A place so full of mystery is just a puzzle to be solved
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Corredores

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 23/07/2017

MensagemAssunto: Corredores   Seg Jul 24, 2017 12:47 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://windfall.forumeiros.com
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 12, 2018 2:15 am

Permita-me o direito à uma pergunta. O que é uma pessoa forte? A força não é facilmente definida, pois ela não é algo natural do singular, mas sim do plural. Quanto mais pessoas alguém conhece, mais forte ela se torna, as amizades se tornam um impulso para que a pessoa jamais desista, que siga em frente. Que mesmo perante o nocaute, erga sua cabeça e siga em frente. Seguindo essa lógica, uma pessoa solitária é fraca, porém uma pessoa que vive rodeada de pessoas é forte, correto? Errado. Pois ainda há a presença de fraqueza em alguém solitário ou em uma pessoa popular. Onde existe fraqueza, a força não reina, essa é a regra. O truque é criar uma imagem. O mundo vive de imagens, nada é real, existem apenas pinturas e máscaras do que as pessoas desejam mostrar de si, mostrando apenas as suas forças, porém escondendo suas fraquezas, para não parecerem vulneráveis, para não darem a oportunidade de um ataque, por terem vergonha desse seu lado ''imperfeito''. Em um mundo de máscaras e pinturas, forte é aquele que mostra seu verdadeiro rosto e não cria obras sobre si, porém pinta o mundo ao redor de si. Logo, a força vem do plural, porém ela só pode dar frutos se o singular for algo sincero, algo que deixa seus pontos fracos à mostra.

Aidan era uma pessoa forte. Não havia máscaras com ele, não haviam segredos, seus problemas, suas fraquezas, eram todas aparentes para quem batia um olho nele. Irlandês, imigrante e sem paciência para os outros. Ele era como um pedido de guerra ambulante. Pois quem usa máscaras não gostam daqueles que expõem seus rostos. Chegara havia um mês na Academia Blackwell, para estudar fotografia e ajudar sua mãe no negócio da família, e até tentara manter sua cabeça baixa, porém isso não durou mais de uma semana. Tornou-se um alvo fácil. Mãe solteira, divorciada e trabalhadora. Aos olhos de adolescentes, se uma pessoa não é capaz de jogar dinheiro na sua direção e saciar seus gastos, ela é digna de pena e ódio. E era por causa disso que Aidan tornara-se um alvo fácil. Pois ele não aceitava que alguém falasse mal de sua mãe, assim como qualquer outro bom filho, porém o jovem Irlandês prometera ser o pilar de sua mãe, apoiá-la nos piores momentos. E era isso que ele estava fazendo ali, naquela Academia. Bom, o que estaria fazendo pelo menos. Suas costas estavam contra a parede, cercado por três outros rapazes, um de braços cruzados, mais atrás, claramente o líder do trio. Os outros dois serviam de, por falta de termo melhor, músculos dele.


- Top o' the mornin' to ya¹ - Falou o rapaz que estava atrás, cabelos loiros, penteados para trás. Ele parecia ter saído diretamente de um filme dos anos oitenta, seria um clássico jogador de futebol americano, não fosse sua clara falta de músculos - Como anda a sua mãe?

- Trabalhando - Respondeu Aidan, gerando uma onda de risos naquele grupo - Diferente da sua, que deve estar dando para algum otário qualquer aí.

O rapaz loiro nem chegou a piscar, enquanto os outros apenas estralaram seus punhos. A aparência dos outros dois era tão genérica quanto a do outro, um dos rapaz era moreno, cabelo raspado, baixinho e musculoso. O outro, era caucasiano, cabelos castanhos penteados para trás, parecia até que uma vaca tinha lambido o cabelo dele. E, assim como o amigo moreno, era bem musculoso. O completo contrário de Aidan. Ruivo dos cabelos bagunçados, com alguns piercings aqui e ali, olhos verdes repletos de fúria, tinha um corpo que parecia beirar o definido, porém não havia nada de destaque nele.

- Isso é o melhor que consegue imaginar? Sério? É o seu melhor insulto, seu irlandês de merda? - O loiro deu uma risada debochada, estava começando a juntar uma platéia no corredor. Tudo o que Aidan menos queria - Vamos lá, você consegue algo melhor que isso.

O rapaz moreno deu um pequeno empurrão em Aidan - Que tal a gente fazer o seguinte? As três putinhas somem da minha frente e eu não preciso arregaçar vocês na porrada, ya bunch o' gobshites²

O rapaz loiro riu, e o de cabelos castanhos virou-se para olhar ele e rir junto. Nesse momento, o punho de Aidan chocou-se contra o nariz do moreno e ele sentiu algo quebrar, mas sabia que não era sua mão. Sangue, ele tinha presença ali e vazava do nariz do rapaz que tampava o mesmo, sangue escapando por entre seus dedos e indo contra o chão. O outro virou-se e mirou-lhe um soco, porém havia duas coisas ali que ele não sabia: Primeiro, ele era uma pessoa fraca e segundo, Aidan era uma pessoa forte. O soco do adversário de Aidan conectou-se um pouco acima da sobrancelha esquerda do rapaz, fazendo um pequeno corte ali, com Aidan recuando e voltando a bater suas costas na parede. Mas, quando o segundo soco veio, o irlandês esquivou-se para o lado, a mão do rapaz de cabelos castanhos indo contra a parede. Aidan então socou a barriga dele, diretamente na boca do estômago. Na verdade, olhando a postura que o irlandês possuía, lembrava muito a de um boxeador. Com seu punho esquerdo fechado, Aidan socou o fígado do rapaz, gerando uma dor excruciante, fazendo com que ele cambaleasse para trás, segurando o lugar atingido e caindo de joelhos. Nocaute.


O líder, vendo que seus dois companheiros haviam apanhado, deu alguns passos para trás e virou-se, correndo pelo corredor, empurrando os alunos que assistiam para o lado. Indo diretamente na direção de uma pessoa que claramente não gostaria do que acabara de ver. Se ela fosse fazer algo ou não, já não era algo que Aidan notaria, não de primeira na verdade. Ele passou a mão no lugar atingido e viu sangue em seus dedos. O rapaz moreno, cujo nariz ainda sangrava, puxou o outro até ele ficar de pé de pé e ambos correram para o outro lado.

- Cambada de filhos da puta.

¹ Top o' the mornin' to ya é um termo irlandês, normalmente usado como bom dia. Mas é bem antigo e raramente é usado atualmente e foi usado ali para zombar do Aidan

² Ya bunch o' gobshites, outra expressão irlandesa. Gobshite é uma pessoa que fala demais e vale pouco, vale menos que merda. Basicamente o Aidan está falando que eles são um grupo que fala demais mas não vale nada. Frase traduzida ficaria algo do tipo: Seu bano de merdas, ou algo do tipo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 12, 2018 4:15 pm

☬ A algazarra era fácil de ser ouvida, em verdade. Melissa Carter estava às vesperas de deixar a universidade, ela estava apenas fazendo hora por ali, enquanto a loja que abriria ainda não estava totalmente montada, assim como a parte habitável da mesma. No momento, ela tivera o ímpeto de visitar Maxwell. Ela sabia que isso era muito muito estúpido, ainda mais porque no dia anterior ambos haviam se embebedado novamente. Não chegaram a transar de novo, mas os beijos que deram enquanto todo mundo olhava eram no mínimo constrangedores. Bem... alguma coisa muito errada estava acontecendo dentro dela, isso era claro. Entretanto, assim que estava subindo as escadas que iam para o dormitório masculino, ela ouviu algo que parecia ser uma briga. ☬

- Bando de brutamontes filhos da puta.

☬ Foi tudo o que disse num primeiro momento. Considerando seus colegas de universidade, que deveriam ter uma sensibilidade tanto artística quanto emocional, alguns ainda se destacavam como neandertais estúpidos que gostavam de uma boa briga. Seus passos pararam no fim da escada, onde dava a visão de todo o corredor, um monte de rapazes e mais algumas gurias estavam em volta de um grupo que obviamente brigava. Melissa não precisou olhar duas vezes para saber que era três contra dois... e mais que aqueles três eram seres podres. Entretanto, quando ela deu um passo para acabar com aquela palhaçada ali mesmo, o rapaz que deveria ser a vítima reagiu espetacularmente, pondo os seus agressores para correr. ☬

☬ Infelizmente para um deles, Melissa era conhecida do grupo... e pior: ele decidiu correr em direção a ela. Quase que de imediato, a garota fechou o punho e mirou-o na cara desse mesmo infeliz, com toda a força que possuía, deixando um belo hematoma na sua cara e fazendo-o desabar no chão. ☬


- Oh, parece-me que acertei um verme insignificante. Espero que fique bem inchado. - ela pensou em intimidá-lo um pouquinho, mas reparou que a multidão se dispersara e o rapaz ruivo estava sangrando um pouco. Então, continuou o próprio caminho, fazendo questão de pisar no corpo do loiro no processo, caminhando em seguida em direção ao aluno que não conhecia. Obviamente, Melissa passara aquele último mês bem... ocupada com muitas coisas. Mas, mesmo que ela não soubesse quem ele era, ele certamente já deveria ter ouvido falar dela. - Ei, tá tudo bem por ai?

☬ Ela parou de frente a ele, as mãos na cintura, enquanto inclinava um pouco o corpo para frente, observando o estrago que o golpe de um dos garotos fizera nele. ☬

- Hum... isso está bastante feio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 12, 2018 4:37 pm

Aidan ergueu seus olhos para Melissa, após passar um tempo olhando para o próprio sangue. Ele parecia confuso pela aproximação dela, não era uma pessoa necessariamente popular e nem mesmo tinha amigos. O irlandês havia entrado ali para se formar e apenas nisso, não tinha a intenção de conhecer pessoas. Mas era um fato de que ele sabia quem ela era. Ouvira muitos alunos comentando várias coisas sobre ela, como gostava de bater nas pessoas, queimar algumas e algo sobre estar se beijando com um demônio, mas essa última parte ele não entendeu muito bem.

- Isso aqui não é nada - Ele falou, passando a mão pelo lugar machucado e vendo que ainda estava saindo sangue. Abaixou-se e abriu sua mochila, dentro dela havia uma câmera, um caderno e mais algumas outras coisas do curso de fotografia, estranhamente, no fundo da mochila, havia uma pequena caixinha a qual ele pegou e abriu, puxando de dentro um band-aid e colocando-o em cima do ferimento. Não era o suficiente para tratar aquilo, mas iria parar o sangramento - Depois eu vou na enfermaria.

Ele levantou-se e colocou a mochila nas costas, não parecia ser o tipo briguento, apesar de ter índices de que já havia brigado várias vezes. Algumas cicatrizes em seus braços, um pequeno ponto roxo na bochecha esquerda e um outro corte em seu lábio inferior. Aidan aparentava ser um garoto resistente, pois tomara um soco daqueles e saíra como se não fosse nada. Ele limpou as mãos em um trabalho que estava grampeado na parede e estendeu ela para cumprimentar Melissa.

- Aidan Kearney - Ele falou, olhando para o rapaz loiro caído no chão - Mãozinha pesada, hein?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 12, 2018 10:34 pm

- Bom, se você diz... - ela alegou, não era do tipo que oferecia insistentemente ajuda, ou arrastava a pessoa consigo ou deixava-a para lá. Desta vez, ela tirou uma toalha que estava sobre seus ombros, cuja qual usara para limpar-se após um concerto que acabara de fazer. Separando um pedaço que estava obviamente limpo, ela estendeu a toalha para ele. - Use isso aqui por hora, esse band-aid e nada é a mesma coisa.

☬ Ela deu alguns passos, afastando-se um pouco do rapaz, seus olhos percorrendo-o mais para ter certeza que não estava ferido em outro lugar do que numa tentativa de avaliá-lo. Mel notou as cicatrizes, mas não fez questão de argumentar sobre elas, afinal de contas ela própria tinha um ou outro hematoma cruzando a pele branca. ☬

- Sou Melissa Carter. - ela piscou com desdém para o rapaz loiro. - Aparentemente, você também não é nada mal. Por que os filhos da puta desmiolados estavam enchendo você?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 12, 2018 11:52 pm

Ele arrancou o band-aid sem cerimônia, mal reagindo a dor que sentira. Ele pegou durex da sua mochila e prendeu o pano na sua cabeça com aquilo, era um tratamento cru e tosco, porém bastava. Pelo menos até ele chegar em casa, receber um puxão de orelha e dar pontos improvisados naquele ferimento. Ele estava bem aperto na verdade, o rapaz que o socara tinha um bom gancho, porém não sabia aplicar a força corretamente. Acontecia com a maioria dos garotos que entravam em briga, possuíam a força para ganhar, mas não sabiam utilizar a mesma.

- Valeu.

Aidan aparentava ser educado, pelo menos. Agora, as pessoas que assistiam a briga se afastavam e os dois garotos que haviam fugido já não estavam mais à vista, tendo provavelmente fugido para algum outro ponto distante dali. Diferente dos outros alunos, Aidan não ficava nos dormitórios da escola, preferindo voltar para casa, apesar da mesma ser um pouco longe.

- Bom, é uma história meio longa. Um bostinha qualquer não gostou do fato de eu ser irlandês e começou a pegar no meu pé. Eu não dei bola, até que ele xingou a minha mãe. Ele basicamente assinou o atestado de óbito dele nessa hora - Aidan explicou, cruzando os braços - Esses aí eram amiguinhos dele. Eu até tento evitar a briga, mas é só falar da minha mãe que eu perco a cabeça. Talvez por ela não ser rica, e estar trabalhando ao invés de ficar em casa olhando para as jóias e botando chifres no marido, a galera daqui não vá com a cara dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Dom Jun 17, 2018 9:48 pm

☬ Melissa fez uma óbvia careta diante da maneira com que Aidan estava tratando seu ferimento. Não parecia a mais prática, muito menos boa, mas no fim das contas aquilo não era da conta dela, e preferiu não dizer nada. Deveria haver alguém que pudesse cuidar daquele garoto, eventualmente. ☬

- De nada... mas você deveria tentar colocar um pouco de gelo, sei lá.

☬ Ela observou feio as outras pessoas se afastarem, fazendo com que boa parte delas resmungasse algo sobre seu olhar frio ou andassem mais rápido do que a velocidade em que estavam antes de perceber tal olhar. Por fim, Mel puxou as mechas de cabelo negras para trás, estreitando os olhos e piscando-os levemente. ☬

- Sua mãe parece ser uma boa pessoa. - a mãe adotiva de Melissa estava classificada como uma daquelas que Aidan acabara de citar. Bom, sobre os chifres Mel não podia atestar, mas em questão do resto... ser catolica fervorosa não somava tantos pontos bons assim, no final das contas. - Eu to ligada. Bando de filhos da puta... não suporto esses caras, são bastante insistentes, mas uma hora eles cansam de apanhar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 19, 2018 3:56 pm

- Aaah, as pessoas na enfermaria fazem isso por mim.

Aidan já tivera ferimentos piores que aquele, portanto ele não prestava muita atenção para o que lhe acontecia. No passado, quando ainda treinava boxe, era um costume voltar com hematomas para casa e alguns cortes, pois pedia para seus companheiros de treino baterem para valer. Ele gostava de estar no ringue, gostava de lutar. Possuía uma verdadeira paixão pelo boxe, porém não era um caminho que podia seguir naquele momento. A situação em sua casa era uma na qual ele precisava ajudar, trabalhando e estudando, portanto não tinha tempo para praticar seu esporte e o grupo que puxara uma briga com ele não era necessariamente um desafio.

- E ela é, vale mais do que muita gente por aí - Aidan tinha orgulho de sua mãe, não tinha motivos para não ter. Ela era uma pessoa batalhadora, uma verdadeira guerreira. Aidan podia até mesmo ter o ringue de boxe para ele, porém não se comparava as lutas que sua mãe ganhava no ringue da vida - Tomara. Não que eu esteja cansado de bater, mas eu não tenho tempo para essa galera - Ele coçou sua nuca brevemente - Ei, me acompanha até a enfermaria?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 19, 2018 4:43 pm

- Se você diz.

☬ Ela preferia não questionar sobre as escolhas de certos tipos de pessoa. Se o rapaz estava acostumado a lidar assim com as coisas, quem era Melissa para dizer-lhe que estava errado? Ela mesmo era conhecida por colocar fogo nos uniformes de outros alunos. Bom senso não parecia ser um termo muito bem aplicado quando junto do nome "Melissa Carter". ☬

- Não duvido nada disso. Conheço uma boa quantidade de gente que poderia aprender com ela. - ela assentiu com a cabeça algumas vezes, concordando com o que ele falara, e depois lançou um olhar na direção da porta de Maxwell Watson. Bom... nada indicava que ele estava no próprio quarto. Além do mais, não era como se o... assunto entre ambos fosse muito urgente. - Okay... vamos indo. Você está sentindo tontura ou algo do tipo?

☬ Ela voltou-se para o rapaz ruivo, estreitando os olhos. Poderia não ser uma ferida muito grave, mas uma pancada na região da cabeça era sempre preocupante. Além disso, eles teriam que descer as escadas para chegar à enfermaria, se ele não estivesse sentindo-se muito bem, Melissa teria de ampará-lo. ☬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Sex Jun 22, 2018 8:23 pm

Aidan apanhara bastante, não só em seus treinos, como em outras situações também muito parecidas com aquela que ele acabara de sair. Nem sempre ele conseguia ganhar, não era invencível no final de contas. É natural que ele perdesse em alguns momentos, era algo que fazia parte da vida e o irlandês decidira aceitar isso. Por isso acabava dando de ombros para ferimentos e situações ruins, eram apenas coisas que aconteciam e ele havia aceitado isso.

- Eu conheço uma galera dessa escola que poderia aprender uma coisinha ou duas com ela - Aidan abriu um sorriso, demonstrando o claro orgulho que tinha de sua mãe. Como ele próprio dissera, a maior parte das pessoas que o perseguiam vinham de uma família que sempre jogava tudo em cima do colo de seus membros, ninguém ganhando algo por mérito ou esforço pessoal - Ainda não, a porrada não foi tão forte assim. Mas como tá saindo bastante sangue, é capaz que eu fique tonto.

Aidan era uma pessoa honesta, acima de tudo. Não adiantava fazer uma pose ali, dizer que aguentava, sendo que este claramente não era o caso. Como estava acostumado a lutar, principalmente em situações como aquela, ele fizera o seu melhor para amortecer a porrada. Ele sabia manter seu equilíbrio, mesmo após receber um soco na cabeça, e também sempre estava em seu centro, com seus pés raramente saindo do chão. Quando alguém socava Aidan, era o mesmo que bater contra uma parede, aquele rapaz era imóvel. A sua esquiva também ajudara, com o soco pegando de raspão. O resultado certamente teria sido pior se ele tivesse tomado o golpe por completo e caído no chão.

- Vamos indo? Ou tem algo para fazer aqui? Qualquer coisa eu vou sozinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jun 26, 2018 12:00 pm

- Tipo, uns noventa por cento. - ela fez um gesto aleatório com a mão, seus olhos indo uma última vez para a porta do quarto de Max. Mel meneou a cabeça negativamente, aproximando-se novamente do rapaz e passando um dos braços pelo dele. Não era um gesto íntimo, era realmente uma posição para apoiá-lo caso tombasse. - Certo então vamos andando, quanto mais rápido chegarmos a enfermaria e estancarmos isso, melhor vai ser.

☬ Ela encarou o rapaz com o canto do olho, ainda segurando-o, e deu alguns passos para frente, puxando-o para que andasse junto com ela, em direçãoàs escadarias. Mais uma vez sua cabeça fez um lento sinal negativo, ao passo que Melissa deixava definitivamente de observar o quarto em que estava destinada a ir. ☬

- Eu só tenho de conversar com um idiota... mas sei definir minhas prioridades. - era claro que, se Maxwell estivesse em perigo, era bem capaz dessas tais prioridades mudarem drasticamente, mas não importava. Melissa não era uma "boa samaritana", ela não ajudava todo mundo que cruzava e precisava de uma mão... mas até mesmo ela sabia que seria muita falta de ética deixar uma pessoa que estava sangrando se virar sozinha.

☬ Bem... uma pessoa que ela própria não tinha feito sangrar, ou que não merecera ser espancada, é claro. ☬


- Vamos descer devagar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jul 03, 2018 1:17 pm

- Certo - Respondeu Aidan, que não notou que Melissa olhava para uma das portas do corredor. Talvez estivesse a caminho do quarto do namorado, ou de algum amigo, mas se ela estava disposta a ajudá-lo, talvez não fosse um assunto tão urgente assim.

Aaah, então ela queria conversar com alguém. Bom, tendo ideia da fama que aquela garota carregava, talvez ele estivesse fazendo um favor para o tal idiota. Ou não, ele ouvira falar que ela tinha alguns amigos aqui e ali. Era um pouco surpreendente para ele, mas Melissa era sempre um alvo de conversas naquela academia, a maior parte delas falando mal e odiando a garota, algumas poucas elogiando-a e estas eram realmente escassas. Só não eram mais escassas do que aquelas que pareciam ter um teor mais... Apaixonado, talvez? Não era difícil obter informações naquele lugar, era só preciso ter bons ouvidos e saber quais pessoas eram as mais fofoqueiras.


- Espero não estar atrapalhando nada.

No topo das escadarias surgia um homem, que lentamente subia as escadas. Vestia-se com roupas escuras, porém comuns, dos tipos que você encontra em um brechó de esquina, a única coisa que se destacava era um crucifixo de madeira que havia em seu pescoço, parecia velho e desgastado com o tempo. Ele tinha cabelos negros que já começavam a mostra seus fios brancos, apesar de não aparentar ter mais de seus 50 anos de idade, tinha uma barba curta que também possuía fios brancos em meio a uma multidão de fios negros. Seus olhos eram azuis e pareciam transmitir uma certa seriedade, uma que aqueles adolescentes nunca tinham visto antes. Ele aproximou-se dos dois, abrindo um pequeno sorriso calmo.

- Com licença, estou procurando o quarto de um sobrinho meu. O nome dele é Maxwell Watson - O homem disse, seu inglês era perfeito e muito bem pronunciado. Agora de perto poderia notar-se que o homem certamente mantinha-se fazendo exercícios físicos diários, pois seu corpo era bem construído. Ele olhou para Aidan e seus olhos se arregalaram - Oh, Deus. O que aconteceu?

- Nada, só acabei me machucando sem querer. Está sangrando um pouco, aí ela está me levando pra enfermaria - Aidan explicou, por algum motivo achava que era melhor mentir para aquele homem, ele não parecia ser um que aprovava de brigas - Ei, você não é amiga do Maxwell?

- Ah, então você o conhece? - O homem voltou seus olhos para ela - Eu estive no exterior por muito tempo e fiquei sabendo que o garoto... bom, dizer que passou por maus bocados não resume muito bem o que aconteceu com ele. Eu só gostaria de encontrá-lo, para lembrá-lo de que ele ainda tem uma família - Após Melissa informá-lo sobre o quarto o homem sorriu - Muito obrigado por sua ajuda. Que Deus os acompanhe.

Ele partiu em passos acelerados para o quarto de Maxwell, o crucifixo de madeira balançando-se com os passos acelerados do homem. Assim que os dois desceram pelas escadas, indo para a enfermaria da Academia, o homem chegou a porta e abriu-a de uma vez só, com clara pressa. O quarto estava impecável, perfeitamente organizado e limpo. E não havia sinal de Maxwell. A cama estava arrumada, mas ninguém parecia entrar naquele quarto há pelo menos alguns dias.

- Tá procurando pelo Maxwell? - Uma voz atrás dele perguntou e o homem virou-se, um dos alunos olhava para ele - Faz uns dias que ninguém vê ele.

- É mesmo? - Perguntou o homem e o rapaz assentiu, afastando-se pelo corredor logo em seguida. O homem fechou a porta e sentou-se na cama de Maxwell, retirando uma arma que trazia na parte de trás de sua cintura - É esperado que demônios fujam quando são perseguidos pelos santos. Onde está você, demônio que assume a aparência de meu filho?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jul 03, 2018 9:16 pm

☬ Melissa estava prestes a descer com o rapaz em direção aos andares superiores quando aquela pessoa surgiu praticamente do nada. Ela lançou-lhe um olhar de descaso, qual era o problema daquela gente que sempre imaginava estar "atrapalhando algo"? E mesmo que estivesse atrapalhando, não seria da conta dele. Seus olhos percorreram-no de cima a baixo, algo em sua aparência era terrivelmente familiar... mas ela só se deu conta disso quando ele disse quem estava procurando. Suas sobrancelhas ergueram-se, dando-lhe uma expressão de surpresa. Sua cabeça virou-se em direção de Aidan quando ele a questionou sobre o rapaz ser amigo dela. ☬

- É... eu sou amiga dele. - uma amizade que estava pendendo perigosamente para o lado colorido, mas não iria entrar em detalhes com aqueles dois. Melissa encarou o homem por vários segundos, antes de apontar para o quarto em que pensara em bater minutos antes. - É aquele quarto.

☬ Ela seguiu o homem com o olhar, não parecendo muito convencida. Seria um irmão do pai dele? Se um dos filhos da família decidira tornar-se padre, outro poderia muito bem ser cristão. Melissa mordeu o lábio inferior, observando o homem adentrar o aposento, e depois de alguns instantes um rapaz passou por eles, falando a mesma coisa que dissera ao homem para Melissa. Max não estava no quarto... fazia um tempo que ninguém o via. ☬

- Vai tomar conta da sua vida, maldição! - ela paguejou, após perceber que era uma das pessoas que espalhavam o "relacionamento" que ambos tinham por ai, e depois puxou um pouco Aidan, para que ele descesse junto com ela. Não demorou muito para que chegassem à enfermaria e ela o deixasse lá dentro, ajudando-o a sentar na maca enquanto a enfermeira o antendia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jul 03, 2018 11:40 pm

Após aquele estranho homem ter sumido e o outro estudante ter passado por eles, ambos se dirigiram para a enfermaria onde Aidan foi devidamente tratado. O ferimento não fora profundo o suficiente para ele precisar de pontos, porém o ferimento foi limpo e recebeu um curativo muito melhor do que o que ele havia colocado, com o ferimento finalmente estancando. Agora, ele saía para o lado de fora da enfermaria para encontrar Melissa.

- Ei, obrigado por me trazer até aqui - Ele estendeu a mão para ela, para cumprimentá-la e agradecê-la - Estou te devendo uma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Qua Jul 04, 2018 11:05 am

☬ Melissa demonstrava certo incômodo enquanto esperava o rapaz. É claro que ela passava muitos dias sem ver Maxwell normalmente, mas isso era porque a própria estava sempre ocupada com alguma coisa relacionada às investigações de Shadow. Agora que tinha mais tempo livre, e via a necessidade de discutir algumas coisas com o rapaz, perceber que ele não estava lá era um incomodo. Mel não sabia se aquilo era normal ou não, mas estava com um mal pressentimento... e os maus pressentimentos dela nunca apareciam à toa. ☬

☬ A saída de Aidan da enfermaria tirou-a de seus pensamentos. Ela observou-o, constatando que parecia muito melhor. ☬


- Não foi nada. - ela apertou de leve a mão dele, logo soltando-a. - Sério, não precisa fazer nada em troca, eu simplesmente não poderia deixar alguém ferido no meio do corredor. Você está se sentindo melhor?

☬ Era visível que, apesar de suas maneiras bruscas, Melissa não era uma pessoa ruim, muito pelo contrário. ☬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Qua Jul 04, 2018 11:10 pm

- Sim sim, a dor já está diminuindo. Eu estou acostumado a levar umas porradas, se esquente não - Aidan bateu no próprio peito, com orgulho da própria resistência.

Do lado de dentro, a enfermeira chamou Aidan e entregou para ele um envelope. Ela disse que a mãe de Aidan havia fotografado o casamento da irmã dela e que eles haviam parcelado e aquela era uma das parcelas e que as outras ela iria entregar no dia 3 de cada mês. Ele retirou o dinheiro para fora do envelope, molhou as pontas dos dedos e rapidamente contou o dinheiro, verificando que estava tudo certo e guardando-o de volta dentro do envelope e escondendo o mesmo dentro de um bolso de sua jaqueta.


- Ei, o que acha de vir comigo entregar isso pra minha mãe? Te pago alguma coisa pra comer - Aidan disse, sorrindo levemente - E não me venha com essa de que não precisa de nada, eu não posso deixar você me ajudar sem ganhar nada em troca!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Sab Jul 07, 2018 10:18 pm

- Puff... se você diz, eu que não vou discutir.

☬ Melissa viu Aidan ser chamado e permaneceu no mesmo lugar, ela não se intrometia nos assuntos alheios... apenas quando estava investigando. E Aidan não era ninguém que valesse a pena tirar informações, não para quem ela "trabalhava". Ele só era um estudante transferido normal, com uma mãe trabalhadora normal. Embora tivesse um belo cruzado de direita... ☬

- Sinceramente, cara, eu não to em condições de recusar nada agora. Embora eu preferi-se algumas doses de cerveja, um lanche normal está ótimo. - ela precisava tirar sua mente de Max. Porque achava que estava pensando nele demais ultimamente... e porquê se continuasse se preocupando com ele, ficaria louca. Já não bastava a morte de Noah.

☬ Ela mordeu o lábio inferior e pôs-se de pé, movendo a cabeça de um lado para o outro para estalar o pescoço. ☬


- Vamos lá... onde sua mãe trabalha? - ela imaginava que a mulher estaria no horário de serviço, afinal pelo que Aidan deixara a entender era uma mãe trabalhadora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Dom Jul 22, 2018 7:12 pm

- Se preferir cerveja eu te pago uma também.

Aidan era uma pessoa educada, ao menos isso Melissa notaria. Para com quem havia ajudado-o, por menor que fosse a ajuda, ele sentia a necessidade de pagar de volta a gentileza que lhe fora oferecida. Ele não media dinheiro ou esforço para fazer isso. Você algo simples como pagar um lanche ou uma cerveja, ele iria fazê-lo. Reconhecia bem o perigo de andar com um ferimento daqueles na cabeça, enquanto o impacto da pancada ainda era sentido, ele poderia ter caído das escadas e se ferido, ou até mesmo tombado em algum canto da escola, devido a tontura que o afligira no caminho até a enfermaria.

- Ela trabalha lá no centro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Ter Jul 31, 2018 2:35 pm

☬ Melissa meneu a cabeça, insistentemente. Por mais que desejasse tomar algo alcoólico, ela ainda pretendia ver Max mais tarde, ou tentar encontrá-lo de algma forma, já que agora não se encontrava em seu quarto, quanto mais na academia. Ela sabia muito bem o que acontecia quando ambos dividiam um ambiente e cervejas. Era de sua preferência estar sóbria para evitar mais situações constrangedoras. ☬

- Sério... um lanche está ótimo. - recomeçando a andar ao lado dele, a garota passou a mão pela nuca. - Algo com bastante carne e gordura, de preferência.

☬ Ela ainda se lembrava da ultima vez que comera com alguém, sem ser no dia da comemoração do bar. Dante insistira tanto que ela devorasse algo que fosse saudável que, para evitar desentendimentos, ela preferiu não discutir muito e comer. Não que o lanche naquele dia não estivesse bom, mas considerando a fome que começava a chegar, Melissa tinha certeza que precisaria de algo mais encorpado. ☬

- Sua mãe trabalha com o que mesmo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aidan Kearney
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 17
Localização : Academia Blackwell

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens:

MensagemAssunto: Re: Corredores   Sex Ago 03, 2018 2:38 pm

- Deve ter alguma lanchonete boa o suficiente por aqui

Aidan começou a caminhar pelo corredor com Melissa, dirigindo-se para a saída da Academia. Quando acordara não imaginara que se colocaria em uma briga, por mais que isso fosse algo bem consistente com ele ultimamente. Porém era de se imaginar que depois de umas surras bem dadas as pessoas parassem de perseguir ele. Obviamente esse não foi o caso, uma vez que ele acabara por se enfiar em uma briga de novo e desta vez acabara por tomar um golpe. Saíra vitorioso, porém marcado. Era se sua preferência sair com os punhos marcados e não sua testa.

- Fotografia, ela tem a própria loja dela e etc - Explicou Aidan - Normalmente é contratada para tirar fotos em casamentos e aniversários.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melissa Carter
Estudante
Estudante
avatar

Mensagens : 316
Data de inscrição : 23/07/2017
Idade : 17
Localização : Aqui, Idiota...

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
Itens: Um isqueiro e uma chave inglesa.

MensagemAssunto: Re: Corredores   Sex Ago 03, 2018 5:08 pm

- A mãe de uma amiga minha é dona de uma, pode ser lá mesmo.

☬ Parando para pensar, fazia um bom tempo que não frequentava a Two Whalles... seria interessante dar uma passada por lá. E a comida de lá era realmente boa, de qualquer forma... muito embora os outros frequentadores não fossem dos melhores. Certamente, ela arranjara uma briga da ultima vez que estivera lá, mas paciência... era uma cidade pequena, Melissa não tinha muitas opções. ☬

- Ah... eu acho que já passei por ela algumas vezes... eu reparei em algumas fotos que ficam na vitrine, são realmente boas... - Melissa fez uma careta, unindo as sobrancelhas. - Não que eu entenda muito de fotografia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Corredores   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Corredores
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Las Noches (Crônica Livre)
» Corredores do sétimo andar
» Corredores de pedra
» Corredores do quarto andar

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Windfall City :: Dormitórios :: Dormitório Masculino-
Ir para: