em uma das piores cidades para alguém como ele viver.

- Naturalmente tudo na vida é complicado, mas se estiver determinado a isso, é provável que consiga. - Nym piscou os olhos para ele, numa rara atitude descontraída.

Ela acreditava que era possível chegar a qualquer lugar se tivesse a determinação suficiente para fazê-lo. Apesar de ter uma mente complicada assim como sua própria vida, alguns pensamentos da garota conseguiam ser bem simples. E era verdade que em certos momentos o melhor caminho a se tomar era o da simplicidade.

- Bem isso é uma verdade... se olhar bem para mim, sou bastante suspeita, não é? - Nym sorriu amplamente após dizer aquilo, havia algo muito assustador surgindo nela quando sorria daquele jeito. Mas então, essa expressão modificou-se. - Mas sim... é isso que eu quero, na verdade. Pessoas suspeitas. Que tragam uma sensação ruim, talvez.

Uma suave risada partiu dos lábios dela, cadenciada. Parecia um tilintar de sinos. Mas sumira tão subitamente quanto aparecera, justamente após o gesto de sentido do rapaz.

- Obrigada. Eu aprecio ele, apesar de ter a desconfiança que veio de um livro fantasioso. - ela coçou a bochecha com o dedo indicador, suspirando em seguida. - Um... provavelmente é uma referência ao Inferno de Dante, não?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qua Out 18, 2017 8:08 am

Windfall, naquele momento, deveria ser uma das piores cidades na qual Dante poderia estar. Não era como se seu pai adotivo, o Imortal que criara Lennart, não soubesse o que estava acontecendo ali. Ele provavelmente sabia um pouco sobre os acontecimentos que envolviam Shadow, afinal ele era um homem com contatos e informações não eram algo que faltavam para o dono da Casa. Ainda assim, se realmente havia adotado aquele amor de pessoa que era Dante, o que o faria levar aquele garoto até aquele local?

- Eu não desisti ainda, só aceitei que talvez isso nunca venha a acontecer - Explicou o rapaz, seus olhos ficando fora de foco por um segundo, para no próximo segundo ficarem extremamente sérios - A tristeza de saber que você esqueceu alguém que importa, isso vai te remoer para sempre.

No próximo segundo, no entanto, ele abriu um enorme sorriso para tentar afastar aqueles pensamentos mais sombrios. Não adiantava nada ficar preocupado com coisas das quais ele não podia fazer nada para mudar. Mesmo que fosse uma pessoa geralmente positiva, até mesmo Dante tinha seus momentos um pouco mais sérios até mesmo sombrios, porém estes eram extremamente raros.

- Bom, você chegou aqui fazendo um monte de perguntas estranhas, mas você é legal então não tem problema - Dante sorriu docemente para ela, parecendo não se importar com o sorriso assustador que surgia nos lábios de Nymeria - Certo, se eu ver alguém assim eu aviso.

Aquela risada de Nymeria era algo um tanto único, Dante jurava que ela era séria demais para chegar a fazer algo assim, porém ficou feliz ao notar que estava completamente errado, eram bom ver que até mesmo ela conseguia rir de vez em quando, sem que fossem risadas falsas que normalmente a maioria das pessoas ofereciam umas as outras.

- Ah, acho que sei de que livro está falando, mas nunca cheguei a lê-lo - Dante assentiu para Nymeria, ao ouvir ela falar - Sim, a Divina Comédia e tudo aquilo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 20, 2017 11:01 am

Verdade seja dita, as informações sobre Shadow estavam tomando uma proporção enorme no submundo. Porém nem mesmo o Imortal saberia dizer de quem se tratava. Era como se aquela pessoa que comandava os crimes naquela cidadezinha estivesse morta para o mundo.
Quanto a Nym, ela se perguntava o quanto de azar aquele garoto tinha para ser colocado numa bomba relógio em forma de cidade. Ela levara a si mesma para lá, então não podi reclamar de nada que acontecesse consigo. Em compensação, ser trazido de fora numa época tão conturbada... ela não sabia quem era o homem que adotara Dante, podia muito bem ser alguém comum, mas seu instinto falava-lhe para pesquisar mais a fundo sobre aquilo.

- Posso admirá-lo por isso. Com minha mentalidade atual, eu nunca aceitaria. - ela recostou-se na parede atras da cama, os dedos finos traçando desenhos abstratos na colcha. - Pessoas importantes nunca esquecemos completamente. Uma hora, pelo menos isso será revelado a você.

Ela lembrou-se da mãe, falecida quando era criança. na verdade, assassinada. As mãos pequenas pararam debdesenhar e apertaram o tecido sob seus dedos com força, para após soltá-lo. Nym preferia não lembrar-se daquilo, apesar de ser um dos motivadores para que se tornar o que era atualmente. Ela jamais esqueceria o que vira pela brecha da porta... nem que sua memória se esvaísse, como de Dante.

- Legal? Acho que é a primeira vez que alguém tem essa visão sobre mim após me ver por tão pouco tempo. - ela sorriu sutilmente. Estava acostumada a ser chamada de estranha, no mâximo descolada, mas legal era novidade. - Eu agradeço por isso, é muito importante para mim.

A risada foi se perdendo aos poucos. Nym era uma garota estranha, mas de vez em quando assemelhava-se com uma adolescente nornal. Ou até mesmo com uma criança, quando pirulitos de cereja estavam envolvidos.

- É uma boa leitura, mas acho que não agradaria a você. - ela dissera isso por ja ter uma visão um pouco mais aprofundada do garoto. Game of Trhones parecia pesado demais para ele. - É interessante, devo admitir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 20, 2017 12:45 pm

Era impossível o Imortal saber quem era Shadow, até porque ele não tinha interesse algum no tráfico de pessoas que estava ocorrendo naquela cidade, assim como não tinha motivo para ficar irritado com tal coisa já que a Casa funcionava com alguns princípios parecidos com os de sequestros, porém normalmente eram crianças e estas nunca acabavam bem. Lennart era uma prova disso, ele estava longe de ser um exemplo de pessoa estável.
Caso Nymeria realmente fosse mais afundo em pesquisar quem era o pai adotivo de Dante, acabaria em um verdadeiro beco sem saída. Os documentos de Sigmund eram quase tão novos quanto os de Dante, e nenhum deles deixava um rastro para ser seguido, era como se tivessem simplesmente surgido do ar. Não haviam fotos, históricos hospitalares, passagens pela polícia, nada. O Imortal era cuidadoso demais para deixar algum tipo de pista para trás. A única existente, estava na frente de Nymeria e sorria gentilmente para ela.


- Eu realmente espero que isso aconteça. Nos meus sonhos, eu consigo ouvir as vozes de duas pessoas falando comigo, mas as frases nunca fazem sentido - Contou Dante, um sorriso surgiu em seu rosto ao lembrar-se das vozes, por mais que aquela situação fosse extremamente triste, ele ainda encontrava felicidade em lembrar ao menos das vozes daquelas pessoas.

A única tragédia na vida de Dante, até onde ele lembrava é claro, era a sua perda de memória. Depois disso, quando encontrou Sigmund, não houve um tempo ruim, aquele homem lhe tratara com tanto carinho que era algo realmente surpreendente. São poucas pessoas que encontrariam um adolescente sem memórias e o adotaria e cuidaria do mesmo.


- Eu sou bom em ler pessoas, nunca preciso de muito tempo para saber como elas são - O rapaz falou aquilo com um sorriso doce em seu rosto, quando na verdade aquela habilidade dele poderia ser bem assustadora em certos momentos - Se é tão importante assim, eu faço questão de me esforçar nisso.

Dante era uma pessoa simples e boa, quando ele desejava ajudar alguém ele o fazia sem nem pensar, porém quando dita ajuda se revelava ser algo importante para aquele a quem ele ajudava, o rapaz o fazia com uma perfeição surpreendente. Era algo um tanto único que aquele rapaz possuía, eram poucos que tinham uma bondade natural e que a usavam a todo momento.

- Eu não gosto muito de ler mesmo, prefiro filmes - Ele falou, indicando a prateleira com sua cabeça. De fato, filmes eram o que não faltavam ali - Eu nunca cheguei a ler, não sou um fã de poesias.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 20, 2017 2:20 pm

Nym deveria ser uma das poucas pessoas que estava genuinamente preocupada com a situação das bonecas humanas. Ela achava aquele método hediondo e prometera a si mesma que impediria que fosse disseminado (pelo menos o novo, utilizado por Shadow, já que o que era usado em crianças já havia sido espalhado e não havia mais volta).
Ela se frustraria em suas buscas para com Sigmund de qualquer forma, no fim das contas ele não estava envolvido com o que viera fazer ali.

- Nada de rostos, apenas vozes? - Nym franziu o cenho. - Sabe, talvez ajude saber a razão pela qual perdeu a memória. Se foi algo induzido ou um acidente... a pessoa que te adotou chegou a levá-lo num médico para verificar isso?

Nym não era a pessoa que mais sofrera na vida, ela admitia para si mesma. Mas as coisas pelas quais passara marcaram-na de qualquer forma. Profundamente, como uma cicatriz, algumas memórias podiam facilmente causar-lhe pesadelos. Ela era forte, mas não deixara de ser humana.

- Isso é interessante, você poderia trabalhar como investigador quando for mais velho. - aquela frase de alguma forma corroborava com a ideia de que Nym fosse da policia ou algo do tipo. - Isso é gentil da sua parte, estará ajudando muitas pessoas.

Aquilo não era uma mentira estudada, quanto mais cedo pegassem Shadow mais cedo as garotas poderiam sentir-se seguras novamente (ou o mais seguras que poderiam ficar numa academia com ocasionais estrupradores, esses existim em qualquer lugar).

- Eu prefiro livros, gosto de imaginar o que estou lendo. Mas filmes são bons, também. - Nym sorriu de leve, meneando a cabeça. - Admita de uma vez que você não gosta nada de ler.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 20, 2017 2:37 pm

O guarda costas de Nym não estava nem um pouco interessado sobre o que ocorria naquele lugar, tanto que a garota poderia até suspeitar que ele de fato não sabia o que estava acontecendo. Caso Dante descobrisse sobre isso, ele não iria parar até encontrar uma maneira de impedir que isso continuasse. A simples ideia de crianças serem sequestradas e usadas daquela maneira seria algo revoltante para o garoto, porém ele ainda estava no escuro quando o assunto eram esses desaparecimentos assim como o tráfico de drogas que ocorria naquela região. Estava longe de ser inocente, no entanto, Dante sabia muito bem como o mundo funcionava porém decidira ficar o mais longe possível da escuridão que certos locais carregavam consigo.

- Sim, um garoto e uma garota - Explicou o rapaz, que tinha dificuldade em lembrar como elas soavam, apenas sabia que existiam - Sim, ele me levou até um médico para checar isso. Para vários, inclusive. Mas nenhum deles foi capaz de determinar nada.

Aquilo era algo que incomodava Dante profundamente, tantos médicos e nenhum deles fora capaz de lhe dar alguma informação relevante? Parecia ter irritado seu pai adotivo também, aqueles médicos eram a esperança de Dante relembrar de sua vida passada, porém não conseguiram nada no final das contas. Isso era parte do motivo de Dante ter aceitado que sua memória talvez nunca voltasse.

- Bom, eu vim para cá para estudar Psicologia, então acho que posso ajudar numa área dessas mesmo - Dante falou, Nym não tinha como sabre mas ele era um enorme fã de filmes de investigação e filmes noir em geral, logo aquela ideia o fazia viajar um pouco em sua imaginação. Detetive Reed soava bem - É o que eu mais quero, ajudar o máximo de pessoas o possível.

A verdade era que o fato de Shadow estar envolvido ou não era da menor importância para Dante, apenas o fato de poder ajudar alguém já o fazia se sentir motivado o suficiente para seguir em frente com aquilo. Caso soubesse que estaria ajudando a impedir todo aquele império que Shadow criara, não mudaria nada, para Dante bastava estar ajudando.

- Quais são os filmes que você mais gosta? - Ele perguntou. Nymeria conseguia ver os olhos do rapaz brilhando, filmes eram o seu assunto favorito - Bom, é. Não é como se eu achasse ruim, é uma questão de preferência mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qui Out 26, 2017 11:51 pm

Nym achava que certas pessoas não mereciam serem envolvidas nas situações do submundo. Dante era uma delas. Ela não entraria em detalhes com ele a menos que fosse absolutamente necessário, não era sua intenção trazer mais lenha para a fogueira já imensa que aquele caso havia tornado-se. Parecia que mais coisas aleatórias uniam-se a ele a cada dia que passava. A garota passou os dedos pelos cabelos prateados, tentando focar seus pensamentos em outras coisas.

- Podem ser seus irmãos... ou seus amigos. - Nymeria bufou levemente, revirando os olhos em seguida, médicos costumavam ser inúteis. - Se minha mãe ainda estivesse viva, eu lhe apresentaria a ela. Aquela mulher era brilhante... certamente acharia algo que nenhum outro poderia encontrar.

Ela estava certa do que dizia. A mãe era realmente mais inteligente que a média. Uma cientista, mas tendia a voltar-se para a medicina, já que era a mulher de um mafioso e, como tal, queria ser útil. E sabemos que ninguém precisa mais de médicos clandestinos do que a máfia.

- Psicologia? - A garota sorriu de canto novamente. Saboreou a palavra em seus ouvidos até que seus ecos se perdessem. - Eu não coloco muita fé nesse ramo, mas talvez você se dê bem nele. Estranho, eu poderia jurar que gostaria de fazer cinegrafia ou algo do tipo. - Os olhos desiguais voltaram-se para os inúmeros filmes perfilados. - Você pode fazer qualquer coisa que quiser, se estiver disposto a isso.

Ao passo que não importava para Dante o envolvimento de Shadow, para Nym aquilo era tudo. Fora por aquela razão que viera até aquela academia no meio do nada, que era especializada mais em expressão artística do que científica. Não que seus professores fossem ruins, eles apenas não eram tão bons quanto aqueles mais voltados ao quesito arte.

- Gosto dos filmes de Tim Burton. - Ela piscou os olhos. Aquilo era surpreendente, vindo de uma menina de aparência tão séria. Era de se esperar que gostasse de assuntos mais cult, ou mais voltados a investigação. - Entendo. Eu também não assisto muito a filmes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Sex Out 27, 2017 12:15 am

Dante realmente desejava passar longe de desejar se envolver com o submundo, achava que algo tão caótico assim não lhe faria bem algum, sem falar que ainda tinha seus problemas de memória para resolver. Ele ainda tinha esperança de que conseguiria lembrar-se das pessoas que esquecera, e principalmente dos motivos que as tornavam tão importantes para ele, pois deveria haver um motivo para elas continuarem a aparecer em seus sonhos, não é mesmo?

- É, eu pensei nisso também. Mas algo me diz que são amigos - Dante parou de sorrir no momento que Nymeria falou sobre sua mãe. Ele poderia não ter tido uma figura materna para si, e se algum dia tivera não se lembrava, mas sentia uma compaixão enorme pela garota, ele podia apenas imaginar o que faria caso perdesse seu pai adotivo - Meus pêsames.

Se Dante tivesse memórias de ter uma mãe, seus olhos provavelmente estariam cheios de lágrimas naquele momento, mas justamente por não ter memória alguma a única coisa que suas íris azuis refletiam era uma enorme tristeza. Ele podia apenas imaginar o tipo de dor que a garota sentira ao perder sua mãe.

- Bom, eu queria Psiquiatria, mas eu meio que teria que fazer Medicina antes e eu não tenho cabeça para isso. Então, vou ficar na Psicologia mesmo, sem falar que tem algum estudos envolvendo a memória - Ali estava o verdadeiro motivo para o rapaz estar ali, ele insistira com Sigmund que queria fazer Psicologia na Academia Blackwell apenas para poder descobrir algo sobre recuperação de memórias - E eu farei. Eu quero ajudar a todos que eu puder ver.

Era um objetivo um tanto ousado, aquele de Dante. O garoto provavelmente terminaria trabalhando em algo relacionado a caridades, ou alguma dessas instituições dedicadas a ajudar pessoas em situações horríveis, e tudo isso vinha da bondade natural que o rapaz tinha dentro de si. Dante não conseguia ver outro futuro para si que não fosse apoiando o povo e ajudando os mais fracos a se levantarem mais fortes.

- Eu também gosto de alguns dele. Bom, vai soar um pouco clichê, mas o meu filme favorito é aquele ali - Ele disse, apontando para a prateleira que continha seus filmes, especificamente para o filme Poderoso Chefão - Gostos diferentes, acho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Dom Out 29, 2017 9:06 pm

- Bem... então devem ser. Esses pressentimentos costumam acertar. - Ela ficou em silêncio por um bom tempo após a resposta dele, depois seus lábios se abriram para dar uma resposta mecânica. - Está tudo bem... já tem bastante tempo.

Não estava tudo bem. Se havia algo que havia marcado Nymeria Lindberg profundamente a ponto de fazê-la travar no meio de uma frase, esse algo era a morte da mãe. Mas bom... não havia nada a ser feito, tirando lidar com a situação da melhor maneira que conseguia. E Nym já sabia como faria para sobreviver aquele obstáculo desde que o tal surgira em sua vida e tornara-a o que era atualmente.

- Hum... agora eu entendo o seu interesse. É como se fosse um último esforço para consegui-la de volta? Afinal, estudar sobre algo é a forma mais fácil de vencê-lo. - Muito embora Blackwell não fosse a melhor academia do mundo em quesito ciências, Nym acreditou no que o garoto disse a seguir e abriu um sutil sorriso. - Eu não duvido nada, mas não é um sonho muito grandioso?

Ela sabia por experiência própria que nem todas as pessoas que cruzavam seu caminho podiam de fato ser ajudadas. Seus olhos desiguais seguiram o dedo dele quando o rapaz apontara para a prateleira e Nym assentiu com a cabeça um segundo depois.

- Como esperado de um viciado em filmes, aquele ali é um clássico. Sim, é a marca registrada da raça humana.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Dom Out 29, 2017 10:04 pm

- Tem algumas coisas que eu olho e me '' lembram '' deles, sabe? Mas eu nunca consigo ver um rosto nos meus sonhos - Os olhos azuis de Dante se focaram no rosto dela e era nesse momento que Nymeria notaria que ele vira através daquela resposta dela, subitamente a semblante do rapaz tornou-se uma completamente séria - Você não mente tão bem assim, sabe? - A mão dele pousou suavemente no ombro dela, enquanto ele abria um sorriso simpático - Não vou lhe dizer que sei como é, pois se algum dia eu soube eu não lembro, mas sei que manter suas emoções presas o tempo inteiro é algo que vai lhe prejudicar, não ajudar. Não precisa ser necessariamente comigo, mas você precisa se abrir mais.

Não era uma leitura completamente errada, aquela que Dante fizera de Nymeria. Quem mentia sobre os seus sentimentos, o fazia por inúmeros motivos, porém poucos justificavam a dor que dita ilusão gerava. De um outro ponto de vista, aquilo poderia parecer um estudante de Psicologia tentando agir como um profissional, mas era claro que aquelas palavras vinham do fundo do coração de Dante, ele tinha acabado de conhecer Nymeria mas já se preocupava imensamente com ela.

- Sim, como nenhum médico pôde me ajudar, eu meio que decidi fazer isso por conta própria, sabe? - Ele estava decidido a superar aquela barreira que era a sua perda de memória, apenas para que pudesse seguir em frente sem ter que se preocupar com fantasmas de um passado perdido - Pode até ser, mas é um que eu quero realizar.

Dante possuía esperanças para tudo e todos, ele jamais iria desistir de alguém sem nem ao menos dar o seu máximo para ajudar a pessoa em questão. Aquilo valia para todas as pessoas, até as piores existentes e que provavelmente lhe machucariam sem nem pensar duas vezes. Mas nenhuma tinha ideia do quão imensurável era a determinação de Dante Reed.

- Por mais que tenham alguns da Disney que chegaram perto de tirar o posto daquele ali.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 141
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 17
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qui Nov 02, 2017 9:47 pm

- Compreendo. - ela piscou os olhos e encarou-o por um curto período de tempo. Realmente, tocar naquele assunto era complicado para Nymeria. Sua indiferença tão calculada para todas as demais coisas simplesmente não funcionava. De outra forma teria ficado irritada com a ideia de não conseguir mentir bem. Sentindo a mão sobre seus ombros, Nym deu um pequeno suspiro. - Isso é um tipo de problema que preciso lidar sozinha, quanto menos pessoas se envolverem melhor.

Nym ficou olhando aquele menino por mais alguns segundos, depois abriu uma sombra de sorriso para ele. Daqueles sutis que eram seu hábito. - Mas obrigada mesmo assim, por se preocupar.

Ela certamente não estava mentindo daquela vez. Não, mencionar a morte da mãe implicava em muitas coisas em que não gostaria de envolver qualquer pessoa que fosse, principalmente um rapaz tão bom como Dante. E realmente sentiu-se agradecida por saber que alguém se importava. Pelo que sabia, a única pessoa que ligava para a sua saúde física ou mental sem segundas intensões era o irmão, e ele não se encontrava em Windfall.

- Isso é inteligente da sua parte, na realidade é a melhor coisa que poderia fazer. - Nymeria deu de ombros e sorriu. - Bom, um sonho é um sonho, é nosso próprio esforço que torna ele em algo mais. Boa sorte.

Nym ouviu o próximo comentário do rapaz e riu levemente. - Por exemplo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Reed
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/10/2017
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   Qui Nov 02, 2017 10:09 pm

A mão de Dante que estava pousada no ombro de Nymeria realizou um pequeno aperto de conforto no local, enquanto ele sorria gentilmente para a garota. Como ela já poderia ter notado, era da natureza do rapaz ajudar qualquer um que aparecesse na sua frente, e por mais que dita pessoa negasse a ajuda, ele iria continuar ali - Eu não quero entrar em uma discussão com você, mas você está errada. Pelo menos uma, uma pessoa que você sabe que vai lhe ouvir. Converse com ela e conte tudo o que sente, vai ajudar.

O rapaz abriu um sorriso radiante para ela e então tirou sua mão do ombro de Nymeria - Não precisa me agradecer, eu sempre vou estar aqui para lhe ajudar.

Não havia chance de Dante não se importar alguém. Ele era capaz de simpatizar com o próprio Diabo, e era algo que ele de fato chegaria a fazer mais tarde, quando encontrasse Maxwell Watson, uma pessoa que mais parecia a encarnação do próprio Demônio. Ainda assim, toda aquela bondade vinha de um lugar puro, ele não era daquela maneira por desejar receber reconhecimento ou algum tipo de afeição, aquilo fazia parte da sua natureza.

- Eu sei que não pareço, mas eu sou bem inteligente! - Ele disse, com um pequeno sorriso em seu rosto - Eu sou bem determinado, pode acreditar nisso.

- Hmmm, Rei Leão talvez. Wall-E é ótimo também - Ele falou, olhando para a sua prateleira para lembrar-se de alguns dos filmes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quarto do Dante   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quarto do Dante
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Kit - Dante (Devil May Cry)
» Teoria-Quarto Haki(tem spoilers)
» Quarto do Orion
» Quarto de Percy
» A (Quarto Raikage)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Windfall City :: Dormitórios :: Dormitório Masculino-
Ir para: