A place so full of mystery is just a puzzle to be solved
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Recanto da Nymeria

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qua Nov 15, 2017 10:08 pm

( Sempre vem a vontade, porém a preguiça me impede de fazer isso, só de imaginar ter que reescrever tudo.
O Alucard é tipo o Ozzy Osbourne com as roupas da Carmen Sandiego )

- Também depende do que cada um considera bom caráter - Lennart falou, dando de ombros no processo. Tirando seus companheiros da Casa, ele não conhecera nenhum outro assassino que não acabara por matar no final das contas, e até mesmo aqueles que o seguiram quando o rapaz liderara os Treze Fúrias não eram exatamente as melhores pessoas do mundo. Um breve sorriso brotou nos lábios de Lennart, ele ainda odiava aquela comida, porém já não estava mais disposto a entrar em uma discussão sobre ela.

Lennart riu um pouco com as palavras de B, ele montara aquela armadilha ao responder a provocação dele. Na verdade, o homem colocara-o em uma sinuca de bico, respondendo ou não aquele comentário caberia.

- Muito fofo da sua parte se preocupar com a minha motivação, mas não precisa disso. Não sou um dos maiores fãs de tráfico humano ou qualquer coisa do gênero, apenas isso. Suponho que seja senso comum não gostar disso, porém cada um com o seu - Ter Lennart e B no mesmo local e vê-los trocarem aqueles comentários sarcásticos era uma visão única e interessante, era impossível ambos recuarem ou desistirem, se possível fosse eles ficariam até o fim dos tempos jogando com palavras.

Lennart decidiu ignorar aquela última porção da conversa, por mais interessado que fosse pela cultura japonesa, nunca parara para estudá-la de fato, apenas tendo um conhecimento básico sobre aquilo. Se era de um jogo, um anime ou o diabo que fosse, não lhe importava, aquela família Kurotsuno teria que cair em algum momento se fossem de fato acabar com o que acontecia naquela cidade. Então, Nymeria saltou e a mente do assassino fez os cálculos sobre aquilo e ele levantou-se quase ao mesmo tempo que ela, segurando seu fuzil com força contra seu peito.

- Vamos nos apressar então, creio que ninguém aqui esteja querendo uma explosão na cara para fechar a noite, não é? - Falou ele, caminhando até Nymeria e se esta começasse a mover-se, ele estaria logo atrás, olhos atentos a qualquer movimento - Se eles sangram, podemos matá-los, simples assim. Não acho que o tempo seja um fator ao nosso lado, logo atirem em tudo o que se mover e não seja um aliado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Nov 17, 2017 8:59 pm

(Evento tá ai domingo, capaz dela voltar semana que vem. q
HUahushauhsuahushuahsush Beyond já tinha até hackeado o sisteminha básico, teve que ser uma bomba comum na ignorância mesmo. q
Cla, segura as pontas que preciso de mais duas cenas até pegar a pista da Central e preciso de tempo entre elas. q)


- Eu vou precisar colocar uma focinheira nos meus dois cães para eles pararem de se estranhar? Que lástima! - foi tudo o que Nymeria disse diante das provocações que eram lançadas de um canto a outro da sala, ou ela ficava atenta aos códigos binários que tentava casualmente desvendar ou àqueles dois. Logicamente, Nymeria escolheu os códigos.

- Eu diria que nossos lares ficam um tanto quantos distantes um do outro. Isso vai ser um problema. - Ela mordeu lábio inferior, inclinando momentaneamente a cabeça. - Bom... seja quem for deve estar a caminho, mas a mensagem foi enviada a pouco tempo. Deve estar sobrevoando o oceano a essas horas, por enquanto não é algo urgente o suficiente para nos preocupar.

Mesmo assim, ela estava preocupada. Poderia chamar aquilo de mal-pressentimento. Não era o suficiente para Nymeria Lindberg se encolher de medo ou surtar, mas o bastante para deixá-la bem mais cautelosa. Mal pôs-se de pé, suas duas espadas foram desembainhadas. Apenas uma possuía fio, mas Lennart vira muito bem o que Nym fizera com a arma cega contra um certo brutamontes com o dobro do tamanho dela. E com as pessoas que estavam protegendo aquele forte, também.

- Sabemos o que precisamos fazer. Vamos nos ater a isso, o resto fica para depois. - Ela tomou o rumo para deixar a sala, passando pelos dois e no minuto seguinte já havia feito um movimento suave, colocando o braço com a lâmina afiada para a frente e atingindo um dos membros do reforço no meio da testa, antes mesmo que ele fosse capaz de reagir. O homem, que estava prestes a adentrar a sala para matar o trio, caiu, lentamente libertando a espada dela do cativeiro de seu cérebro. - Que droga de reforço...

Ela piscou os olhos e depois voltou para dentro novamente, colocando-se contra a parede, enquanto uma chuva de tiros pipocava pelo corredor. Ainda assim, Nymeria parecia extremamente calma. Como se entrasse numa briga daquelas todos os dias, o que era quase uma verdade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beyond Darkness
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 38
Localização : Los Angeles | Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Casull 454 | Jackal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sab Nov 18, 2017 2:01 am

[ Reescrever coisas é um saco. Eu nunca consegui reescrever algo e pensar "nossa, tá melhor que o anterior" :\ ausdhuahdau
Melhor definição do Alucard, cara ASKOPKSAPOKSASOKA nunca mais olho o Ozzy do mesmo jeito
Joga bomba analógica neles, taca-lhe pau Ame -qqq
Ih, relaxa, o B disse isso como num objetivo em geral mesmo, não tem que ser imediatamente <33
Aliás, BOA SORTE NO EVENTO c:]

Ele soergueu as sobrancelhas por debaixo dos óculos laranjas, parecendo meio surpreso ou meio decepcionado à fala de Lennart.

- Ah... achei que você, mais do que qualquer um, fosse grato ao tráfico humano ou "qualquer coisa do gênero".- o Darkness não esperou por uma resposta e simplesmente deu de ombros, alargando o sorriso em seu rosto.- Como você disse: bom senso. Assassino ou não, talvez você tenha mais disso do quê deveria ter.

Não se sabia se aquilo era um elogio ou uma provocação, pela primeira vez naquela conversa seu tom de voz sarcástico não deixava transparecer sua afronta constante. Ao ouvir a reclamação de Nymeria, Beyond fitou os próprios sapatos e a caveira na ponta de cada um deles, comprimindo os lábios por um instante, como uma criança que está segurando uma risada proibida diante da bronca, mas o fez com sucesso e suspirou em seguida.

- Você é bem-vinda na Mansão Darkness. Não se preocupe, eu posso dar-lhe uma carona. Ou o Mr."Cada um com o seu" pode.- ele fitou o segurança dos Lindberg por cima dos ombros, um olhar atiçador por debaixo das lentes enquanto repetia num tom divertido o  argumento utilizado por Lennart duas vezes seguidas. No fim eles estavam certos, tanto Lennart quanto Nymeria: eles teriam muita dor de cabeça por causa do sujeito do sobretudo vermelho. E a culpa ainda era de Lennart, assim pensava Beyond, que estava descobrindo que era cada vez mais interessante ouvir os comentários do rapaz.- Que a sua vontade seja feita, Mestra. - ele disse diante do comentário de Nymeria sobre ao quê eles deveriam se ater.

Quando a Lindberg puxou suas espadas, Beyond fitou as lâminas brilhantes como se fossem diamantes. Seus olhos se arregalaram. Ele mal podia esperar para ver a menina em ação. E de fato não teve que esperar muito, afinal ela acabara de perfurar o crânio de um dos capangas que, azar dele, fora o primeiro a se deparar com o trio.

- Ora, Lindberg... eu sempre esperei pela chance de vê-la em ação pessoalmente.- ele disse isso e seu tom de voz rouco era... sedento.- Sempre.
Do jeito que ele falou, era uma incógnita de quanto tempo aquilo de fato queria dizer.
Diante da espada suja de sangue, o cão dos Darkness passou a língua pelos lábios prazerosamente e, em seguida, estendeu a mão à frente, impedindo que o corpo morto de tal homem caísse no chão.
Enquanto Nymeria saía da frente, Beyond se prostrou bem diante da porta aberta que agora era o alvo da enxurrada de tiros, mas nenhum deles atingiu o Darkness.
Segurando o corpo pela gola de suas roupas, pondo-o na frente de si e à sua altura, arrastando os pés do cadáver no chão, Beyond pôs sua Casull 454 sobre o ombro do morto e disparava com ela ao mesmo tempo que avançava com calma, com o aspecto de quem anda sobre o sereno pacato com um bom guarda-chuva, embora a realidade fosse um pouco mais sangrenta que esta.
Os projéteis disparados por aquela arma eram suficientes para derrubar uma fileira horizontal de até cinco homens. Os rombos que aqueles mini-explosivos causavam também foi suficiente para que, de um dos homens que avançavam, ele tivesse o braço arrancado fora com força e ainda fosse completamente empurrado para trás, acabando por derrubar os que poderiam estar na retaguarda. O fato é que, naquele ritmo, os que avançavam contra Beyond estavam fadados a morrerem com rombos enormes no corpo. B caminhava adiante, derrubando os inimigos expostos e passando por seus corpos aos lados de si. Ele definitivamente era absoluto como um instrumento de ataque dianteiro.

- E disse o Senhor a Moisés: Estende a tua mão sobre o mar, para que as águas tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros...



*Escudo de defesa com o cadáver dura apenas um turno
*Casull 454 necessitará de recarga no próximo turno

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sab Nov 18, 2017 3:24 pm

( Algumas raras vezes eu consigo reescrever algo e pensar que ficou bom, mas eu sou fresco demais com o que eu escrevo, pra mim nunca tá bom.
A primeira vez que eu assisti Hellsing eu pensei nisso. '' Esse cara é muito parecido com o Ozzy '' )

- O Eurus, talvez, já eu não vejo tanta vantagem nisso. Mas veio coisas boas quando passei um tempo na Casa, muito melhor do que ficar chafurdando nas ruas de Copenhague - Ele falou, também dando de ombros. O rapaz não se importava de matar ou até mesmo de ter sido subitamente retirado da sarjeta da capital da Dinamarca para se tornar um assassino. Ele saíra das ruas e do tráfico de Copenhague para entrar em um mundo pior ainda - Ter bom senso ajuda mais em missões do que o esperado.

Ao ouvir a reclamação de Nymeria, silenciou-se por um momento. Afinal, aquela era a sua mestra e ela estava mostrando insatisfação, e por melhor que fosse em deixá-la satisfeita, o rapaz não desejava irritá-la, pelo menos não agora. Portanto, fez-se silêncio por parte de Lennart, que assim como B tinha um sorriso divertido em seu rosto. Por mais que tivessem se provocando o tempo inteiro, aquilo estava mais para um passatempo do que qualquer outra coisa. Por algum motivo, em sua cabeça surgiu-lhe a imagem de Nymeria lhe colocando uma focinheira, e aquilo era triste e interessante ao mesmo tempo.

Lennart se absteve daquela conversa entre os dois, talvez um dia tivesse mesmo que levar Nymeria até a Mansão Darkness, ou talvez nunca chegasse a isso. Para ele, pouco importava, ele era um cão que deveria seguir as ordens de sua mestra. Claro que não era aquilo que importava no momento, havia a necessidade de deixar aquele local que logo estaria repleto de forças inimigas. Havia um sorriso nostálgico no rosto de Len, ele já havia passado por tantas situações parecidas no passado que era possível notar a calma que transbordava do corpo dele, conforme o mesmo retirava o silenciador de sua SIG-Sauer P320 e guardando-o em um dos bolsos de sua jaqueta.

Tirou o mão do fuzil ao ver que Nymeria havia matado um deles, queria economizar a munição da arma. Não por ser barato, mas sim por estar com um tipo de munição que não faria bem em um local tão fechado como aquele. Retirou o pente de sua pistola e notou que estava completamente carregado, contando com a bala que estava na câmara. Ele possuía preferência por pistolas e por mais que a sua não fosse tão destrutiva quanto a de Beyond, afinal era uma 9 milímetros afinal de conta aquilo só arrancaria membros com muito esforço e com uma mira cirúrgica. Se bem que, ambas essas qualidades pertenciam a Lennart.

A sua P320 cantou, conforme suas capsulas saíam da mesma um inimigo atrás do outro caía, deixando para trás uma nuvem vermelha de sangue e outros pedaços que deixavam as cabeças deles. Enquanto Beyond usava o corpo do inimigo para se proteger, Lennart estava diretamente atrás do mais velho, usando-o como cobertura, porém assim que o corpo terminasse de ser destroçado ele obviamente iria se mover, pois sabia que B não aprovaria a ideia de ser seu escudo humano. O pente da P320 normalmente possuía dezessete balas, porém Len havia colocado um pente estendido na mesma, permitindo vinte e um projéteis que seriam usados para fazer seus inimigos caírem. Não mais do que uma bala era usada em cada um.


- E disse Lennart ao fóssil: Temos que avançar logo, então pare de falar e ande - Len falou, com um pequeno sorriso em seu rosto. Aquela frase estava longe de ser original dele. Em uma das missões que fizera com os Treze Fúrias, no passado, fora acompanhado pelo homem que o treinara na Casa. O homem que era a garantia de qualidade dos assassinos que deixavam aquele lugar. Len podia até ser o melhor assassino da Casa, porém era o segundo melhor soldado. Esse título ainda era de John, e o homem lhe falara isso em um acampamento de rebeldes em... algum país aleatório da África. Lennart não guardara o nome do lugar - Devem ser quantos, mais ou menos?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Seg Nov 20, 2017 9:56 pm

(Well, valeu q Eu ferrei totalmente com meus pés, Cla, ahhhhhhhhhhhhhhhhhh
Desfilei quase chorando de dor q)


Nymeria suspirou, ela podia não estar olhando para nenhum dos dois, mas conhecia-os o suficiente para saber as caras e bocas que estavam fazendo. - Eu não me importo realmente de quem vai me levar até lá, desde que você cumpra com o que está dizendo, B. - Podia até mesmo imaginar o que estava passando pela cabeça de Len ao mencionar afocinhá-lo. Aquela sem sombra de dúvida era uma ótima ideia.

- Bom... você conseguiu o que queria, já pode ficar satisfeito.

Enquanto os outros dois faziam o sangue voar com suas pistolas, Nymeria já havia saído de trás da parede. Ela se orgulhava de conseguir fazer várias coisas ao mesmo tempo, portanto não era de se surpreender que, entre piadinhas, repreensões e o som de tiros, ela ainda estivesse contando mentalmente os segundos da bomba. Quando os tiros do outro lado cessaram, seus inimigos todos derrotados pelas balas de Len e B, ela passou por eles e chegou ao próximo corredor, onde mais uma leva de capangas chegava.

- Francamente... eles brotam como cogumelos. - ela conseguiu atirar o corpo para o lado antes de ser transpassada por balas de fuzil. Elas atravessaram as paredes e estouraram uma tubulação acima de Nym, deixando uma carga de água limpa cair sobre a garota. Resmungando por conta do ocorrido, ela pôs-se de pé novamente, atirando a espada sem fio contra a garganta do homem que portava o fuzil, provocando um som nauseante. Antes mesmo que ele caísse, já havia diminuído a distância do grupo, cortando fora o braço de outro capanga, num movimento fluído recuperando a segunda espada.

Nymeria cortou outra vez, o fio separando a cabeça de um inimigo entre os olhos e a boca, enquanto um segundo tinha o peito atravessado pela segunda lâmina. Ela girou, a água acompanhando seus movimentos de pés delicados como os de uma bailarina. Ambas as espadas perfuraram os olhos do penúltimo rapaz, restando apenas um, que certamente seria abatido por um tiro de Lennart, porque ele não podia simplesmente deixá-la acabar com todos os rivais por conta própria, afinal que tipo de segurança ele seria se o fizesse?


- Dois minutos para a explosão. - foi tudo o que ela disse, engolindo o xingamento que tinha em mente. Ela virou-se novamente para a frente e continuou a corrida pelo corredor, indo para um terceiro ambiente, onde sem dúvida haveriam ainda mais pessoas a serem derrubadas e querendo matá-los.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beyond Darkness
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 38
Localização : Los Angeles | Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Casull 454 | Jackal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Nov 23, 2017 6:04 pm

[Eu não tinha conseguido fazer a ligação dele com o Ozzy até você falar IAJSAJSIA
Tadinha da Ame, espero que seus pés tenham melhorado, PASSA GELO UASUAHSsasuahsa
Desculpem a demora, de novo, semana de provas ainda -q]


É claro que percebera Lennart atrás de si e parecia estar se divertindo com o "trabalho em equipe".
Beyond não era o perfil que tinha colegas de passa-tempo na atividade de atirar e matar. Ele sempre havia feito isso sozinho. O máximo que havia acontecido fora numa situação de emergência, onde ele e sua irmã, Dita, haviam agido juntos. Mas ouvir o som das balas de calibres distintos e, principalmente, o fio da lâmina de Nymeria cortando carne e ossos, era definitivamente animador.
Quando o corpo à sua frente já estava tão destroçado que partia-se aqui e ali, Beyond o largou, jogando-o à frente de tal forma que os tiros ainda iriam para ele, por reflexo dos atiradores inimigos, e ele sequer precisou esconder-se atrás de alguma coluna do corredor, pois Nymeria passara à sua frente e cuidava da próxima leva de capangas de forma... magnífica.
Beyond ergueu sua pistola apenas mais uma vez. Havia somente uma última bala. O tiro que brilhou, cuspido pelo cano, explodiu o cérebro do inimigo que "restara" da investida de Nymeria. Aquilo provavelmente havia acertado-o no mesmo momento que Lennart teria atirado para derrubar o mesmo homem. É claro que B sabia que não precisava gastar munição com aquilo. Foi proposital.
Beyond esboçou um sorrisinho muito simpático para Nym, como quem diz "você esperava que eu ficasse de fora?" e em seguida girou o rosto para fitar Lennart, um pavio provocativo crescendo em seu semblante, aquele sorriso irritante cortando-lhe a face.

- Opss. Estou andando.- ele disse, apressando-se para o próximo ambiente. Ao chegar lá e deparar-se com mais inimigos, Beyond parou. Ouvindo as palavras de Nymeria, o Darkness suspirou, encaixando no que pareceu um piscar de olhos um novo pente de mini-explosivos na Casull 454. Beyond abaixou-se displicentemente, agarrando uma das armas perdidas e que nem chegaram a ser usadas pelos inimigos. Ela era minúscula se comparada à sua própria, e ele a girou entre o indicador, destravada, correndo o claro risco de atirar em todo mundo inclusive na própria cabeça... mas é claro que isso não aconteceu.
O cão dos Darkness tomou à frente no próximo corredor que levava ao novo ambiente. E, então, segurando ambas as armas com destreza, disse: - A festa está muito boa... mas nós já terminamos o que viemos fazer aqui. Somos os últimos a chegar e os primeiros a sair. Dois minutos, você disse, Lindberg?

Ele retirou seu chapéu sombreiro, jogando-o no meio da tragédia de sangue e corpos. O sorriso que jazia em seu rosto pareceu como o impossível: ainda mais feroz. Mas a questão foram seus olhos. Aquelas íris vermelhas brilharam como os olhos de um gato na escuridão, quase como se elas tivessem algum poder místico. Suas pupilas, estranhamente, dilataram no mesmo segundo. Aqueles pequenos detalhes foram-lhe uma grande transformação em seu rosto.


E, sem mais demora, ele disse:

- Ainda resta tempo para uma última dança.

Beyond não andou. Ele avançou. Ele correu. E o que se prosseguiu a seguir foi, de fato, um show:

(Até 1:25min foi basicamente o que ocorreu)

Quando invadiu o ambiente já atirando, foi como se ele soubesse exatamente onde os inimigos estavam, pois, assim que fizeram o primeiro movimento para atacar, foram mortos com tiros na cabeça: um, por mini-explosivos. O outro por uma bala comum. Ambos caíram da mesma forma.
Ele prosseguiu numa velocidade grande, sem parar de correr, o sobretudo vermelho esvoaçando atrás de si enquanto ele continuava derrubando inimigos pelo caminho e mostrando-se praticamente inatingível. Um homem com uma metralhadora entrou em sua frente e Beyond lhe apontou a pistola comum que, extremamente quente pelos disparos seguidos, apenas estalou dois "click's" secos. Num movimento rápido, o cão dos Darkness soltou o projétil como distração para o inimigo e tomara a metralhadora dele para si, apertando seu gatilho ao mesmo tempo que a movimentava em arco, atingindo todos os que estavam em sua mira, agindo como um lunático com uma arma.  
Quando a metralhadora precisou de recarga, ele a largou, vendo no ar muito nitidamente um revólver que voava das mãos de um dos mortos. No mesmo momento, ainda correndo, ele a segurou de uma forma peculiar: seu dedo mindinho estava no gatilho e a arma estava de cabeça para baixo.
Isso não atrapalhou sua destreza nem um pouco.
Ainda avançando sem parar, ele largara de vez a pistola 9mm que havia pego no ar - já vazia - quando viu à sua frente dois homens que lhe cercavam pelos lados. Beyond saltou, um impulso que o manteve no ar suficiente tempo para que pisasse sobre uma caixa grande que estava no local, e pisou nela por cima do braço de um dos inimigos, que atirou no mesmo momento, e a bala atingiu seu companheiro do lado oposto antes que Beyond desse um fim a este capanga também.
Por fim, usando mais uma vez um corpo como escudo, dessa vez tendo o aspecto mais grotesco de colocar o cano da arma menor na cabeça do morto e atirar por entre os miolos de seu cérebro, ele acabou no final do corredor. Um ferimento no ombro esquerdo, um tiro que atravessara-lhe a pele se fazia presente em sua imagem final, mas nada que o fizesse sequer piscar; era como se nem sentisse dor. Ele parou, diante do corredor pretensamente vazio - talvez tivesse deixado dois ou três capangas escapulirem com vida, mas deveriam estar feridos o bastante para que tudo o que fizessem fosse gemer. Esperou por Nymeria e Lennart, afinal só sairia daquele ambiente com eles.
Todo aquele trabalho não deveria ter levado mais que um minuto.
A Casull 454 esfumaçava, quente ao toque, e completamente descarregada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Nov 23, 2017 6:33 pm

( Mas é muito parecido, isso não dá para negar :p
Não se preocupe não )

Lennart tinha mais experiência que Beyond em questão de trabalho em equipe, uma vez que liderara os Treze Fúrias por um bom tempo. Tivera que perder o costume de dar ordens no campo de batalha, uma vez que já não era um líder, e sim apenas mais um cão a receber ordens dos Lindberg. Ainda assim, era possível notar pelo olhar de Lennart que aquilo não vinha sem esforço, ele estava realmente se segurando para não começar a ordenar os que estavam em sua volta para começar a se mover e atacar, ditando táticas e formações para que o avanço fosse suave e que a resistência de seus inimigos fosse mínima. Porém, é óbvio que não o fez justamente por não ser necessário, cada um ali sabia agir conforme o seu próprio estilo de combate. O assassino teria disparado contra o último dos inimigos, porém sabia muito bem que Beyond iria atacar antes dele, portanto apenas abriu um sorriso e deu dois tapinhas leves no ombro do mais velho.

- Bom trabalho - Limitou-se a dizer enquanto avançavam, desta vez ele guardou a P320 e segurou sua Taran Tactical TR-1 enquanto avançava para o lado de Nymeria, verificando rapidamente que ela não estava ferida. Então, o pequeno show de Beyond começou e tudo o que Lennart fez foi erguer suas sobrancelhas e suspirar - Céus, eu não tinha notado que estava ao lado de uma diva esse tempo inteiro.

Ele observou o ataque de Beyond sem demonstrar muito interesse, já havia visto coisas parecidas, talvez não tão habilidosas assim, vindas dos Treze Fúrias. Porém não era como se não reconhecesse a habilidade do mais velho, sabia muito bem que ele era realmente perigoso e estupidamente bom no que fazia e por mais que pudesse competir com ele, não o fez, que ele tivesse seus momentos de glória. A munição usada em sua metralhadora não era exatamente barata, portanto era ainda melhor que não tivesse que gastá-la. Após tudo aquilo terminado, ele caminhou até Beyond com uma expressão neutra. No chão, um dos inimigos gemia de dor, estando apenas a um fio da morte, e Lennart displicentemente atirou contra a cabeça dele com seu fuzil, além da bala atravessar o crânio dele era possível notar que um cheiro de queimado começava a subir. Munição incendiária. Fazia até sentido o porquê de Lennart ter deixado que o outro avançasse sem realizar um disparo de sua arma, se disparasse como um maluco contra seus inimigos ele poderia acabar atingindo algo inflamável e uma explosão de chamas iria ocorrer e aquilo certamente não era algo desejável no momento. Ele olhou para Beyond, completamente sem expressão, não parecia impressionado, nem incomodado.


- Ok - Foi tudo o que disse.


- Pessoal, acho que este local vai explodir - Falou, seu tom tão sarcástico quanto poderia ser, antes de voltar-se para Beyond, demonstrando um pouco de respeito agora - Mandou bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 08, 2017 9:46 pm

(Agora já melhorou q
ME desculpem a mega demora pessoal!!!!)


Nymeria Lindberg preferiu não interferir no fogo cruzado que se seguiu, já que por usar armas de curto alcance, a probabilidade de ser atingida era muito maior. Ela apenas seguiu os movimentos de Beyond com o olhar crítico de quem julga um ator. De fato, o homem tinha uma veia dramática muito forte. Talvez fosse por isso que eles de alguma forma se davam bem, afinal ela própria tinha mania de fazer cenas. Não cenas de uma adolescente mimada louca, como era de se esperar, é claro.

Ela inclinou minimamente a cabeça ao ver a interação dos dois homens juntos a ela, era estranho que nenhum tivesse voado no pescoço do outro ainda. Ambos tinham personalidades fortes, entretanto era possível constatar que eram bons parceiros. Pessoas que conseguia contar em uma missão e que não gostaria de forma alguma de ir contra. Nym esperou o último homem ser executado por Lennart para seguir adiante, a contagem finalizando em seu cérebro.


- Um minuto... imagino que temos tempo de sobra, senhores...

Mal disse isso, virou o último corredor. Seu movimento seguinte foi dar um passo para trás e girar, a espada com fio subindo e parando no pescoço de um homem. Ao mesmo tempo que uma pistola era encostada em sua testa.
Desta vez, Nymeria não ouvira ou percebera movimentação alguma vinda dele antes de vê-lo e que ele agisse. Aparentemente aquele ali não era um agentezinho qualquer. É claro, ela também não era uma invasora qualquer também. Porém, na posição em que estavam, qualquer movimento tanto de Beyond quanto de Lennart acarretaria numa bala no cérebro de Nym. Não que isso evitasse da cabeça do homem misterioso rolar em seguida.


- Não se mexam. Aposto que não é a intenção de vocês saírem daqui carregando o cadáver de sua princesa.
- Mais provável que a sua cabeça role. - Nymeria não parecia sentir-se ameaçada, muito embora tivesse uma pistola apontada para sua cabeça. - De qualquer forma, se não sair da frente, vamos todos explodir.
- Será mesmo? - um sorriso desdenhoso surgiu na boca do outro criminoso. Este deveria ter 35 anos, seus cabelos ficando grisalhos antes do tempo e rugas de satisfação apareciam perto de seus olhos cinzentos. - O meu sacrifício é nada comparado a dar cabo da Herdeira dos Lindbergs e dois dos cães mais irritantes das máfias de fora. Ainda assim, estou apenas dando um recado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beyond Darkness
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 38
Localização : Los Angeles | Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Casull 454 | Jackal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sab Dez 09, 2017 4:04 pm

[Sem problema, diva c:]


- Bem, eu estou um pouco enferrujado.- ele disse após ouvir Lennart, tocando brevemente o furo sangrento de bala em seu ombro que só era visto com muita atenção, afinal era muito bem camuflado pelo vermelho vivo de seu sobretudo.- Talvez na próxima vez eu deixe você me dar ordens, Lennart.- ele disse sarcástico, num tom que não dá para saber se é sério, mas como se soubesse exatamente o que se passou anteriormente na cabeça do ex-líder dos Treze Fúrias.- Munição incendiária? Coragem...

Ele soltou um riso breve, largando a pistola comum e focando-se na Casull, a qual ele pressionou o botão para que o pente descarregado escorregasse do compartimento.
Foi quando Nymeria virou o corredor e aquela cena ocorreu. Foi no mesmo segundo que levou para que ambos colocassem suas respectivas armas em xeque um contra o outro. B retirou um pente carregado do bolso, jogando-o contra o chão. O objeto ricocheteou retilíneo, entrando exatamente na carga da arma e fazendo um click surdo ao mesmo tempo que ele colocava o braço do lado ferido em horizontal à frente do corpo e apoiava a arma na dobra de seu cotovelo, mirando exatamente na cabeça do homem. Aquela cadeia de movimentos tinham sido puro reflexo, mas B não puxou o gatilho, pois depois do "não se mexam", é claro que ele percebeu que seria suicídio atirar contra o inimigo que fazia a Lindberg de refém.

- Você realmente pensa que vai acabar com todos aqui?- o sorriso de Beyond se alargou como se quisesse rir de uma piada. Até mesmo naquelas circunstâncias, ele ainda enfeitava sua face.- Na pior das hipóteses, você dá cabo da Lindberg e os dois cães aqui arrancam a carne de seus ossos com você ainda vivo. Mas você não vai puxar o gatilho...- ele estreitou os olhos vermelhos. Era difícil dizer se ele parecia mais ameaçador com os óculos ou sem estes; o brilho alaranjado de suas íris carmesim queimava.- Shadow deve ter planos melhores para a Herdeira dos Lindberg, afinal eles são o grande alvo, não? E você é apenas um garoto de recados.

Ele parecia falar como se conhecesse as motivações de Shadow, justamente a pessoa que todos ali buscavam saber o mínimo que fosse a respeito. Talvez Beyond tivesse feito sua própria pesquisa, o que provavelmente acarretaria numa pequena discussão com Nymeria mais tarde, afinal o acordo foi que trabalhassem inteiramente juntos naquela investigação...
Ou talvez ele estivesse blefando. Nunca dava para saber.


- Então seja rápido e dê seu recado... aí quem sabe eu o deixe viver quando sairmos daqui.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Dom Dez 10, 2017 1:48 am

( Se preocupe não =) )

- Ah claro, é mais fácil eu ganhar na loteria do que você me obedecer - Falou Lennart, revirando seus olhos no processo. Na opinião do assassino, Beyond era caótico demais e era um verdadeiro milagre ele estar trabalhando em grupo. Sem falar que os constantes comentários sarcásticos o lembrava de Joshua, uma de suas personalidades, um homem homossexual com mais de 40 anos de idade que adorava em fazer uso do sarcasmo. Porém, com o advento de Eurus, Joshua, junto com as mais de 20 outras personalidades de Lennart, sumiu - Pois é, eu esperava um pouco mais de resistência, mas não tive a oportunidade de usar.

Lennart moveu-se apenas um segundo atrás de Nymeria, seu fuzil apontado direto para a cabeça do outro homem, porém como estava claramente atrasado o assassino não ousou puxar o gatilho, tinha a sensação de que quando fosse fazê-lo, o outro homem dispararia acarretando na morte de sua mestra. Se fosse Eurus ali, ele teria disparado. Céus, ele teria disparo incontáveis vezes mesmo que isso trouxesse o fim para Nymeria. Por mais que tivesse jurado fidelidade a Nymeria, a vigésima personalidade de Lennart apenas o fizera para garantir que teria alvos para suas balas.


- Céus a falta que o SE faz... - Murmurou Lennart, mais para si mesmo do que para os outros. Ali estava um termo que com certeza ninguém ali tinha ouvido falar, afinal de contas aquilo se tratava de um equipamento utilizado unicamente pelo Líder dos Treze Fúrias e o que realmente era não era de conhecimento de ninguém que não fosse um membro dos Treze Fúrias. Ou um membro do Esquadrão, o grupo que estava diretamente abaixo do Imortal - Muito bem, fale logo o que quer e seja rápido, não creio que vá querer me dar o prazer de perfurar seu crânio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Seg Dez 11, 2017 2:14 pm

Nymeria estava se controlando para não mover a espada. Apesar do fato de estar numa situação em que era forçada a passividade, e de tal coisa irritá-la extremamente, aquele cara tinha ido até ali por alguma razão. Não era qualquer um que conseguia encostar um cano fumegante em sua testa, assim como não era qualquer um que saía vivo depois de tal ousadia.
De fato, aquela pessoa havia atirado recentemente com a pistola, porque ele mantinha-se quente, o que acarretaria numa queimadura. Só a ideia de um ferimento tão a vista, feito por distração da parte dela própria (muito embora nenhum dos outros dois tivessem notado a aproximação do outro) ou da qualidade de treinamento do homem, já era o suficiente para fazê-la ranger os dentes de descontentamento.


- Nossa... vocês invadem nosso território e agem de forma tão desagradável, nunca ensinaram-lhes a serem bons hóspedes?
- Que tal parar de falar baboseiras e ir direto ao ponto?  Ou eu farei questão de calá-lo, independente do que for acontecer ao meu cérebro depois.
- Bem... não é como se você fosse realmente tão importante para nós viva. Ou morta. - o homem deu de ombros, um sorriso astuto cruzando seus lábios. - Veja bem, senhorita Nym. E Companhia, é claro... Você não é nosso alvo primário, mas se continuar a se intrometer nos nossos assuntos, não vamos hesitar um minuto sequer em dar cabo de sua vida. Pode até ser um pequeno gênio e ter as pessoas mais capacitadas ao seu redor, mas não vai querer continuar comprando a briga de seu pai.

Houve uma leve movimentação da espada de Nym, ao passo que a pistola pressionou sua testa ainda mais.

- Você não sabe de nada.
- E você, sabe? - ele riu. - Você apenas acha que sabe. Acredite quando digo que é vantagem para ti manter as coisas como estão. Afinal de contas, sua intenção é matar o líder atual da família, certo?

Como ele soube?

Só havia uma pessoa para a qual tinha admitido suas verdadeiras intenções, nem mesmo Lennart sabia ou desconfiava delas. Essa pessoa fora Beyond Darkness, mas ela duvidava totalmente de que ele tivesse dividido aquela informação com o inimigo. Aquilo poderia significar que estava sendo vigiada... ou que alguém que a conhecia muito bem estava envolvido com Shadow.
Nymeria não gostara de nenhuma das duas opções.


- Não é da sua conta.
- Mas é claro que é... porque se você continuar vai descobrir coisas que nem mesmo uma criança anormal como tu é capaz de lidar. Então, retire seus pequenos reforços da cidade, volte para sua sede e fique lá, esperando pelo Grand Finale.
- Creio que terei de recusar. - a espada se moveu mais um milímetro. - Uma afronta contra os Lindbergs é uma afronta a mim. Além disso, se alguém for derrubar meu pai, essa pessoa será eu. Então sugiro que saiam do meu caminho.

O homem pareceu perceber a sutil movimentação. Porém, em vez de atirar, ele recuou a tempo de evitar o primeiro golpe da espada, ganhando distância e agilmente escapando de quaisquer outros tiros que viessem de Beyond ou de Len. Era realmente muito rápido e habilidoso, aquele deveria ser um dos generais de Shadow ou algo que o valesse.

- Não vai fugir de mim. - Nym rosnou, mirando com a espada sem fio e atirando-a, visando acertar a parte inferior das costas do rival, e errando por muito pouco. A pistola que ele usara para ameaçá-la caíra na fuga e a garota capturou-a rapidamente, fazendo mira mais uma vez.

Ele já havia saído de seu campo de visão,tendo atravessado o último ambiente e deixado a porta de saída do local escancarada. Nesse exato instante um clique ocorreu no seu cérebro, aquela sensação de que esquecera de algo absolutamente importante por um milésimo de segundo.
Então, a bomba explodiu na sala de controle.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beyond Darkness
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 38
Localização : Los Angeles | Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Casull 454 | Jackal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qua Dez 13, 2017 6:37 pm

B manteve-se estagnado, o dedo no gatilho e a mira certa, mas ainda assim aquilo não era suficiente naquela situação. A conversa que se discorreu entre a menina e tal homem fizera-o erguer uma sobrancelha em algum momento, logo que o outro revelou de maneira tão pérvia a meta quase vital de Nymeria Lindberg. É claro que Beyond, muito particularmente, já compartilhava daquela informação há algum tempo e ele observou a desconfiança se estampar na face da Lindberg com um certo receio. Ele definitivamente não precisava que as palavras de Alessa "B vai trair você na primeira oportunidade que tiver" voltassem a rondar a cabeça de Nym, por mais que tivesse visto a reação nada preocupada dela se aquele fosse um caso em consideração. Ainda assim, ele sabia que, apesar das circunstâncias, sua lealdade à princesa estava, diga-se de passagem, mais do que provada, fossem por seus gestos ou palavras anteriores e provavelmente ela pensaria duas vezes antes de imaginar que o Darkness havia abrido o bico para o inimigo. Aquilo simplesmente não era algo de seu feitio.

- Adivinhe só?- ele alargou o sorriso.- Que merda de recardo.

Assim que divisou o pretenso ataque de Nymeria, a Casull 454 foi disparada. Sem êxito. Os tiros seguintes se mostraram igualmente inúteis, mesmo que as capsulas de pólvora em sua arma se dividissem em muitas, aquele homem teve sucesso em evitar todas elas. Beyond desistiu logo, vendo que era em vão, observando a Lindberg então agarrar a arma do inimigo e mirar...
E, no mesmo momento que ela arregalou os olhos, B também o fez.
O chão tremeu abaixo deles e pareceu até mesmo aquecer.
O sorriso no rosto de B vacilou.
Ele deu um giro, puxando Lennart pela gola de suas vestes quando uma porta do corredor explodiu bem ao lado deste e a placa saiu voando. O assassino da Casa provavelmente teria cuidado devidamente bem daquilo sozinho, é claro, mas talvez o Darkness tivesse um instinto mais protetor do que se poderia imaginar.
Com o puxão, ele uniu mais o grupo e apontou a Casull para cima, atirando contra uma tubulação exposta que derrubou água fria por cima deles. Daquela forma, eles não teriam tanto fogo em suas vestes, pele ou cabelo com o que B estava prestes a fazer.
No segundo seguinte, ele empurrou ambos para frente assim que outra das muitas portas de ferro do corredor foi lançada para frente, o que fez B dar um passo para trás, assistindo o ferro quente passar cortando pelo meio do grupo, a centímetros da ponta de seu nariz.

- VÃO!- ele vociferou para Nymeria e Lennart, já que havia sido forçado a ficar um tanto para trás.

Naquele instante, o corredor em que estavam foi completamente iluminado com um clarão que arrancou a porta por onde haviam passado. As janelas pipocaram sincronicamente, rechaçando cacos de vidro para todos os lados enquanto a explosão irrompia pelo âmbito como se fosse um abluvião chegando muito, muito perto.


Tudo indicava que o fogo os alcançaria antes que pudessem passar pela porta final. As colunas que antes cercavam o corredor se desmanchavam e ruíam em meros sedimentos que se espalhavam pelo ar como poeira, lançando pedras de concreto nos mais aleatórios rumos, empurrando os próximos pilares como uma frágil fileira de dominós. O teto de toda a estrutura derrocava impetuosamente como se fosse uma grande lona, caindo por cima dos escombros e fazendo tudo sacudir. O que antes era estrutura ao redor deles agora virava pó e o ar era repleto de obstáculos que eram atirados em todas as direções.
Beyond correu em direção a saída, os pés rapidamente começando a flutuar no ar com um salto que o fez desviar de mais um objeto em chamas e ele inclinou, a sola de seus sapatos alcançou a parede, acelerando sobre esta enquanto a mesma se desfazia atrás de cada passo seu.


Ele saltou, girando no ar e apontou sua Casull 454 para um último disparo. Lennart havia evitado este tipo de interação com sua munição incendiária o tempo todo.
Para B, naquele momento, aquilo era a solução. Então ele sorriu, abertamente.
Sentia o fogo alcançando suas costas, queimando seu sobretudo vermelho. Mas ele atirou.
O tiro atingiu um galão de combustível que estava localizado apenas alguns metros antes da saída, e Nymeria e Lennart deveriam estar acabando de passar por tal objeto.


Ao provocar uma nova explosão, tão perto e tão potente, a onda de choque que irradiou daquilo foi suficiente para empurrar com força ambos, princesa e seu segurança, para fora da base como se fossem cuspidos e ainda anular, por meros segundos, o fogo maior que avançou, cobrindo tudo. Eles não sofreriam queimaduras tão graves, afinal, estavam úmidos pela água.
Um barulho sônico reverberou ao mesmo tempo que um lampejo cortou o azul do céu, e toda a base de Shadow foi abaixo, consumida.
A última coisa que voou para fora da explosão foi a Casull 454... com a mão enluvada de Beyond completamente ensaguentada, partida bem no pulso, empapando de vermelho O Olho de Hermes e seus dedos ainda firmes no cano da arma completamente descarregada.
Aquele era o único rastro do Darkness.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qua Dez 13, 2017 7:27 pm

- Sério mesmo? - Ele perguntou, assim que o homem parou de falar e ao mesmo tempo que B, ele proferiu - Que merda de recado - Então suas sobrancelhas subiram levemente - Ah, ótimo, agora eu estou concordando com o fóssil. Viu só o que você me fez fazer?

Então, a katana de Nymeria cantou e Lennart puxou o gatilho. Se antes ele estava buscando minimizar os danos e evitar uma explosão com sua munição incendiária, agora ele simplesmente gastava sua munição tão preciosa, tão cara, contra o homem conforme ele fugia. Uma ação inútil e um desperdício de bala, porém pelo menos aquele som ensurdecedor de sua Taran Tactical TR-1 sendo disparada era bom. Céus, aquilo era bom. Poderia ser um incômodo para os demais, porém Lennart gostava de ouvir sua arma sendo disparada, ver conforme os projéteis cortavam o ar e queimavam qualquer superfície que tocavam. A bomba explodiu. Claro, ele tinha que esquecer da coisa mais importante ali. Considerando que a cadência de tiro de seu fuzil era mais alto do que o de uma pistola, ele poderia ter disparado contra o homem na primeira oportunidade e assim não teriam que se preocupar com tudo aquilo, porém sua mente estava em Nymeria, simplesmente não podia se dar o luxo de arriscar a vida dela.

Portanto, quando foi empurrado por Beyond, ele soltou sua arma e segurou Nymeria pelo braço puxando ela pelo corredor com velocidade, ele não podia deixar que ela fosse ferida. Sua mão livre segurava sua SigSauer P320 modificada, pronta para disparar em qualquer coisa que se movesse. Ele sabia que em momentos como aqueles, os inimigos fariam qualquer coisa para arrastá-los junto com eles, mas ele certamente não permitiria isso. Mesmo que não houvesse sinal de inimigos, os olhos de Lennart estavam atentos. O som era ainda maior do que o seu fuzil, provocando aquele tão famoso som agudo que os filmes adoram usar para tudo. Conforme corria, ele olhou para trás apenas para ver B disparando contra o galão de combustível. A ideia dele funcionou e foram arremessados para o lado de fora daquele local, com Lennart sendo obrigado a soltar Nymeria pela onda de choque. O assassino caiu no chão rolando e levantou-se, segurando sua pistola e apontando-a para frente, em busca de um inimigo.

- Merda, merda, merda. Senhorita, está bem? - Perguntou, ainda olhando para frente, conforme a arma de Beyond parava perto de seus pés, com a mão ainda presa. Xingou mais um pouco e pegou a arma, deixando que a mão decepada dele caísse contra o chão. Havia algo dentro de Lennart que insistia que ele não havia morrido, mas o mundo não seria tão legal assim. Ele teria que entregar aquela arma para Alessa - Puta que pariu.

Momentos antes da explosão...

- Onde o senhor quer que eu pouse? - Questionou Johnny, o tão fiel piloto da Casa. Ele era um bom soldado, e um bom piloto, sempre dedicado a John. Podia ter até mesmo alguns problemas aqui e ali, mas no geral, era um bom garoto e um amigo de David.



Acendeu um charuto, ganhara esse costume com The Joy, ela gostava de fumar porém nunca na frente de seus soldados. Mas John nunca fora só mais um soldado, era seu aprendiz, quase como um filho para ela. Tragou profundamente e retirou o charuto de sua boca, soltando a fumaça logo em seguida. Pela janela do helicóptero, ele pôde observar uma enorme explosão e precisou piscar seu único olho bom, abrindo um pequeno sorriso logo em seguida.

- Pode ser aqui mesmo, eu já sei onde o Lennart está - Dito isso, ele levantou-se e foi até uma moto que havia ali, uma Harley Davidson 883 preta, como uma moto como aquelas deve ser - Kept you waiting, huh?*


* Tradução para a Ame: Deixei você me esperando, huh?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Dez 14, 2017 12:18 am

(Obrigada <3)


A expressão de Nymeria quando a explosão ocorreu era algo entre o choque e a irritação por esquecer de algo tão óbvio. Seus olhos desiguais naturalmente voltaram-se para seus dois parceiros e um arrepio percorreu sua espinha quando a porta quase acertou Lennart, este sendo logo tirado do caminho por Beyond. A hesitação então sumiu. A voz do Darkness atingiu seus ouvidos e a mão de seu próprio guarda-costas seu fino braço, puxando-a, e ela foi forçada a tomar uma atitude. A mais inteligente, é claro... correr.

Havia ainda mais água sobre ela, o que tornaria suas queimaduras praticamente mínimas. Entretanto, ela não conseguiu desviar de toda a chuva de estilhaços, vidro e outras coisas não identificadas que caíram sobre ela. Mas Nym estava praticamente anestesiada pela adrenalina, e sequer sentia os cortes que abriam-se na pele clara. Sua espada afiada já havia sido embainhada e a pistola do homem mirava a frente caso precisasse atirar.

Verdade seja dita, num primeiro momento ela não se preocupou com Beyond. Sua atenção só voltou-se para ele quando o fogo estava quase lambendo-a e ela olhou por cima do ombro, bem a tempo de vê-lo usar a última bala para...
Salvá-la?

Enquanto seu corpo era atirado para frente pela onda da segunda explosão, fazendo-a cair de mal jeito no chão e causando uma torção justamente em seu pulso direito, aquele pensamento martelou em sua cabeça. Não era possível. Aquilo não fazia sentido. Havia algo... errado. A adrenalina começou a parar de circular, embora sua respiração continuasse descompassada. Ela esforçou-se para sentar-se, o pulso reclamando do peso deixado sobre ele e os inúmeros arranhões recém adquiridos queimando como se tivessem sido atingidos, cada um, pelo inferno. As pontinhas de seus cabelos haviam chamuscado um pouco, e sua testa, anteriormente queimada pela pistola do desconhecido, parecia o que incomodava mais.

Os olhos desiguais pararam em Lennart, e depois no fogo que lambia a base, como se esperasse que algo mais sairia dali. Mesmo que fosse impossível. Mas então, ela desceu um pouco mais eles e deparou-se com a Casull 454. E a mão que a segurava.
Sem um corpo do outro lado.

Não é que Nymeria fosse apegada a Beyond tanto assim. Não... eles trocavam palavras ácidas a todo momento, ridicularizavam um ao outro e entravam em jogos mentais longos que pareciam nunca ter fim.
Mas, olhando por outro ângulo, Beyond Darkness fora a primeira pessoa que olhara para ela e não vira simplesmente uma criança mimada em busca de uma vingança vazia. Ele estava ciente de sua capacidade, e jamais duvidara dela.


- Estou. E você? - foi tudo o que disse, muito embora não estivesse, não realmente. Talvez se contentasse com o fato de continuar viva, já que seu orgulho fora jogado na vala e acabara de perder um de seus cães.
Um cão emprestado, mas ainda assim, fiel (de seu jeito), a ela.
Talvez aquilo de se preocupar com seus subordinados fosse uma fraqueza. Talvez fosse algum tipo de força. Nymeria não gritou, não chorou... havia um corte abaixo de seu olho direito, tão próximo dos cílios inferiores que parecia vertes lágrimas de sangue, mas ela não derramou sequer uma lágrima após ver Lennart capturar a pistola e guardá-la.

Ela sempre acreditara que o cão dos Darkness tinha algo de escuro por si só, algo de sobrenatural que poderia facilmente erguê-lo do túmulo. É claro que coisas assim não existiam nesse mundo. Pelo menos, ela própria nunca vira. Os mortos estavam mortos, e não havia nada a fazer por eles. Fora assim com várias pessoas que matara. Fora assim com cada parceiro que vira morrer.
Fora assim com sua mãe.
Ninguém sobrevive a um tiro na cabeça.
Ninguém sobrevive a uma explosão em um lugar fechado.
E, certamente, mortos não voltavam a vida.
Essa era a única verdade que achava absoluta.

Nymeria movimentou-se lentamente, pondo-se de pé. Ela subiu as palmas das mãos e uniu-as em frente ao rosto, fechando momentaneamente os olhos e vergando um pouco a cabeça, como se fosse uma singela saudação ou algum tipo de agradecimento. Mesmo que isso fosse feito apenas para uma mão, parecia-lhe melhor que nada. Ela escondeu gradativamente as nuances de tristeza das quais não conhecia a procedência em algum canto de sua alma, para que fossem acessadas apenas quando estivesse segura, assim como Lennart. Então, reabriu os olhos e baixou as mãos novamente, uma indo para o cinto, onde prendera a arma do homem que ajudara a acarretar aquela catástrofe. Ela abriu-a, observando seu tambor, e atirando-a com raiva para um dos lados em seguida.


- Filho da puta.

Estava vazia.
Nem uma maldita bala.
E Nymeria sabia que não chegara sequer a atirar.
Ela ergueu a cabeça e moveu um passo na direção de Lennart, percebendo que estavam cercados novamente. Vários pontinhos vermelhos miravam na testa e peito dos dois. Um sorriso lento desenhou-se em sua face, quando voltava a desembainhar a espada que lhe restara, sendo forçada a segurá-la com a mão esquerda, já que seu braço direito estava inutilizável no momento.


- Eu sugiro que atirem pra matar... por que se não eu vou degolar cada um de vocês.

Se ela sabia que havia reforços a caminho?
Não fazia a menor ideia.
Ainda que Sigmund tivesse afirmado algo do tipo, que um amigo de Lennart chegaria em breve, ela não poderia saber que seria naquele momento.
Mas seus olhos desiguais eram um vislumbre do inferno e do paraíso.
E eram ferozes como os de um animal selvagem prestes a estraçalhar sua presa.
Independente dos machucados recentes, Nymeria Lindberg não parecia estar acuada.
Na verdade...
Parecia prestes a desencadear a fúria de uma herdeira da máfia sobre aquela dezena de pessoas que ousavam mirar contra ela e seu cão.
Ela já perdera um servo naquele dia.
Não perderia mais um.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Dez 14, 2017 4:17 pm

A adrenalina ainda invadia a corrente sanguínea de Lennart, ele não sentia a dor causada pelo impacto contra o chão, logo após ter sido jogado para fora do local. Seu ombro havia se deslocado e rapidamente o assassino o colocou no lugar, o som sendo sobressaindo-se no local. Seus sentidos estavam acelerados, portanto não foi nenhuma surpresa para ele quanto notou que havia pontos vermelhos em seu corpo. Ele podia vê-los na distância, mas não ousava fazer um movimento que fosse. Não podia arriscar perder Nymeria ali, não depois de B ter se sacrificado para salvar a vida dela. Ergueu uma de suas mãos lentamente, ainda segurando a arma de Beyond. A outra estava ensanguentada, possivelmente por um corte. Não doía e não estava imóvel, porém esta era a imagem que ele passava para todos.

Seus olhos estavam fechados, ele precisava raciocinar sobre aquilo. Tinha que ter alguma maneira de eliminar seus inimigos e retirar Nymeria daquele local. Sua respiração estava acelerada, porém tudo se passava em câmera lenta para ele. Ele conseguia sentir o calor nas suas costas, da construção que ainda estava em chamas devido a explosão. Era como se ele sentisse cada ponto vermelho que estava em seu corpo, ele era capaz de acompanhar os feixes de luz vermelha indo até seus donos. Ele sabia onde eles estavam. Sua mão que ele fingia estar ferida estava levemente escondida atrás de seu corpo, segurando uma granada de luz. Então, ele abriu seus olhos.


Lennart teria que agradecer John depois, por mais que não soubesse que ele estava ali naquele momento. Pois um dos feixes de luz que estava grudado na cabeça de Nymeria subiu antes de desaparecer completamente. Tudo ocorria em câmera lenta. No momento que ele viu o risco vermelho subir, ele puxou o pino da granada e soltou-o para cima. Guardou a arma de Beyond dentro de seu sobretudo e começou a correr na direção de Nymeria, saltando e levando a garota junto consigo para trás de algumas paletas repletas de caixas. Ele caiu em cima dela e rapidamente levantou-se novamente. Nymeria poderia notar pela expressão do rapaz. Seu sangue era frio como o gelo e sua expressão lembrava muito a neutralidade normalmente demonstrada por Nymeria. Ele levantou-se rapidamente e, segurando sua própria pistola, disparou contra um dos inimigos do qual havia memorizado a posição. O feixe de luz subiu como aquele de momentos atrás e desapareceu. E Lennart voltou para sua cobertura.


Quanto a John... bem. Seria impossível encontrá-lo. Ele utilizava a tecnologia desenvolvida pela Casa. Tirando vantagem plena da OctoCamo, ele era quase como uma camaleão, misturando-se ao ambiente. Ele não trazia armas consigo, mas mesmo que tivesse, elas estariam equipadas com a mesma tecnologia que sua roupa e capuz. Ele era verdadeiramente invisível.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Dez 14, 2017 5:39 pm

Nym fora trazida de volta daquele estado ressentido pela ação de Len ao atirar a granada de luz para cima. Ela deixou-se ser puxada por ele até o ponto seguro recém-encontrado, encarando-o por um curto período de tempo. Olhos frios. Estava mais neutro do que ela, isso era praticamente patético, mas não tinha jeito. Alguma coisa havia elevado a ira dela a um ponto sem retorno, e ao menos que ela passasse a espada por alguém, aquela sensação não passaria.

Mas ela estava totalmente sob controle de si mesma, é claro. Não era burra, nem uma suicida. A garota movimentou algumas vezes o pulso torcido, chegando a conclusão que não bastaria simplesmente colocá-lo no lugar, como Lennart fizera com o próprio ombro. Seus olhos correram ao redor deparando-se com um dos cadáveres que tinham feito quando chegaram ao local, um tempo antes. Ela estendeu a mão para capturar o boné que este usava - felizmente limpo - e forçou a mão ruim para enrolar seus longos cabelos em um coque, colocando o adereço em seguida.


- Me dê seu casaco. - ela disse a Lennart, estendendo a mão para pegá-lo, acabando por levá-lo de qualquer forma, por entendimento dele ou insistência dela. Após vesti-lo, esgueirou-se para trás, tentando ficar fora da vista dos atiradores anteriores, considerando o fato de que sabia onde alguns estavam. - Me dê cobertura.

Ela avançou cautelosamente, poderia não ser um camaleão como John, mas seu andar não provocava ruído e sua movimentação era cuidadosa. Nym contornou até o homem mais próximo e degolou-o rapidamente usando sua espada, adiantando-se para atacar um segundo que estava próximo. A cabeça deste também rolou, mas outro agente viu-a a tempo e ela precisou rolar e esconder-se atrás de um carro que estava estacionado ali ja fazia um tempo.

Podiam até chamá-la de imprudente, mas Nym jamais admitia que fizessem o trabalho todo em seu lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Dez 14, 2017 7:01 pm

Seria idiotice atirar com seu fuzil naquele momento, a munição incendiária só iria atrapalhar ao invés de ajudá-lo de fato. Retirou seu casaco com velocidade e o passou para Nymeria, por baixo só usava uma camiseta branca que estava com manchas vermelhas devido ao seu sangue, provindas de ferimentos causados pela explosão. Por cima desta, um colete á prova de balas. Vale notar que nenhum colete é realmente á prova de balas, ele só é resistente, mas todos em algum momento falham. Lennart não havia sofrido ferimentos de nenhum tipo de bala, logo estava bem seguro para o caso de ser atingido. Levantou-se, escorando as suas costas com as caixas e deixou com que o pente de sua arma fosse ao chão, e rapidamente colocando outro logo em seguida.


Assim que Nymeria começou a mover-se, Lennart deu as caras e apontou sua arma para frente, com apenas uma das mãos, enquanto a outra matinha seu fuzil firme contra seu corpo. Foram realizados, inicialmente, três disparos, um deles de aviso e outros dois visados para atingir um dos inimigos cuja mira caíra sobre Lennart. Obviamente ele não teve nem a oportunidade de atirar, uma vez que Lennart foi infinitamente mais rápido do que ele.



John, por sua vez, só iria se revelar para eliminar os últimos inimigos. Utilizando uma das armas que ele roubara deles, e a usando de um modo que seu único olho bom pudesse ser usado para ajudar a mirar, ele abriria uma tempestade de balas contra os inimigos, gastando todo o pente de uma só vez. Porém, o coice da arma perante ele era como se não fosse nada e cada uma das 30 balas disparadas iria atingir um alvo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Dez 14, 2017 10:17 pm

Nymeria esperou os disparos pararem de pipocar contra a carcaça do carro e rolou mais uma vez, sua espada cortando o ar para cravar-se profundamente na testa do homem que tentava acertá-la. Era possível ver que, apesar de se especializar em suas lâminas de curto alcance, Nym possuía uma ótima mira, já que acertava noventa por cento das vezes os alvos que mirava a distância. Uma pessoa normal admitiria que aquela garota deveria andar com armas de fogo preparadas, mas só quem a vira em ação perceberia o quanto sua habilidade com as espadas tornava o obstáculo de distância fácil de transpor.

É claro, as vezes ocorriam erros de cálculo ou situações que Nym era forçada a recuar e esperar pacientemente por uma abertura. Esta era um delas, felizmente uma fácil de contornar. A garota disparou bem próxima ao chão para recuperar a arma e viu quando outro oponente moveu-se em direção a seu campo de visão. A cabeça dele foi ao chão quase que no mesmo instante em que uma salva de tiros atingiu o restante dos capangas vivos, acabando com eles em um micro-segundo. Só quando eles pararam, Nymeria soergueu o corpo novamente, os olhos a procura da pessoa que os ajudara - já que ficara claro que aqueles disparos não tinham vindo do lado de Lennart.


- Quem está ai? - ela perguntou, num tom médio, posicionando sua espada de maneira que pudesse defender se sofresse algum tipo de ataque. Apesar da ideia de defender um tiro com uma espada parecer um tanto quanto ridícula, nunca era bom subestimar demais Nym.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Qui Dez 14, 2017 10:41 pm

Quando os tiros cessaram, a mão de Lennart subiu, desta vez segurando seu fuzil. Se conseguira acabar com todos aqueles capangas de uma só vez, certamente era alguém habilidoso e a guarda de Lennart não podia ficar baixa, não naquele momento. Ele caminhou lentamente, sabendo que poderia ser atingido a qualquer momento, porém isto não aconteceu. Na distância, conforme a poeira baixava, ele pôde ver o homem que se aproximava e sua arma abaixou-se completamente, ao mesmo momento que um sorriso estampava o seu rosto. Ele caminhou até o homem e parou na frente dele, batendo continência.

- Diga... vamos lá, diga as palavras - Falou Lennart, para John.

- Kept you waiting, huh? - Sorriu-lhe John, pousando sua mão no ombro de Lennart.

Nymeria poderia notar o claro respeito que havia de Lennart para John e vice-versa. Ela também reconheceria aquele homem. Era impossível não reconhecê-lo, estando envolvida com a máfia. John era um soldado lendário e seus feitos pareciam ter saído de lendas. A habilidade do homem era suprema em um campo de batalha. Poderia-se dizer que aquele homem era o selo de qualidade da Casa, ele era uma das pessoas que garantia que os assassinos fossem os melhores do mundo.

- É um prazer conhecê-la, Lady Nymeria - Falou John, seu único olho bom voltando-se para ela.

John ( Big Boss ):
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 15, 2017 12:03 am

Nym olhou atentamente para aqueles dois e deixou um suspiro de alívio escapar, enquanto guardava a espada na bainha novamente e levava a mão com o pulso detonado ao peito. Não parecia haver mais nenhum inimigo por perto, e o homem que acabara com os últimos capangas era conhecido de Lennart. Ou melhor... parecia ser o mesmo cara do qual Sigmund falara mais cedo.

- Graças a deus não é outro maníaco. - ela murmurou, um tanto quanto alto demais, então fez uma mesura com a cabeça. - O prazer é meu... John.

Era claro que ela o conhecia. Quem estivesse na máfia e não o conhecesse só poderia ser considerado uma isca viva ou de baixíssimo escalão. Não era de seu feitio agradecer sempre,
mas Nym possuía bom senso. Então, ela movimentou mecanicamente a mão boa num gesto que abrangia o local.


- Obrigada pela ajuda, estávamos mesmo... numa situação um tanto quanto preocupante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 15, 2017 12:29 am

John deu uma breve risada com o comentário de Nymeria, não parecendo ficar ofendido por ele. Para John estar ali, o assunto deveria ser extremamente importante. Das raras vezes que deixava a Casa, era sabido que a presença dele era requirida em um alguma missão da mais extrema dificuldade, onde as chances de sair vivo eram mínimas. Isto é, para qualquer soldado. Quando John Doe era enviado para uma missão, era mais do que garantido que ele fosse sair dela vivo, e sem o menor arranhão. Era um fato conhecido de que ele costumava invadir as bases mais bem protegidas do mundo e sair delas sem nem ao menos ser notado. Isso poderia até ser creditado ao fato da tecnologia da Casa ser capaz de  deixar alguém invisível. Mas John raramente usava a OctoCamo.

- Eu notei. Me foi informado que havia mais alguém com vocês - Falou John, voltando seu olhar para Lennart.

- Ah, bom - Lennart apontou para a mão decepada de B - Foi o que restou dele.

- Baixas em uma missão como essa? - Seu olho esquerdo apertou-se lentamente - Algum imprevisto?

- Uma bomba e a aparição de um inimigo... melhor que o resto - Contou o assassino - Ficamos em uma posição onde se tivéssemos tentado reagir, algum de nós sairia morto.

John suspirou - Você já não é meu aprendiz, mas quero os detalhes dessa missão depois. Nada que a senhorita não deseje que eu saiba, é claro - Falou, olhando para Nymeria. Em seguida, ele colocou a mão no bolso e puxou de dentro dele um tapa-olho metálico, passando-o para Lennart - Aqui, acho que você sentiu falta dele.

- Ah sim, teria ajudado hoje - Falou Lennart, passando as mãos pelo SE. Seu nome completo era Solid Eye, e era uma tecnologia desenvolvida pela Casa, possuindo visão noturna, visão termal, visão infra-vermelha, também servia como uma espécie de binóculo, podendo aproximar e afastar a imagem a qualquer momento. Era capaz de marcar inimigos e mantê-los registrados em um radar, que seguia-os a todo momento. Lennart o colocou sobre seu olho esquerdo.

Solid Eye:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 15, 2017 10:36 am

Nymeria seguiu a mão de Lennart quando este apontou para o que sobrara de B e fez uma careta. Não apenas pelos sentimentos conflitantes que tinha quanto a morte dele, mas também da dor de cabeça que seria quando Alessa descobrisse. Puta que pariu... seria o inferno na terra. Nym desviou o olhar do membro decepado, tentando afastar assim o mau estar que havia crescido dentro dela nos últimos minutos.

Não respondeu as perguntas de John, afinal Lennart já estava fazendo-o por ela e sentia sua boca seca. Passando totalmente a adrenalina, seus cortes incomodavam ainda mais. Nym passou com força a mão boa naquele que estava abaixo do olho, tentando limpar o rastro de sangue dramático, similar a lágrimas rubras. O que conseguiu foi manchar ainda mais o rosto de vermelho.
Céus. Ela precisava urgentemente de um banho.
E de muitas outras coisas também. Sua boca só foi abrir-se novamente quando o homem pareceu dirigir-se exclusivamente para si.


- Eu não me importo. Falem sobre o que quiserem, não é como se você fizesse parte dos inimigos ou de qualquer idiota que esteja tentando me matar.

Ela balançou suavemente a mão esquerda e apoiou a outra dentro do casaco, os olhos desiguais pairando sobre o aparelho que acabara de ser entregue a Lennart. Não precisava ser um gênio para prever o que ele fazia. Aquilo realmente teria sido útil na missão, mas fazer o que?

A garota deixou-se cair sentada em um amontoado de entulho, arrancou o boné de sua cabeça e buscou em suas vestes um único pirulito de cereja, desembrulhando-o e colocando-o na boca com certo alívio. Parecia um fumante inveterado que não via cigarros a séculos.


- Quando acabarem, podemos ir. Não há nada para se encontrar aqui mais. De qualquer forma, a única pista que temos é sobre o tal membro da família Kurotsuno que está a caminho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 15, 2017 12:11 pm

Ele poderia notar que o HUD era ativado, ele estava incompleto, afinal de contas as nano-machines que fariam com que a saúde de Lennart aparecesse estavam desativados. Teria que pedir para Otacon ativá-los depois. Porém o resto das partes do Solid Eye estavam ativos, todas as pessoas perto de Lennart estavam sendo marcadas. Qualquer inimigo que estivesse por perto seria notado pelo rapaz. Até mesmo a OctoCamo tinha dificuldade de escapar do Solid Eye.

Voltou seu rosto para Nymeria quando a mesma falou e assentiu, já não tinham mais o que fazer ali. A missão tinha acabado, haviam perdido B no processo e todas as informações que haviam no computador. Por mais que tivessem lido e memorizado, era sempre melhor ter algo físico  para poder rever algo que pudessem ter deixado passar. John levou suas mãos ao ouvido e assentiu lentamente, voltando seu olhar para os dois.


- Johnny está trazendo o carro, mais um pouco e ele deve chegar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nymeria Lindberg
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 244
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Espada

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 15, 2017 12:59 pm

Espero que não demore.

Ela simplesmente pensou, mas não disse. As dores estavam começando a incomodar. Encostando seu corpo contra a parede atrás de si, mergulhou mais uma vez em pensamentos, os olhos desiguais lentamente se fechando por conta do cansaço físico e mental. Seu corpo deu um sutil salto quando ela adormeceu por um micro-segundo e quase deixou o pirulito escorregar de sua boca - o que seria melhor que engasgar-se com o mesmo.
Ela endireitou o doce por entre os lábios e cruzou os braços, movimentando sua atenção para os dois homens.
Uma pontinha de inveja surgiu quando lembrou-se da última vez que fora tratada com aquele carinho por um mentor. No caso, uma mentora. Mas era melhor do que adormecer mais uma vez.


- Como chegou até nós?

Preferia não pensar demais nas coisas, evitando assim de ter algo muito próximo a uma crise de ansiedade. Sua intenção de matar o pai havia sido revelada para seu guarda-costas e para a nata da organização de Shadow. Aquilo não podia ser bom. Nymeria ainda tinha esperanças que Lennart estivesse, como sempre, pouco se lixando para aquilo, mas os inimigos certamente usariam aquela informação contra ela. Já podia prever as sugestões de sociedade que teria de recusar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennart Eurus
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 25/09/2017
Idade : 18
Localização : Windfall City

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um belo de um arsenal

MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   Sex Dez 15, 2017 1:11 pm

- Ah, simples. Eu vi a explosão, então eu vim para cá.

Nymeria estava correta em seu pensamento, Lennart estava pouco se lixando para o fato de ela desejar matar o próprio pai. Na verdade, ele achava interessante o fato de não ter notado isso, mesmo com várias pistas estando ali, no aberto. Passaram-se alguns minutos, e era possível ver na rua um Cadillac Fleetwood aproximando-se. Ele era preto e certamente antigo, porém Lennart conhecia muito bem aquele carro e sabia do que ele era capaz. Somente a carapaça era antiga, e muito bem cuidada, por dentro o carro era completamente modificado para ser um verdadeiro demônio no asfalto. Além de ser á prova de balas.

Cadillac Fleetwood:
 

- E aí está a carona - Falou Lennart, do lado de dentro estava Johnny, o piloto e motorista oficial da Casa - Hey, Johnny.

Lennart abriu a porta para Nymeria, enquanto John andava para entrar no lado do carona.

Johnny:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Recanto da Nymeria   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Recanto da Nymeria
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Windfall City :: Dormitórios :: Dormitório Feminino-
Ir para: